Prefeitura de Aracaju recebe denúncia de crime ambiental

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/09/2019 às 07:08:00

 

Neste sábado (21), a Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), recebeu uma denúncia de descarte irregular de resíduos da construção civil feito às margens do rio Poxim, no bairro Jabotiana, ao lado do cemitério Colina da Saudade. A prática é considerada crime ambiental e já está sendo investigada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema).
A Sema irá identificar o responsável pelo descarte irregular, para, então, a Prefeitura poder agir com o devido rigor da lei que o caso requer, haja vista a gravidade do ato praticado, o qual pode ocasionar sérios problemas ambientais na área do rio Poxim. O local foi o mais afetado pelas fortes chuvas que caíram na capital no mês de julho.
A Prefeitura de Aracaju pede que a população, ao presenciar a prática de descarte irregular de resíduos sólidos, seja em áreas de preservação ambiental ou em qualquer outra parte da cidade, denuncie e, na medida do possível, registre o fato, para que o responsável possa ser identificado e enquadrado nos termos das legislações municipal, estadual e federal.
Em toda a cidade, a Prefeitura tem atuado de forma preventiva, executado ações de preservação e conservação ambiental, além de desenvolver iniciativas como o Plano de Contingência de Chuvas, Enchentes e Deslizamentos de Terra, e a criação de Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudec), a partir dos quais orienta a população a identificar situações que possam provocar riscos à sociedade.

Neste sábado (21), a Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), recebeu uma denúncia de descarte irregular de resíduos da construção civil feito às margens do rio Poxim, no bairro Jabotiana, ao lado do cemitério Colina da Saudade. A prática é considerada crime ambiental e já está sendo investigada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema).
A Sema irá identificar o responsável pelo descarte irregular, para, então, a Prefeitura poder agir com o devido rigor da lei que o caso requer, haja vista a gravidade do ato praticado, o qual pode ocasionar sérios problemas ambientais na área do rio Poxim. O local foi o mais afetado pelas fortes chuvas que caíram na capital no mês de julho.
A Prefeitura de Aracaju pede que a população, ao presenciar a prática de descarte irregular de resíduos sólidos, seja em áreas de preservação ambiental ou em qualquer outra parte da cidade, denuncie e, na medida do possível, registre o fato, para que o responsável possa ser identificado e enquadrado nos termos das legislações municipal, estadual e federal.
Em toda a cidade, a Prefeitura tem atuado de forma preventiva, executado ações de preservação e conservação ambiental, além de desenvolver iniciativas como o Plano de Contingência de Chuvas, Enchentes e Deslizamentos de Terra, e a criação de Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudec), a partir dos quais orienta a população a identificar situações que possam provocar riscos à sociedade.