Preso quarto envolvido em morte de vigilante

Cidades

 

A polícia de Capela (Vale do Cotinguiba) praticamente concluiu o inquérito policial que investigou o assassinato do vigilante Mário Sérgio Barbosa Santos, 42 anos, morto na madrugada do dia 4 em uma escola municipal da cidade. O resultado da apuração vem após a prisão de José Ernandes Santos Silva, 24, o 'Miminho', apontado de ser o quarto homem envolvido no crime. Ele foi localizado e detido ao final da tarde deste sábado, por soldados do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM). Segundo a corporação, Ernandes foi encontrado a partir de denúncias anônimas, motivadas a partir da divulgação de fotos dele pela imprensa e pelas redes sociais. 
A polícia informou ainda que o suspeito já era investigado como suspeito de ser integrante do grupo de traficantes que ordenou e executou a morte do vigilante. Ele também teve participação em dois crimes: um confronto armado com dois policiais militares no dia 30 de agosto, e o latrocínio contra a mototaxista Sylvia Patrícia Ramos, 43, que foi esfaqueada no dia 30 de setembro em General Maynard e morreu dois dias depois - outros dois participantes desse assalto morreram em confronto. 
O delegado Wanderson Bastos, delegado de Capela, confirmou ontem que, com a prisão de 'Miminho', concluem-se as buscas pelos acusados da morte do vigilante, com dois suspeitos presos e outros dois mortos em confronto com a polícia. O outro homem capturado é Ivo Cláudio Santos de Jesus, 19, que se entregou no último dia 16 e, em depoimento, atribuiu o crime a Emanuel Messias dos Santos França, o 'Neu', 20, que morreu uma semana antes. A ordem para executar Mário Sérgio teria partido de Fábio da Silva Santos, o 'Fábio Arapiraca', morto na última quinta-feira. Eles também eram ex-presidiários e já responderam a processos por outros crimes. 
Segundo as investigações, o crime seria uma vingança dos acusados contra a vítima, a quem apontavam como colaboradora das atividades da polícia. O vigilante foi torturado e chegou a ter a língua arrancada, antes de ser morto a golpes de facão. Ainda de acordo com a polícia, 'Arapiraca' morava perto da escola onde aconteceu o crime e teria ordenado que os comparsas lhe entregassem a cabeça do vigilante como prêmio. "O entendimento dele é que vigilantes e demais pessoas da cidade estão colaborando com a polícia. Por isso, eles mataram o Mário Sérgio a facadas e deceparam-lhe a mão direita, significando que quem aponta o dedo para os criminosos deveria morrer. Eles queriam passar uma espécie de recado duro aos que colaboram com a polícia", explicou o delegado na ocasião.
'Miminho' e Ivo Cláudio devem ser indiciados por homicídio qualificado. O inquérito deve ser entregue oficialmente à Justiça nos próximos dias. Antes, o último passo será a reconstituição do crime, que deve servir para identificar e comprovar qual a real participação de cada acusado no fato. O pedido da Polícia Civil ainda será analisado pela Justiça. 

A polícia de Capela (Vale do Cotinguiba) praticamente concluiu o inquérito policial que investigou o assassinato do vigilante Mário Sérgio Barbosa Santos, 42 anos, morto na madrugada do dia 4 em uma escola municipal da cidade. O resultado da apuração vem após a prisão de José Ernandes Santos Silva, 24, o 'Miminho', apontado de ser o quarto homem envolvido no crime. Ele foi localizado e detido ao final da tarde deste sábado, por soldados do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM). Segundo a corporação, Ernandes foi encontrado a partir de denúncias anônimas, motivadas a partir da divulgação de fotos dele pela imprensa e pelas redes sociais. 
A polícia informou ainda que o suspeito já era investigado como suspeito de ser integrante do grupo de traficantes que ordenou e executou a morte do vigilante. Ele também teve participação em dois crimes: um confronto armado com dois policiais militares no dia 30 de agosto, e o latrocínio contra a mototaxista Sylvia Patrícia Ramos, 43, que foi esfaqueada no dia 30 de setembro em General Maynard e morreu dois dias depois - outros dois participantes desse assalto morreram em confronto. 
O delegado Wanderson Bastos, delegado de Capela, confirmou ontem que, com a prisão de 'Miminho', concluem-se as buscas pelos acusados da morte do vigilante, com dois suspeitos presos e outros dois mortos em confronto com a polícia. O outro homem capturado é Ivo Cláudio Santos de Jesus, 19, que se entregou no último dia 16 e, em depoimento, atribuiu o crime a Emanuel Messias dos Santos França, o 'Neu', 20, que morreu uma semana antes. A ordem para executar Mário Sérgio teria partido de Fábio da Silva Santos, o 'Fábio Arapiraca', morto na última quinta-feira. Eles também eram ex-presidiários e já responderam a processos por outros crimes. 
Segundo as investigações, o crime seria uma vingança dos acusados contra a vítima, a quem apontavam como colaboradora das atividades da polícia. O vigilante foi torturado e chegou a ter a língua arrancada, antes de ser morto a golpes de facão. Ainda de acordo com a polícia, 'Arapiraca' morava perto da escola onde aconteceu o crime e teria ordenado que os comparsas lhe entregassem a cabeça do vigilante como prêmio. "O entendimento dele é que vigilantes e demais pessoas da cidade estão colaborando com a polícia. Por isso, eles mataram o Mário Sérgio a facadas e deceparam-lhe a mão direita, significando que quem aponta o dedo para os criminosos deveria morrer. Eles queriam passar uma espécie de recado duro aos que colaboram com a polícia", explicou o delegado na ocasião.
'Miminho' e Ivo Cláudio devem ser indiciados por homicídio qualificado. O inquérito deve ser entregue oficialmente à Justiça nos próximos dias. Antes, o último passo será a reconstituição do crime, que deve servir para identificar e comprovar qual a real participação de cada acusado no fato. O pedido da Polícia Civil ainda será analisado pela Justiça. 

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS