FSF marca Congresso Técnico do Sergipão 2020

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente da FSF, Milton Dantas, está convocando os dirigentes dos clubes sergipanos, para o Congresso Técnico do Sergipão da Divisão Especial de 2020
O presidente da FSF, Milton Dantas, está convocando os dirigentes dos clubes sergipanos, para o Congresso Técnico do Sergipão da Divisão Especial de 2020

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/10/2019 às 21:24:00

 

O presidente Milton 
Dantas já está convo-
cando dirigentes dos oito clubes credenciados a disputar a Divisão Especial de 2020, para o Congresso Técnico da competição. O encontro está marcado para o dia 1º. de novembro, em um hotel da orla de Atalaia ainda a ser definido pelos dirigentes da FSF.
Ao contrário de anos anteriores quando o Milton Dantas interiorizou o Congresso Técnico levando para as cidades de Estancia, Lagarto e Itabaiana, procedeu um revezamento no Congresso Técnico, este ano ele traz o evento para a capital sergipana. A grande novidade é que a competição do próximo ano terá apenas oito clubes. "Como já foram disputados dois anos com a formula atual, no próximo ano poderemos ter uma nova formula para disputa. Como teremos uma competição com oito equipe, poderemos ter uma fórmula de disputa racional e rentável", admite Milton Dantas.
Segundo o presidente da FSF a formula de disputa já está sendo discutida com os dirigentes de clubes, com a imprensa no sentido de que esses órgãos envolvidos deem sugestões para que se posso encontra a melhor forma de disputa.  "Queremos levar para o Arbitral a melhor proposta para a realização do Campeonato de 2020. A nossa intenção é promover o melhor campeonato dos últimos anos. Com a presença do Confiança na Série B, nós perdemos duas datas e temos que encerrar nosso campeonato impreterivelmente no mês de abril", lembrou Milton Dantas.   
A Federação Sergipana de Futebol terá no máximo 13 datas. Com o calendário cada vez mais apertado, na disponibilização de datas pela CBF, para as federações realizarem os seus estaduais, a Sergipana terá que seguir as instruções da entidade nacional e estuda 11 datas para a competição local do próximo ano, podendo aumentar mais duas, chegando a 13 datas, sendo definida no próximo dia 1º de novembro, durante o Congresso Técnico. 
Como o estadual do próximo ano só vai contar com oito clubes, a diretoria de competições da entidade sergipana poderá adequar uma formula que venha trazer simpatia e aceitação entre os dirigentes, que levarão suas opiniões na formatação da mesma, incluindo entidades parceiras como, a Associação de Cronistas Desportivos de Sergipe (ACDS), que apresentará conforme solicitação feita pelo presidente Milton Dantas, da FSF, sua sugestão.
-Como o campeonato do próximo ano vai iniciar no dia 12 de janeiro, teremos de 11 a 13 datas para a realização do estadual, mediante determinação da CBF. Começaremos em janeiro e terminamos em abril. Faremos no 1º de novembro o nosso Congresso Técnico para definirmos à nossa competição - concluiu Dantas.

O presidente Milton  Dantas já está convo- cando dirigentes dos oito clubes credenciados a disputar a Divisão Especial de 2020, para o Congresso Técnico da competição. O encontro está marcado para o dia 1º. de novembro, em um hotel da orla de Atalaia ainda a ser definido pelos dirigentes da FSF.
Ao contrário de anos anteriores quando o Milton Dantas interiorizou o Congresso Técnico levando para as cidades de Estancia, Lagarto e Itabaiana, procedeu um revezamento no Congresso Técnico, este ano ele traz o evento para a capital sergipana. A grande novidade é que a competição do próximo ano terá apenas oito clubes. "Como já foram disputados dois anos com a formula atual, no próximo ano poderemos ter uma nova formula para disputa. Como teremos uma competição com oito equipe, poderemos ter uma fórmula de disputa racional e rentável", admite Milton Dantas.
Segundo o presidente da FSF a formula de disputa já está sendo discutida com os dirigentes de clubes, com a imprensa no sentido de que esses órgãos envolvidos deem sugestões para que se posso encontra a melhor forma de disputa.  "Queremos levar para o Arbitral a melhor proposta para a realização do Campeonato de 2020. A nossa intenção é promover o melhor campeonato dos últimos anos. Com a presença do Confiança na Série B, nós perdemos duas datas e temos que encerrar nosso campeonato impreterivelmente no mês de abril", lembrou Milton Dantas.   
A Federação Sergipana de Futebol terá no máximo 13 datas. Com o calendário cada vez mais apertado, na disponibilização de datas pela CBF, para as federações realizarem os seus estaduais, a Sergipana terá que seguir as instruções da entidade nacional e estuda 11 datas para a competição local do próximo ano, podendo aumentar mais duas, chegando a 13 datas, sendo definida no próximo dia 1º de novembro, durante o Congresso Técnico. 
Como o estadual do próximo ano só vai contar com oito clubes, a diretoria de competições da entidade sergipana poderá adequar uma formula que venha trazer simpatia e aceitação entre os dirigentes, que levarão suas opiniões na formatação da mesma, incluindo entidades parceiras como, a Associação de Cronistas Desportivos de Sergipe (ACDS), que apresentará conforme solicitação feita pelo presidente Milton Dantas, da FSF, sua sugestão.
-Como o campeonato do próximo ano vai iniciar no dia 12 de janeiro, teremos de 11 a 13 datas para a realização do estadual, mediante determinação da CBF. Começaremos em janeiro e terminamos em abril. Faremos no 1º de novembro o nosso Congresso Técnico para definirmos à nossa competição - concluiu Dantas.