Marcelo Jeneci em dois tempos

Geral


  • Correndo atrás

 

Rian Santos
riancalangodoido@yahoo.com.br
Em 2010, quando Mar
celo Jeneci lançou o 
álbum 'Feito pra acabar', eu era jovem e não sabia. Quem completa trinta anos tem a vida inteira pela frente, pouco se ocupa de fazer balanços. Ainda mais quando o sentimento geral é de otimismo e confiança cega no futuro. Caímos do cavalo. O artista nunca mais lançou algo tão bom quanto aquele primeiro sopro, anúncio frustrado de um porvir ainda mais rico. O disco é leve, quase ingênuo, tem o peso de uma pluma. Eu, de minha parte, já não creio em dias melhores. Os donos do mundo cobriram o amanhã com um manto escuro.
Talvez eu vá ao Che, onde Jeneci se apresenta hoje à noite, num esforço de conciliação pessoal com a esperança perdida. 'Guaia', o último disco do compositor, pretexto da apresentação, realiza acerto de contas parecido. Cá entre nós, apesar de alguns bons momentos, ele ainda não reencontrou a felicidade daquele primeiro impulso criativo. O momento é outro. Nada me impede, contudo, de ter mais sorte.
O show - No dia 30 de novembro o cantor Marcelo Jeneci chega a Aracaju para o show de lançamento de 'Guaia', o terceiro álbum do artista, que faz uma homenagem ao bairro em que cresceu.  O evento acontece a partir das 23 horas, no Che Music Bar, localizado na Farolândia.
O novo álbum conta com composições realizadas em parceria com Arnaldo Antunes, Chico César, José Miguel Wisnik, entre outros, além de ter na mixagem a assinatura de Mário Caldato, diretamente de Los Angeles. Marcelo Jeneci (voz, sanfona e teclados) vai subir ao palco do Che acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers).
O disco lançado em agosto deste ano sucede o solar 'De Graça' (2013) e traz experimentos musicais que se juntam à famosa sanfona do cantor e compositor, em uma mescla de acústicos, sintéticos e regionais que resgatam a trajetória de Jeneci ao longo de sua formação musical. No repertório, seus maiores sucessos, novas canções, entre outras. Marcelo vai subir ao palco do Che acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers).

Em 2010, quando Mar celo Jeneci lançou o  álbum 'Feito pra acabar', eu era jovem e não sabia. Quem completa trinta anos tem a vida inteira pela frente, pouco se ocupa de fazer balanços. Ainda mais quando o sentimento geral é de otimismo e confiança cega no futuro. Caímos do cavalo. O artista nunca mais lançou algo tão bom quanto aquele primeiro sopro, anúncio frustrado de um porvir ainda mais rico. O disco é leve, quase ingênuo, tem o peso de uma pluma. Eu, de minha parte, já não creio em dias melhores. Os donos do mundo cobriram o amanhã com um manto escuro.
Talvez eu vá ao Che, onde Jeneci se apresenta hoje à noite, num esforço de conciliação pessoal com a esperança perdida. 'Guaia', o último disco do compositor, pretexto da apresentação, realiza acerto de contas parecido. Cá entre nós, apesar de alguns bons momentos, ele ainda não reencontrou a felicidade daquele primeiro impulso criativo. O momento é outro. Nada me impede, contudo, de ter mais sorte.

O show - No dia 30 de novembro o cantor Marcelo Jeneci chega a Aracaju para o show de lançamento de 'Guaia', o terceiro álbum do artista, que faz uma homenagem ao bairro em que cresceu.  O evento acontece a partir das 23 horas, no Che Music Bar, localizado na Farolândia.
O novo álbum conta com composições realizadas em parceria com Arnaldo Antunes, Chico César, José Miguel Wisnik, entre outros, além de ter na mixagem a assinatura de Mário Caldato, diretamente de Los Angeles. Marcelo Jeneci (voz, sanfona e teclados) vai subir ao palco do Che acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers).
O disco lançado em agosto deste ano sucede o solar 'De Graça' (2013) e traz experimentos musicais que se juntam à famosa sanfona do cantor e compositor, em uma mescla de acústicos, sintéticos e regionais que resgatam a trajetória de Jeneci ao longo de sua formação musical. No repertório, seus maiores sucessos, novas canções, entre outras. Marcelo vai subir ao palco do Che acompanhado por Rafa Cunha (bateria e samplers).

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS