Suspeito de liderar tráfico morre em abordagem na Farolândia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/10/2019 às 23:19:00

 

Gabriel Damásio
Uma abordagem de 
policiais militares a 
um carro suspeito assustou muita gente que passava de carro na Avenida Beira-Mar, próximo ao antigo Farol do bairro Farolândia (zona sul), por volta das 15h de ontem. A ação foi gravada vídeos que circulam nas redes sociais, mostrando momento em que três soldados do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRPp) descem de uma viatura e abordam um homem que está em um carro vermelho. Um dos PMs está com a pistola na mão e manda várias vezes que um homem desça do carro. Ele demora aproximadamente 20 segundos e tenta sair com o carro, mas para depois de uma sequência de oito tiros disparados pelos policiais, até o momento em que a filmagem é interrompida.
A Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou, em nota, que o homem abordado pelos policiais no vídeo é o ex-presidiário Leonardo Reis da Silva, 31 anos, o 'Leo Grandão', considerado um dos principais traficantes de drogas que atuam no bairro Rosa Elze e no conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão (Grande Aracaju), além do bairro América (zona oeste da capital). Ele morreu baleado no confronto e teria reagido à abordagem policial. Dentro do carro que ele dirigia, um Gol vermelho com placas de São Paulo e, foi encontrada uma pistola calibre ponto 40 com a numeração raspada. 
Segundo a SSP, os policiais do BPRp estavam seguindo o suspeito e, na altura no bairro Farolândia foi dada ordem de parada para que o condutor descesse do carro. "O policial militar se aproximou e verbalizou com o suspeito para que ele descesse do veículo, porém o suspeito ignorou a ordem e efetuou tiros em direção aos policiais. Houve revide e, na troca de tiros, o suspeito foi ferido e conduzido ao Hospital de Urgência de Sergipe [Huse]. Porém, Leonardo não resistiu aos ferimentos e veio a óbito", diz a nota. 
Além de tráfico de drogas, 'Léo Grandão' era acusado por crimes de homicídio e já era investigado por equipes dos departamentos de Narcóticos (Denarc) e de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Fontes da polícia informam ainda que ele teria supostas ligações com uma facção criminosa de fora do estado. As apurações policiais continuam em andamento para identificar como 'Léo' vinha atuando ultimamente e se há outros crimes praticados. 

Gabriel Damásio

Uma abordagem de  policiais militares a  um carro suspeito assustou muita gente que passava de carro na Avenida Beira-Mar, próximo ao antigo Farol do bairro Farolândia (zona sul), por volta das 15h de ontem. A ação foi gravada vídeos que circulam nas redes sociais, mostrando momento em que três soldados do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRPp) descem de uma viatura e abordam um homem que está em um carro vermelho. Um dos PMs está com a pistola na mão e manda várias vezes que um homem desça do carro. Ele demora aproximadamente 20 segundos e tenta sair com o carro, mas para depois de uma sequência de oito tiros disparados pelos policiais, até o momento em que a filmagem é interrompida.
A Secretaria da Segurança Pública (SSP) confirmou, em nota, que o homem abordado pelos policiais no vídeo é o ex-presidiário Leonardo Reis da Silva, 31 anos, o 'Leo Grandão', considerado um dos principais traficantes de drogas que atuam no bairro Rosa Elze e no conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão (Grande Aracaju), além do bairro América (zona oeste da capital). Ele morreu baleado no confronto e teria reagido à abordagem policial. Dentro do carro que ele dirigia, um Gol vermelho com placas de São Paulo e, foi encontrada uma pistola calibre ponto 40 com a numeração raspada. 
Segundo a SSP, os policiais do BPRp estavam seguindo o suspeito e, na altura no bairro Farolândia foi dada ordem de parada para que o condutor descesse do carro. "O policial militar se aproximou e verbalizou com o suspeito para que ele descesse do veículo, porém o suspeito ignorou a ordem e efetuou tiros em direção aos policiais. Houve revide e, na troca de tiros, o suspeito foi ferido e conduzido ao Hospital de Urgência de Sergipe [Huse]. Porém, Leonardo não resistiu aos ferimentos e veio a óbito", diz a nota. 
Além de tráfico de drogas, 'Léo Grandão' era acusado por crimes de homicídio e já era investigado por equipes dos departamentos de Narcóticos (Denarc) e de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Fontes da polícia informam ainda que ele teria supostas ligações com uma facção criminosa de fora do estado. As apurações policiais continuam em andamento para identificar como 'Léo' vinha atuando ultimamente e se há outros crimes praticados.