São Cristóvão participa de Missão de Benchmarking em Portugal

Cultura

 

Com o intuito de estruturar os centros de interpretação turística dos sítios culturais do patrimônio mundial no Brasil, o Ministério do Turismo e o IPHAN convocaram representantes de diversas cidades brasileiras, que possuem monumentos tombados, para participares da Missão de Benchmarking, que consiste em visitações aos mais importantes espaços turísticos de Portugal. A diretora de turismo da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água (Fundact), Fabiana Almeida faz parte da comitiva, e nos próximos dias participará de uma vasta programação, que pretende provocar uma imersão na cultura portuguesa.
A Missão de Benchmarking aos Centros de Interpretação Turística em Portugal tem como foco trazer subsídios para que as administrações locais, diretamente envolvidas com os sítios brasileiros, elaborem estratégias de fomento à instalação de centros de interpretação turística nos 15 sítios declarados Patrimônio Mundial no Brasil. A ação deverá propiciar à delegação brasileira o acesso ao conhecimento de iniciativas de interpretação de sítios portugueses inscritos na Lista do Patrimônio Mundial e de relevância para o Estado português e da gestão existente nessas localidades em prol do Turismo Cultural, como referências para orientar o estabelecimento de estratégias semelhantes para o caso brasileiro.
Na lista de experiências que o grupo visitará estão: o Centro Histórico do Porto (Declarado Patrimônio Mundial em 1996), os Sítios de Arte Rupestre do Vale do Côa e Siega Verde (Declarado Patrimônio Mundial em 1998), a Região Vinhateira do Alto Douro (Declarado Patrimônio Mundial em 2001) e o Centro Histórico de Guimarães (Declarado Patrimônio Mundial em 2001). "São Cristóvão foi o único município de Sergipe convidado a integrar esta comitiva. Essas visitas servirão para que nós conheçamos o funcionamento dos sítios patrimoniais portugueses, tanto do Porto quanto de Portugal. Na ocasião vamos observar como essas pessoas trabalham todo o turismo e a forma de condução dos sítios. Essa missão é pra que a gente perceba as ações e que possamos multiplicar esse conhecimento dentro da cidade de São Cristóvão", informou a diretora de turismo de São Cristóvão, Fabiana Almeida.
Portugal contém um patrimônio cultural milenar que perpassa por períodos que vão da pré-história até a atualidade. O País tem uma estrutura organizacional institucional dedicada ao Patrimônio Cultural similar à estrutura do IPHAN, que é a Direção Geral do Patrimônio Cultural (DGPC), instância que integra o Ministério da Cultura português, e a Direção Regional de Cultura do Norte. Ao longo dos últimos anos, Portugal implantou centros de referência e interpretação de Sítios Históricos que são exemplares, e reconhecidos internacionalmente.

Com o intuito de estruturar os centros de interpretação turística dos sítios culturais do patrimônio mundial no Brasil, o Ministério do Turismo e o IPHAN convocaram representantes de diversas cidades brasileiras, que possuem monumentos tombados, para participares da Missão de Benchmarking, que consiste em visitações aos mais importantes espaços turísticos de Portugal. A diretora de turismo da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água (Fundact), Fabiana Almeida faz parte da comitiva, e nos próximos dias participará de uma vasta programação, que pretende provocar uma imersão na cultura portuguesa.
A Missão de Benchmarking aos Centros de Interpretação Turística em Portugal tem como foco trazer subsídios para que as administrações locais, diretamente envolvidas com os sítios brasileiros, elaborem estratégias de fomento à instalação de centros de interpretação turística nos 15 sítios declarados Patrimônio Mundial no Brasil. A ação deverá propiciar à delegação brasileira o acesso ao conhecimento de iniciativas de interpretação de sítios portugueses inscritos na Lista do Patrimônio Mundial e de relevância para o Estado português e da gestão existente nessas localidades em prol do Turismo Cultural, como referências para orientar o estabelecimento de estratégias semelhantes para o caso brasileiro.
Na lista de experiências que o grupo visitará estão: o Centro Histórico do Porto (Declarado Patrimônio Mundial em 1996), os Sítios de Arte Rupestre do Vale do Côa e Siega Verde (Declarado Patrimônio Mundial em 1998), a Região Vinhateira do Alto Douro (Declarado Patrimônio Mundial em 2001) e o Centro Histórico de Guimarães (Declarado Patrimônio Mundial em 2001). "São Cristóvão foi o único município de Sergipe convidado a integrar esta comitiva. Essas visitas servirão para que nós conheçamos o funcionamento dos sítios patrimoniais portugueses, tanto do Porto quanto de Portugal. Na ocasião vamos observar como essas pessoas trabalham todo o turismo e a forma de condução dos sítios. Essa missão é pra que a gente perceba as ações e que possamos multiplicar esse conhecimento dentro da cidade de São Cristóvão", informou a diretora de turismo de São Cristóvão, Fabiana Almeida.
Portugal contém um patrimônio cultural milenar que perpassa por períodos que vão da pré-história até a atualidade. O País tem uma estrutura organizacional institucional dedicada ao Patrimônio Cultural similar à estrutura do IPHAN, que é a Direção Geral do Patrimônio Cultural (DGPC), instância que integra o Ministério da Cultura português, e a Direção Regional de Cultura do Norte. Ao longo dos últimos anos, Portugal implantou centros de referência e interpretação de Sítios Históricos que são exemplares, e reconhecidos internacionalmente.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS