Caminhoneiro é suspeito de matar ajudante em Itabaiana

Cidades


Policiais lotados na Divisão de Homicídios da Delegacia Regional de Itabaiana (Agreste) prenderam, ontem de manhã, o caminhoneiro José Wellington do Espírito Santo, o "Negão". O suspeito é indiciado pelo assassinato de Cassiano Santos Bispo, 24 anos, que foi morto a tiros em 21 de outubro deste ano, no povoado Terra Dura, em Itabaiana.
De acordo com o delegado Tarcísio Tenório, responsável pela Divisão de Homicídios, a operação foi deflagrada nas primeiras horas da manhã para cumprimento dos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão. Durante a ação policial foram encontrados na casa do suspeito um revólver calibre 38, possivelmente utilizado na prática do homicídio, e munições de mesmo calibre. "Em razão disso, também o autuamos em flagrante por posse irregular de arma de fogo", explicou.
O caminhoneiro foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. De acordo com as investigações, Cassiano foi executado por José Wellington, em frente à casa onde morava, no Terra Dura. A vítima trabalhava como ajudante de carga e descarga de caminhão para o acusado. O motivo do crime, segundo a polícia, seria um desentendimento entre Wellington e Cassiano, que teria se recusado a viajar com o patrão para buscar uma carga de esterco no interior da Bahia.
Caminhão recuperado - Já na tarde de anteontem, policiais civis recuperaram um caminhão Mercedes-Benz L 1620, no povoado Maniçoba, em Itabaiana. O caminhão roubado não continha carga no momento do crime. De acordo com a polícia, o veículo foi roubado na madrugada do mesmo dia em Juazeiro (BA). O motorista do caminhão foi refém dos bandidos por horas até ser libertado. Não havia carga no momento do crime.
Após troca de informações, os policiais civis conseguiram localizar o caminhão e realizar a entrega ao proprietário, ainda na noite desta quinta-feira. A partir de agora continuará a investigação para identificar os criminosos e efetuar suas prisões.

Policiais lotados na Divisão de Homicídios da Delegacia Regional de Itabaiana (Agreste) prenderam, ontem de manhã, o caminhoneiro José Wellington do Espírito Santo, o "Negão". O suspeito é indiciado pelo assassinato de Cassiano Santos Bispo, 24 anos, que foi morto a tiros em 21 de outubro deste ano, no povoado Terra Dura, em Itabaiana.

De acordo com o delegado Tarcísio Tenório, responsável pela Divisão de Homicídios, a operação foi deflagrada nas primeiras horas da manhã para cumprimento dos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão. Durante a ação policial foram encontrados na casa do suspeito um revólver calibre 38, possivelmente utilizado na prática do homicídio, e munições de mesmo calibre. "Em razão disso, também o autuamos em flagrante por posse irregular de arma de fogo", explicou.

O caminhoneiro foi indiciado por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. De acordo com as investigações, Cassiano foi executado por José Wellington, em frente à casa onde morava, no Terra Dura. A vítima trabalhava como ajudante de carga e descarga de caminhão para o acusado. O motivo do crime, segundo a polícia, seria um desentendimento entre Wellington e Cassiano, que teria se recusado a viajar com o patrão para buscar uma carga de esterco no interior da Bahia.

Caminhão recuperado - Já na tarde de anteontem, policiais civis recuperaram um caminhão Mercedes-Benz L 1620, no povoado Maniçoba, em Itabaiana. O caminhão roubado não continha carga no momento do crime. De acordo com a polícia, o veículo foi roubado na madrugada do mesmo dia em Juazeiro (BA). O motorista do caminhão foi refém dos bandidos por horas até ser libertado. Não havia carga no momento do crime.
Após troca de informações, os policiais civis conseguiram localizar o caminhão e realizar a entrega ao proprietário, ainda na noite desta quinta-feira. A partir de agora continuará a investigação para identificar os criminosos e efetuar suas prisões.


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS