Motorista se queixa de atendimento em hospital de Socorro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 21/06/2012 às 12:39:00

Como se não bastasse a reclamação da população quanto ao péssimo atendimento nos hospitais e unidades de saúde sergipanos, a saúde pública recebeu queixa na delegacia. O Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia Plantonista, na madrugada de ontem,  pelo motorista George Lacerda que prestou queixa contra a equipe médica do Hospital Regional José Franco, localizado em Nossa Senhora do Socorro.
Ele denunciou que levou sua esposa para o local, no entanto não houve o atendimento. De acordo com informações do motorista, a médica de plantão no Hospital José Franco se negou a atender sua esposa até que houvesse, no mínimo, três pacientes aguardando atendimento. "Quando cheguei ao hospital, conversei com uma funcionária, aguardamos uns 20 minutos e, como não via ninguém, mas também minha esposa não era atendida, fui questionar pelo atendimento. Para minha surpresa fui informado que a médica de plantão havia ido descansar e pediu para ser chamada apenas quando houvesse três pacientes na espera", relatou Lacerda.
Agora, George tenta descobrir o nome da médica e da funcionária que fez o primeiro atendimento para denunciar o caso no Ministério Público. "Eles não estão querendo trabalhar, vão deixar as pessoas morrer?", questionou.
Sem atendimento no Hospital Regional José Franco, George Lacerda levou a esposa ao Hospital Nestor Piva, na zona norte de Aracaju, onde obteve atendimento. "Lá não tivemos problema no atendimento. Minha esposa foi medicada e está bem melhor", contou.