Agronordeste é lançado em Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O lançamento do AgroNordeste em Sergipe foi na sede do Sebrae
O lançamento do AgroNordeste em Sergipe foi na sede do Sebrae

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/10/2019 às 21:53:00

 

A Secretaria de Estado da 
Agricultura, do Desen
volvimento Agrário e da Pesca (SEAGRI) representou o governo de Sergipe no lançamento estadual do Plano AgroNordeste, realizado na última terça-feira (22), no auditório do SEBRAE. Elaborado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Plano foi lançado localmente pelo do diretor-geral do AgroNordeste, Danilo Forte, representando a ministra Tereza Cristina. O secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, participou, colocando a Seagri à disposição das ações que serão executadas, e afirmando ser um desejo do Estado que ele seja ampliado para a região da citricultura.
Danilo Fortes destacou que o AgroNordeste é um pacote de incentivos pensado pelo MAPA para impulsionar o desenvolvimento econômico e social sustentável do meio rural. "O programa é ambicioso, visa exatamente dar qualidade aos produtos, melhorando a assistência técnica, que é o ponto inicial da ação. Busca qualificar a produção acerca do plantar melhor e do colher melhor, para se trazer valor agregado aos produtos", disse. Ainda segundo o representante do MAPA, o programa pretende proporcionar equilíbrio entre os estados do Nordeste e as demais regiões do país. "Temos um referencial agropecuário que é dos melhores do mundo e a gente precisa trazer isso para o Nordeste, diminuindo esse desequilíbrio regional, aproveitando as experiências exitosas e disseminando, através da assistência técnica", pontuou Danilo Fortes.
Entre as metas destacadas pelo diretor-geral do plano, estão o aumento da cobertura da assistência técnica, a ampliação do acesso e diversificação de mercados, o fortalecimento da a organização dos produtores, a garantia de segurança hídrica e o desenvolvimento de produtos com qualidade e valor agregado. Nesta primeira fase, o plano vai atender a nove municípios da região intitulada "Sergipana do São Francisco", abrangendo Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo, Porto da Folha, Canindé de São Francisco, Monte Alegre de Sergipe, Feira Nova, Itabi, Gararu e Graccho Cardoso.
De acordo com o secretário André Bomfim, pelo que foi apresentado pelo MAPA, o AgroNordeste tem como cadeias produtivas prioritárias a Apicultura e a Bovinocultura de Leite. "O que o Governo Federal tem pensado para a região que chamaram de Sergipana do São Francisco casa muito bem com as ações que o governo do Estado vem implementando em Sergipe, em especial quanto ao fortalecimento da atividade da bacia leiteira, com a distribuição de semente de milho e palma forrageira, e redução da alíquota do ICMS do milho, além do programa de melhoramento genético dos rebanhos através da inseminação artificial em tempo fixo", disse o secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim.
O gestor acredita que o programa deve trazer benefícios para os produtores sergipanos. Sabemos que foi escolhido o Alto Sertão como região prioritária, mas esperamos que o plano possa ser estendido para outras regiões com cadeias produtivas também muito importantes, a exemplo da citricultura, na região sul do Estado. No mais, deixamos a Secretaria da Agricultura de Sergipe à inteira disposição do AgroNoresde e de outras ações do Ministério da Agricultura", concluiu André Bomfim.
Coordenação - Na ocasião, o representante do Ministério da Agricultura explicou que a operacionalização do plano será feita, em âmbito local, pelo Comitê Gestor Estadual (CGE), sob a coordenação da Superintendência Federal de Agricultura (SAF-SE), que tem como superintendente Haroldo Araújo Filho. Será montado um Escritório Local de Operação (ELO) no Município de Nossa Senhora da Glória, que reunirá representantes do Ministério da Agricultura e das entidades parceiras, para receber as demandas dos Municípios e dos produtores.

A Secretaria de Estado da  Agricultura, do Desen volvimento Agrário e da Pesca (SEAGRI) representou o governo de Sergipe no lançamento estadual do Plano AgroNordeste, realizado na última terça-feira (22), no auditório do SEBRAE. Elaborado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Plano foi lançado localmente pelo do diretor-geral do AgroNordeste, Danilo Forte, representando a ministra Tereza Cristina. O secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, participou, colocando a Seagri à disposição das ações que serão executadas, e afirmando ser um desejo do Estado que ele seja ampliado para a região da citricultura.
Danilo Fortes destacou que o AgroNordeste é um pacote de incentivos pensado pelo MAPA para impulsionar o desenvolvimento econômico e social sustentável do meio rural. "O programa é ambicioso, visa exatamente dar qualidade aos produtos, melhorando a assistência técnica, que é o ponto inicial da ação. Busca qualificar a produção acerca do plantar melhor e do colher melhor, para se trazer valor agregado aos produtos", disse. Ainda segundo o representante do MAPA, o programa pretende proporcionar equilíbrio entre os estados do Nordeste e as demais regiões do país. "Temos um referencial agropecuário que é dos melhores do mundo e a gente precisa trazer isso para o Nordeste, diminuindo esse desequilíbrio regional, aproveitando as experiências exitosas e disseminando, através da assistência técnica", pontuou Danilo Fortes.
Entre as metas destacadas pelo diretor-geral do plano, estão o aumento da cobertura da assistência técnica, a ampliação do acesso e diversificação de mercados, o fortalecimento da a organização dos produtores, a garantia de segurança hídrica e o desenvolvimento de produtos com qualidade e valor agregado. Nesta primeira fase, o plano vai atender a nove municípios da região intitulada "Sergipana do São Francisco", abrangendo Nossa Senhora da Glória, Poço Redondo, Porto da Folha, Canindé de São Francisco, Monte Alegre de Sergipe, Feira Nova, Itabi, Gararu e Graccho Cardoso.
De acordo com o secretário André Bomfim, pelo que foi apresentado pelo MAPA, o AgroNordeste tem como cadeias produtivas prioritárias a Apicultura e a Bovinocultura de Leite. "O que o Governo Federal tem pensado para a região que chamaram de Sergipana do São Francisco casa muito bem com as ações que o governo do Estado vem implementando em Sergipe, em especial quanto ao fortalecimento da atividade da bacia leiteira, com a distribuição de semente de milho e palma forrageira, e redução da alíquota do ICMS do milho, além do programa de melhoramento genético dos rebanhos através da inseminação artificial em tempo fixo", disse o secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim.
O gestor acredita que o programa deve trazer benefícios para os produtores sergipanos. Sabemos que foi escolhido o Alto Sertão como região prioritária, mas esperamos que o plano possa ser estendido para outras regiões com cadeias produtivas também muito importantes, a exemplo da citricultura, na região sul do Estado. No mais, deixamos a Secretaria da Agricultura de Sergipe à inteira disposição do AgroNoresde e de outras ações do Ministério da Agricultura", concluiu André Bomfim.

Coordenação - Na ocasião, o representante do Ministério da Agricultura explicou que a operacionalização do plano será feita, em âmbito local, pelo Comitê Gestor Estadual (CGE), sob a coordenação da Superintendência Federal de Agricultura (SAF-SE), que tem como superintendente Haroldo Araújo Filho. Será montado um Escritório Local de Operação (ELO) no Município de Nossa Senhora da Glória, que reunirá representantes do Ministério da Agricultura e das entidades parceiras, para receber as demandas dos Municípios e dos produtores.