Santos Dumont: dois assassinatos na mesma noite

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/10/2019 às 23:33:00

 

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga dois assassinatos ocorridos durante a noite desta segunda-feira no bairro Santos Dumont (zona norte da capital). Os crimes aconteceram por volta das 18h, em um curto intervalo de tempo. Em um dos casos, um homem de 42 anos foi morto a tiros pelo próprio enteado. Perto dali, um rapaz de 19 anos teve a casa invadida por dois homens armados, que o executaram - em um suposto acerto de contas, segundo a polícia. 
O primeiro crime foi a morte de Arnaldo Salgueiro, que estava em casa, na rua Serafim Bomfim por um rapaz que chegou de moto ao local e encostou-se à janela. Ao sair, ele acabou sendo baleado várias vezes e caiu morto enquanto voltava para pedir ajuda. O atirador, antes de fugir, chegou a apontar a arma para as testemunhas e ameaçou matar quem o denunciasse à polícia. No entanto, os policiais que atenderam a ocorrência apontam que o enteado de Arnaldo, Alyson dos Santos Costa, 27, considerado foragido e já processado por roubo, é o principal suspeito do crime.
De acordo com a Polícia Militar, duas hipóteses também são apontadas como possíveis motivos do assassinato. A primeira seria uma suposta vingança de Alysson contra maus-tratos que seriam praticados contra sua mãe pelo então companheiro, Arnaldo, que era muito agressivo com ela e manteria um relacionamento tumultuado, marcado por brigas e ciúmes. Outra possibilidade aponta para uma discordância quanto à venda de uma casa de propriedade da mãe do autor. Equipes do DHPP e do Instituto Médico-Legal também fizeram levantamentos sobre o crime, recolhendo o corpo de Arnaldo. 
Já o segundo crime aconteceu na casa de Gustavo Santana Eleutério, que morava na rua Jane Bonfim. Segundo as primeiras informações, ele foi atacado dentro de casa por dois homens armados que entraram no local. Após acertarem vários tiros na vítima, eles fugiram a bordo de uma moto. Policiais militares afirmam que conversaram com parentes de Gustavo e estes apontaram o nome de um suspeito envolvido, indicando que o crime também pode ter siudo motivado por vingança. O DHPP também investiga o caso. 
Quem tiver alguma informação que possa ajudar no esclarecimento dos dois crimes deve ligar para os telefones 190 (Polícia Militar) ou 181 (Disque-Denúncia). As ligações são gratuitas e o informante não precisa se identificar. 

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga dois assassinatos ocorridos durante a noite desta segunda-feira no bairro Santos Dumont (zona norte da capital). Os crimes aconteceram por volta das 18h, em um curto intervalo de tempo. Em um dos casos, um homem de 42 anos foi morto a tiros pelo próprio enteado. Perto dali, um rapaz de 19 anos teve a casa invadida por dois homens armados, que o executaram - em um suposto acerto de contas, segundo a polícia. 
O primeiro crime foi a morte de Arnaldo Salgueiro, que estava em casa, na rua Serafim Bomfim por um rapaz que chegou de moto ao local e encostou-se à janela. Ao sair, ele acabou sendo baleado várias vezes e caiu morto enquanto voltava para pedir ajuda. O atirador, antes de fugir, chegou a apontar a arma para as testemunhas e ameaçou matar quem o denunciasse à polícia. No entanto, os policiais que atenderam a ocorrência apontam que o enteado de Arnaldo, Alyson dos Santos Costa, 27, considerado foragido e já processado por roubo, é o principal suspeito do crime.
De acordo com a Polícia Militar, duas hipóteses também são apontadas como possíveis motivos do assassinato. A primeira seria uma suposta vingança de Alysson contra maus-tratos que seriam praticados contra sua mãe pelo então companheiro, Arnaldo, que era muito agressivo com ela e manteria um relacionamento tumultuado, marcado por brigas e ciúmes. Outra possibilidade aponta para uma discordância quanto à venda de uma casa de propriedade da mãe do autor. Equipes do DHPP e do Instituto Médico-Legal também fizeram levantamentos sobre o crime, recolhendo o corpo de Arnaldo. 
Já o segundo crime aconteceu na casa de Gustavo Santana Eleutério, que morava na rua Jane Bonfim. Segundo as primeiras informações, ele foi atacado dentro de casa por dois homens armados que entraram no local. Após acertarem vários tiros na vítima, eles fugiram a bordo de uma moto. Policiais militares afirmam que conversaram com parentes de Gustavo e estes apontaram o nome de um suspeito envolvido, indicando que o crime também pode ter siudo motivado por vingança. O DHPP também investiga o caso. 
Quem tiver alguma informação que possa ajudar no esclarecimento dos dois crimes deve ligar para os telefones 190 (Polícia Militar) ou 181 (Disque-Denúncia). As ligações são gratuitas e o informante não precisa se identificar.