Acusado por homicídios no sertão é preso em SP

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/11/2019 às 21:54:00

 

Uma operação conjunta entre as polícias civis de Sergipe e São Paulo resultou no cumprimento de um mandado de prisão contra um foragido apontado como autor de dois homicídios no sertão de Sergipe. Édison Rocha da Conceição, 26 anos, foi localizado no município de Lorena (SP), região do Vale do Paraíba. 
De acordo como delegado Regional de Nossa Senhora da Glória, Eurico Nascimento, o primeiro homicídio praticado pelo foragido ocorreu no dia 17 de abril do ano de 2016. Na ocasião, o suspeito Édison, acompanhado de José André Barbosa dos Santos, realizou uma emboscada para a vítima Ricardo Alves Feitosa, o "Bob Marley".
"Bob Marley" era um desafeto de José André, e foi alvejado por disparos de arma de fogo, sem chances a defesa. Após ocorrido o evento criminoso, Édison foi preso e posto em liberdade provisória pela Justiça sergipana. Porém, em 2018, cometeu o segundo homicídio, utilizando uma arma branca, vitimando José Cristiano Teles, conhecido por "Batatinha". Após este delito, Édison tomou rumo para local incerto, sendo decretada novamente a sua prisão. 
 
Diversas diligências foram feitas em SE e SP até o suspeito ser encontrado e preso. Ele já foi recambiado para a Delegacia Regional de Glória.

Uma operação conjunta entre as polícias civis de Sergipe e São Paulo resultou no cumprimento de um mandado de prisão contra um foragido apontado como autor de dois homicídios no sertão de Sergipe. Édison Rocha da Conceição, 26 anos, foi localizado no município de Lorena (SP), região do Vale do Paraíba. 
De acordo como delegado Regional de Nossa Senhora da Glória, Eurico Nascimento, o primeiro homicídio praticado pelo foragido ocorreu no dia 17 de abril do ano de 2016. Na ocasião, o suspeito Édison, acompanhado de José André Barbosa dos Santos, realizou uma emboscada para a vítima Ricardo Alves Feitosa, o "Bob Marley".
"Bob Marley" era um desafeto de José André, e foi alvejado por disparos de arma de fogo, sem chances a defesa. Após ocorrido o evento criminoso, Édison foi preso e posto em liberdade provisória pela Justiça sergipana. Porém, em 2018, cometeu o segundo homicídio, utilizando uma arma branca, vitimando José Cristiano Teles, conhecido por "Batatinha". Após este delito, Édison tomou rumo para local incerto, sendo decretada novamente a sua prisão.  Diversas diligências foram feitas em SE e SP até o suspeito ser encontrado e preso. Ele já foi recambiado para a Delegacia Regional de Glória.