Mais de 78 mil sergipanos farão prova do Enem neste domingo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROMOVEU AS REVISÕES FINAIS NO BATISTÃO, COM MUITAS ATRAÇÕES
A SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROMOVEU AS REVISÕES FINAIS NO BATISTÃO, COM MUITAS ATRAÇÕES

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/11/2019 às 21:41:00

 

Milton Alves Júnior
A Arena Batistão, em Aracaju, foi novamente palco da revisão final realizada pelo Governo do Estado de Sergipe destinada a mais de sete mil jovens aptos a participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2019). Realizado por meio da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), o primeiro encontro - realizado na tarde de ontem em um total de dois - focou em temas relacionados a Linguagens e Códigos, e Ciências Humanas que serão apresentados neste domingo, 03. Além das 90 questões objetivas, será realizada ainda a tradicional prova de redação que possui pontuação máxima e costuma ser eliminatória. O 'aulão' aberto ao público estudou possíveis temas para a dissertação, bem como fortaleceu as técnicas de redação.
No geral, o Ministério da Educação (MEC), informou que dos 5.095.382 de inscritos no Enem, 78.487 são do estado de Sergipe. Sobre o conteúdo didático repassado para os estudantes que se dirigiram ao estádio, a diretora do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional, Eliane Passos, destacou a qualidade profissional de cada professor escolhido para compor a equipe. Uma seleção minuciosa que todos os anos busca convidar docentes capazes de repassar o conteúdo didático, e, ao mesmo tempo, buscar 'quebrar' o natural clima de ansiedade. No que se refere ao sistema operacional, a gestora enaltece a estrutura montada e os kits que são entregues a todos os candidatos a uma vaga em universidade pública.
 "Há anos o Governo de Sergipe tem se preocupado não apenas em seguir realizando o Programa Pré-Universitário, como também essas revisões gerais que contribuem para tirar possíveis dúvidas, ou lembrar assuntos que possam cair na prova. Uma atividade extremamente positiva, e que busca ainda amenizar a pressão enfrentada por muitos jovens. Isso tudo em uma estrutura cada vez mais pensada no sucesso dos alunos, que, por sua vez, ainda recebem um kit com material de estudo e lanche", disse. Dentro do complexo de revisão geral proporcionado pela Seduc, ainda há palestras de nutricionistas orientando sobre a alimentação e hidratação antes de se dirigir ao local de prova, bem como a apresentação de grupos culturais.
Como incentivo, uma dessas apresentações culturais está a banda 'A Trupe'. Grupo musical formado por ex-alunos do polo Pré-Universitário Ulysses Guimarães, localizado em Umbaúba, que atualmente estudam na Universidade Federal de Sergipe. "Não apenas o professor com o perfil ideal para esse tipo de encontro com milhares de jovens é pensado pela Secretaria [da Educação]; cada detalhe é pensado no resultado que a ação pode proporcionar de positivo. Esse é o caso da nutricionista que passa orientações, e da banda que é formada por hoje universitários, que, até pouco tempo, estavam ocupando um desses espaços na arquibancada", enalteceu. A última revisão geral será realizada na próxima sexta-feira, 08, quando serão abordados temas relacionados à Matemática, e Ciências da Natureza.
O que levar - No dia da prova, somente serão aceitos documentos originais e com foto, como cédulas de identidade, identificação de conselhos de classes, carteira de trabalho, passaporte, certificado de reservista e carteira de habilitação. Outros documentos ou cópias, mesmo que autenticadas, serão rejeitadas. Em caso de perda, furto ou extravio do documento de identificação, o Boletim de Ocorrência pode ser apresentado. Como a leitura ótica do cartão de respostas só identifica a cor preta, canetas de tinta azul ou vermelha, lápis e lapiseira não são aceitos no dia da prova. O ideal é que o estudante leve mais de uma caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, e teste todas elas antes da prova.
O JORNAL DO DIA lembra que os portões são abertos às 12h e fechados, impreterivelmente, às 13h, seguindo o horário de Brasília. 

Milton Alves Júnior

A Arena Batistão, em Aracaju, foi novamente palco da revisão final realizada pelo Governo do Estado de Sergipe destinada a mais de sete mil jovens aptos a participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2019). Realizado por meio da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), o primeiro encontro - realizado na tarde de ontem em um total de dois - focou em temas relacionados a Linguagens e Códigos, e Ciências Humanas que serão apresentados neste domingo, 03. Além das 90 questões objetivas, será realizada ainda a tradicional prova de redação que possui pontuação máxima e costuma ser eliminatória. O 'aulão' aberto ao público estudou possíveis temas para a dissertação, bem como fortaleceu as técnicas de redação.
No geral, o Ministério da Educação (MEC), informou que dos 5.095.382 de inscritos no Enem, 78.487 são do estado de Sergipe. Sobre o conteúdo didático repassado para os estudantes que se dirigiram ao estádio, a diretora do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional, Eliane Passos, destacou a qualidade profissional de cada professor escolhido para compor a equipe. Uma seleção minuciosa que todos os anos busca convidar docentes capazes de repassar o conteúdo didático, e, ao mesmo tempo, buscar 'quebrar' o natural clima de ansiedade. No que se refere ao sistema operacional, a gestora enaltece a estrutura montada e os kits que são entregues a todos os candidatos a uma vaga em universidade pública.
 "Há anos o Governo de Sergipe tem se preocupado não apenas em seguir realizando o Programa Pré-Universitário, como também essas revisões gerais que contribuem para tirar possíveis dúvidas, ou lembrar assuntos que possam cair na prova. Uma atividade extremamente positiva, e que busca ainda amenizar a pressão enfrentada por muitos jovens. Isso tudo em uma estrutura cada vez mais pensada no sucesso dos alunos, que, por sua vez, ainda recebem um kit com material de estudo e lanche", disse. Dentro do complexo de revisão geral proporcionado pela Seduc, ainda há palestras de nutricionistas orientando sobre a alimentação e hidratação antes de se dirigir ao local de prova, bem como a apresentação de grupos culturais.
Como incentivo, uma dessas apresentações culturais está a banda 'A Trupe'. Grupo musical formado por ex-alunos do polo Pré-Universitário Ulysses Guimarães, localizado em Umbaúba, que atualmente estudam na Universidade Federal de Sergipe. "Não apenas o professor com o perfil ideal para esse tipo de encontro com milhares de jovens é pensado pela Secretaria [da Educação]; cada detalhe é pensado no resultado que a ação pode proporcionar de positivo. Esse é o caso da nutricionista que passa orientações, e da banda que é formada por hoje universitários, que, até pouco tempo, estavam ocupando um desses espaços na arquibancada", enalteceu. A última revisão geral será realizada na próxima sexta-feira, 08, quando serão abordados temas relacionados à Matemática, e Ciências da Natureza.

O que levar - No dia da prova, somente serão aceitos documentos originais e com foto, como cédulas de identidade, identificação de conselhos de classes, carteira de trabalho, passaporte, certificado de reservista e carteira de habilitação. Outros documentos ou cópias, mesmo que autenticadas, serão rejeitadas. Em caso de perda, furto ou extravio do documento de identificação, o Boletim de Ocorrência pode ser apresentado. Como a leitura ótica do cartão de respostas só identifica a cor preta, canetas de tinta azul ou vermelha, lápis e lapiseira não são aceitos no dia da prova. O ideal é que o estudante leve mais de uma caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, e teste todas elas antes da prova.
O JORNAL DO DIA lembra que os portões são abertos às 12h e fechados, impreterivelmente, às 13h, seguindo o horário de Brasília.