Lutas e conquistas do Magistério são destacadas no Dia do Professor

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 16/10/2019 às 10:29:00

 

Neste 15 de outubro, data na qual se comemora o Dia do(a) Professor(a), o professor e deputado estadual Iran Barbosa (PT) prestou homenagem aos educadores e educadoras, destacando o papel social que esses profissionais cumprem frente à coletividade, bem como pontuando que as lutas e resistências frente à desestruturação do ensino público marcam a trajetória histórica da categoria.
Ao manifestar as felicitações aos professores e às professoras, na tribuna da Assembleia Legislativa de Sergipe, Iran relembrou as conquistas históricas do Magistério, destacando a garantia constitucional de vinculação de recursos para o financiamento da Educação Pública, a conquista do Estatuto do Magistério, do Plano de Carreira e Remuneração e da regulamentação do direito ao piso salarial profissional da categoria.
"Lamentavelmente, nós avançamos nas conquistas dos direitos, mas os direitos terminam sendo sempre vilipendiados pelas autoridades gestoras", observou Iran, acrescentando que o desrespeito aos direitos da categoria resulta na sua desvalorização profissional e no seu desprestígio social.
"Nós sabemos o significado e o valor que tem a nossa profissão! É por isso que insistimos em continuar na luta para garantir que esses e outros direitos que foram duramente conquistados sejam efetivados, porque não avançaremos no sucesso da educação e no nosso projeto geral de sociedade civilizada sem a garantia dos nossos direitos e o nosso reconhecimento profissional. Portanto, neste sentido, afirmo que, neste Dia do Professor, a nossa mensagem é de continuidade de resistência e de luta", enfatizou Iran Barbosa, lamentando que, além do desrespeito a esses direitos, há um ataque permanente à autoridade intelectual dos(as) docentes, perpetrado por iniciativas autoritárias que tentam impor, no espaço de trabalho dos profissionais do Magistério, pacotes instrucionais sem nenhuma vinculação pedagógica com o fazer educacional construído cotidianamente no chão das escolas.

Neste 15 de outubro, data na qual se comemora o Dia do(a) Professor(a), o professor e deputado estadual Iran Barbosa (PT) prestou homenagem aos educadores e educadoras, destacando o papel social que esses profissionais cumprem frente à coletividade, bem como pontuando que as lutas e resistências frente à desestruturação do ensino público marcam a trajetória histórica da categoria.
Ao manifestar as felicitações aos professores e às professoras, na tribuna da Assembleia Legislativa de Sergipe, Iran relembrou as conquistas históricas do Magistério, destacando a garantia constitucional de vinculação de recursos para o financiamento da Educação Pública, a conquista do Estatuto do Magistério, do Plano de Carreira e Remuneração e da regulamentação do direito ao piso salarial profissional da categoria.
"Lamentavelmente, nós avançamos nas conquistas dos direitos, mas os direitos terminam sendo sempre vilipendiados pelas autoridades gestoras", observou Iran, acrescentando que o desrespeito aos direitos da categoria resulta na sua desvalorização profissional e no seu desprestígio social.
"Nós sabemos o significado e o valor que tem a nossa profissão! É por isso que insistimos em continuar na luta para garantir que esses e outros direitos que foram duramente conquistados sejam efetivados, porque não avançaremos no sucesso da educação e no nosso projeto geral de sociedade civilizada sem a garantia dos nossos direitos e o nosso reconhecimento profissional. Portanto, neste sentido, afirmo que, neste Dia do Professor, a nossa mensagem é de continuidade de resistência e de luta", enfatizou Iran Barbosa, lamentando que, além do desrespeito a esses direitos, há um ataque permanente à autoridade intelectual dos(as) docentes, perpetrado por iniciativas autoritárias que tentam impor, no espaço de trabalho dos profissionais do Magistério, pacotes instrucionais sem nenhuma vinculação pedagógica com o fazer educacional construído cotidianamente no chão das escolas.