Prefeitura realiza mutirão de combate ao Aedes no bairro Pereira Lobo pela segunda vez

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Em Aracaju, concentração foi na praia de Aruana, onde foi recolhido o lixo descartado de forma irregular
Em Aracaju, concentração foi na praia de Aruana, onde foi recolhido o lixo descartado de forma irregular

Equipe da Prefeitura de Aracaju que atuou no mutirão contra a dengue no Pereira Lobo
Equipe da Prefeitura de Aracaju que atuou no mutirão contra a dengue no Pereira Lobo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/09/2019 às 09:37:00

 

A Prefeitura de Araca
ju continua execu
tando as ações do Plano de Intensificação de Combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, mesmo com a redução de 46% no último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), de 2,6 para 1,4. Neste sábado foi realizado o 11º mutirão, novamente no bairro Pereira Lobo, cujo índice caiu de 4 para 3,5, considerado médio risco.
"Mas ainda assim ele continua entre os bairros onde foram registrados índices acima da média. Agora, o foco das nossas ações está aqui, na Palestina e no Cidade Nova, que foram os outros dois bairros que também registraram 3,5", ressaltou a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza.
Para esta mobilização, foram mobilizados 120 profissionais, entre agentes de combate às endemias e de limpeza, para atuar de casa em casa, fiscalizando os potenciais criadouros, eliminando os focos encontrados e orientando a população. Além disso, um drone foi utilizado para fazer o mapeamento do local e ajudar a detectar pontos de alerta, como caixas d'água abertas e acúmulo de entulhos em terrenos fechados.
A diretora de Vigilância e Atenção à Saúde (DVAS), Taise Cavalcante, disse que a conscientização dos moradores desses bairros é a parte mais importante do trabalho da gestão, uma vez que o índice de focos dentro das residências é mais alto que em qualquer outro lugar.
"Hoje, mais de 80% dos focos estão dentro das casas das pessoas, em lavanderias, reservatórios de água sem tampa, bacias e baldes expostos às chuvas. Nossos agentes até destroem potenciais focos do mosquito, mas o que pode impactar mesmo no LIRAa é a mudança de pensamento das pessoas, principalmente nesse período do ano, em que o calor acelera muito o desenvolvimento do mosquito. Temos que permanecer vigilantes", alerta Taise.
Mutirões - Desde o início da execução do Plano de Intensificação de Combate ao Aedes, a Prefeitura de Aracaju já realizou outros dez mutirões aos sábados. Até o momento já foram contemplados os bairros Japãozinho, Santa Maria, Olaria, José Conrado de Araújo, Santo Antônio, Industrial, Dom Luciano, Pereira Lobo, Cidade Nova e Palestina.
No próximo sábado, dia 28, será a vez do Cidade Nova, que terá como ponto de encontro das equipes da Prefeitura a unidade básica José Quintiliano da Fonseca Sobral, a partir das 7h30.

A Prefeitura de Araca ju continua execu tando as ações do Plano de Intensificação de Combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, mesmo com a redução de 46% no último Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), de 2,6 para 1,4. Neste sábado foi realizado o 11º mutirão, novamente no bairro Pereira Lobo, cujo índice caiu de 4 para 3,5, considerado médio risco.
"Mas ainda assim ele continua entre os bairros onde foram registrados índices acima da média. Agora, o foco das nossas ações está aqui, na Palestina e no Cidade Nova, que foram os outros dois bairros que também registraram 3,5", ressaltou a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza.
Para esta mobilização, foram mobilizados 120 profissionais, entre agentes de combate às endemias e de limpeza, para atuar de casa em casa, fiscalizando os potenciais criadouros, eliminando os focos encontrados e orientando a população. Além disso, um drone foi utilizado para fazer o mapeamento do local e ajudar a detectar pontos de alerta, como caixas d'água abertas e acúmulo de entulhos em terrenos fechados.A diretora de Vigilância e Atenção à Saúde (DVAS), Taise Cavalcante, disse que a conscientização dos moradores desses bairros é a parte mais importante do trabalho da gestão, uma vez que o índice de focos dentro das residências é mais alto que em qualquer outro lugar.
"Hoje, mais de 80% dos focos estão dentro das casas das pessoas, em lavanderias, reservatórios de água sem tampa, bacias e baldes expostos às chuvas. Nossos agentes até destroem potenciais focos do mosquito, mas o que pode impactar mesmo no LIRAa é a mudança de pensamento das pessoas, principalmente nesse período do ano, em que o calor acelera muito o desenvolvimento do mosquito. Temos que permanecer vigilantes", alerta Taise.

Mutirões - Desde o início da execução do Plano de Intensificação de Combate ao Aedes, a Prefeitura de Aracaju já realizou outros dez mutirões aos sábados. Até o momento já foram contemplados os bairros Japãozinho, Santa Maria, Olaria, José Conrado de Araújo, Santo Antônio, Industrial, Dom Luciano, Pereira Lobo, Cidade Nova e Palestina.
No próximo sábado, dia 28, será a vez do Cidade Nova, que terá como ponto de encontro das equipes da Prefeitura a unidade básica José Quintiliano da Fonseca Sobral, a partir das 7h30.