Incêndio destrói casa no Lamarão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A casa foi completamente destruída pelo fogo
A casa foi completamente destruída pelo fogo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/11/2019 às 22:52:00

 

Peritos da Polícia Civil estão investigando as causas do incêndio que atingiu no último domingo, 03, uma residência localizada no bairro Lamarão, na zona Norte de Aracaju. Esse trabalho de investigação está sendo realizado em parceria, e com base em informações coletadas pelo Corpo de Bombeiros Militar. Por estar mais próxima do local do incêndio, uma equipe com base em Nossa Senhora do Socorro foi a responsável por dar início ao processo de contenção das chamas o qual durou cerca de 30 minutos. Apesar do cenário de destruição superior a 90% da estrutura física e dos móveis, nenhuma pessoa precisou ser encaminhada a unidades de saúde. O imóvel foi interditado pelo CBM.
A ação da Polícia Civil se fez necessária diante das perspectivas de o sinistro ter sido provocado de forma criminosa. Conforme apresentado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), instantes após a mobilização em torno da casa em chamas, um homicídio foi constatado na mesma região. De acordo com o assessor de relações-públicas, coronel Carlos Alves, depoimentos estão sendo protocolados, além de informações adquiridos pelo Corpo de Bombeiros desde o primeiro momento em que chegaram ao local. O coronel enaltece que esse trabalho de investigação não compete à corporação em que atua, mas garantiu apoio dentro do que for preciso.
 "Ainda não foi possível garantir o que teria causado o incêndio; se foi por problemas nas instalações elétricas, velas, problemas gerados por eletrodomésticos, eletroeletrônicos, ou mesmo ação criminal. Por possuirmos uma base no município de Nossa Senhora do Socorro, que fica mais próxima do local onde ocorreu esse fato em Aracaju, os agentes desta região vizinha foram encaminhadas até o ponto indicado. O relatório operacional desenvolvido por este agrupamento está à disposição dos investigadores enquanto o Corpo de Bombeiros também segue buscando identificar paralelamente de onde partiu o princípio que gerou a destruição no imóvel", declarou. (Milton Alves Júnior)

Peritos da Polícia Civil estão investigando as causas do incêndio que atingiu no último domingo, 03, uma residência localizada no bairro Lamarão, na zona Norte de Aracaju. Esse trabalho de investigação está sendo realizado em parceria, e com base em informações coletadas pelo Corpo de Bombeiros Militar. Por estar mais próxima do local do incêndio, uma equipe com base em Nossa Senhora do Socorro foi a responsável por dar início ao processo de contenção das chamas o qual durou cerca de 30 minutos. Apesar do cenário de destruição superior a 90% da estrutura física e dos móveis, nenhuma pessoa precisou ser encaminhada a unidades de saúde. O imóvel foi interditado pelo CBM.
A ação da Polícia Civil se fez necessária diante das perspectivas de o sinistro ter sido provocado de forma criminosa. Conforme apresentado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), instantes após a mobilização em torno da casa em chamas, um homicídio foi constatado na mesma região. De acordo com o assessor de relações-públicas, coronel Carlos Alves, depoimentos estão sendo protocolados, além de informações adquiridos pelo Corpo de Bombeiros desde o primeiro momento em que chegaram ao local. O coronel enaltece que esse trabalho de investigação não compete à corporação em que atua, mas garantiu apoio dentro do que for preciso.
 "Ainda não foi possível garantir o que teria causado o incêndio; se foi por problemas nas instalações elétricas, velas, problemas gerados por eletrodomésticos, eletroeletrônicos, ou mesmo ação criminal. Por possuirmos uma base no município de Nossa Senhora do Socorro, que fica mais próxima do local onde ocorreu esse fato em Aracaju, os agentes desta região vizinha foram encaminhadas até o ponto indicado. O relatório operacional desenvolvido por este agrupamento está à disposição dos investigadores enquanto o Corpo de Bombeiros também segue buscando identificar paralelamente de onde partiu o princípio que gerou a destruição no imóvel", declarou. (Milton Alves Júnior)