João Daniel participa da abertura do XI Congresso Brasileiro de Agroecologia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/11/2019 às 23:04:00

 

O deputado federal João Daniel (PT/SE) participou, ontem, da abertura do XI Congresso Brasileiro de Agroecologia, que acontece até o dia 7 na Universidade Federal de Sergipe (UFS). Este é o maior congresso da área de Agroecologia do país. Para o parlamentar, Sergipe receber, na UFS, este evento, tem uma importância significativa. "Porque é uma instituição pública de ensino, pesquisa e preparação de profissionais", acrescentou.
O congresso reúne centenas de pesquisadores, estudiosos, estudantes, lideranças de comunidades indígenas, quilombolas, camponeses, agricultoras e agricultores familiares de todo Brasil. Durante os quatro dias os participantes irão apresentar trabalhos, trocar experiências e conhecimento na área de produção, da cultura e da ciência voltada para a produção de conhecimento. "Nosso mandato tem como referência e compromisso a questão da agroecologia. Somos autor de um projeto de iniciativa popular que deu a Sergipe uma legislação que criou a Política Estadual de Agroecologia que para nós e para nossa visão o futuro das novas gerações e do nosso projeto passa por cuidar da vida, da natureza", afirmou.
Para João Daniel, não é possível continuar ignorando o consumo e o uso absurdo de agrotóxicos no Brasil apenas para enriquecer meia dúzia de empresas internacionais produtoras de veneno e também responsável pela indústria farmacêutica, que estão nas bolsas de valor com objetivo de obter mais lucro, sem ter o mínimo de responsabilidade e compromisso com a vida, a natureza e a produção de alimento saudáveis.
"Parabenizo todas as entidades nacionais e estaduais envolvidas na organização deste Congresso. O estado de Sergipe fez um grande esforço, através dos mais diversos grupos, da UFS, IFS, Embrapa, Secretaria de Estado da Agricultura, em especial os movimentos populares, sociais e organizações não governamentais, com a ASA, agricultores e agricultoras, para receber esta edição deste importante Congresso Nacional que pela abertura demonstrou muita maturidade, compromisso e disposição de luta", registrou o deputado.

O deputado federal João Daniel (PT/SE) participou, ontem, da abertura do XI Congresso Brasileiro de Agroecologia, que acontece até o dia 7 na Universidade Federal de Sergipe (UFS). Este é o maior congresso da área de Agroecologia do país. Para o parlamentar, Sergipe receber, na UFS, este evento, tem uma importância significativa. "Porque é uma instituição pública de ensino, pesquisa e preparação de profissionais", acrescentou.
O congresso reúne centenas de pesquisadores, estudiosos, estudantes, lideranças de comunidades indígenas, quilombolas, camponeses, agricultoras e agricultores familiares de todo Brasil. Durante os quatro dias os participantes irão apresentar trabalhos, trocar experiências e conhecimento na área de produção, da cultura e da ciência voltada para a produção de conhecimento. "Nosso mandato tem como referência e compromisso a questão da agroecologia. Somos autor de um projeto de iniciativa popular que deu a Sergipe uma legislação que criou a Política Estadual de Agroecologia que para nós e para nossa visão o futuro das novas gerações e do nosso projeto passa por cuidar da vida, da natureza", afirmou.
Para João Daniel, não é possível continuar ignorando o consumo e o uso absurdo de agrotóxicos no Brasil apenas para enriquecer meia dúzia de empresas internacionais produtoras de veneno e também responsável pela indústria farmacêutica, que estão nas bolsas de valor com objetivo de obter mais lucro, sem ter o mínimo de responsabilidade e compromisso com a vida, a natureza e a produção de alimento saudáveis.
"Parabenizo todas as entidades nacionais e estaduais envolvidas na organização deste Congresso. O estado de Sergipe fez um grande esforço, através dos mais diversos grupos, da UFS, IFS, Embrapa, Secretaria de Estado da Agricultura, em especial os movimentos populares, sociais e organizações não governamentais, com a ASA, agricultores e agricultoras, para receber esta edição deste importante Congresso Nacional que pela abertura demonstrou muita maturidade, compromisso e disposição de luta", registrou o deputado.