Petistas contra petistas

Rita Oliveira


A lista tá aumentando. Mais um delegado de polícia civil pode entrar na política este ano em Sergipe. Agora é o delegado Cristiano Barreto, que caminha para disputar mandato de prefeito em Aquidabã, nas eleições deste ano. Ele, inclusive, já transferiu seu domicílio eleitoral para o município. Na foto, ele está ao lado do vereador Wagnerrogeris Lima, de Nossa Senhora do Socorro. São pré-candidatos a prefeito em Aracaju os delegados Danielle Garcia, Georlize Oliveira e Paulo Márcio. O delegado Alessandro Vieira (Cidadania), foi que abriu a porteira ao ser eleito senador em 2018.

 

Petistas contra petistas

 

Quando liderada por Ana Lúcia 
Menezes e Iran Barbosa, a cor-
rente do PT Articulação de Esquerda, braço direito do Sintese, sempre fez oposição ao governo petista Marcelo Déda.
No segundo governo Déda, logo no primeiro ano, a corrente chegou a fazer uma cartilha detonando a gestão petista. Não só criticou a aliança política que Déda tinha feito em 2010 com o agrupamento dos irmãos Amorim como detonou o primeiro ano do seu segundo governo, em 2011.
A coluna chegou a divulgar o teor da cartilha e foi duramente criticada em discurso na Assembleia Legislativa pela então deputada estadual Ana Lúcia, que era membro da Articulação de Esquerda.  Ela chegou a acusar a coluna de querer fazer discórdia, quando foi a corrente que pegou pesado com o governo e líder do seu partido.    
Em 2012, após dois meses de greve do Sintese pela construção do reajuste do piso de 22,22% para todos os níveis do magistério, foi feito em praça pública o enterro simbólico de Marcelo Déda com o apoio da então deputada Ana Lúcia, líder da Articulação de Esquerdada. Ironicamente em dezembro de 2013 Déda faleceu vítima de um câncer.  
Hoje um grupo ligado a Articulação de Esquerda, já liderada pelo professor Dudu, presidente da CUT, impetrou representação junto a Comissão de Ética do PT contra o deputado estadual Francisco Gualberto por ter votado a favor da reforma da previdência estadual proposta pelo governador Belivaldo Chagas e já aprovada pela Assembleia Legislativa no final de 2019.
O grupo alega que o petista Gualberto foi presidente da CUT/SE, mas traiu a classe trabalhadora sergipana e descumpriu deliberação do Diretório Nacional do PT, de 22 de março de 2019, votando pela aprovação na reforma da previdência estadual que amplia a retirada de direitos feita pela reforma da previdência federal.
Colocaram na justificativa que a resolução do PT Nacional determinou que as bancadas parlamentares na Câmara e no Senado Federal rejeitassem toda e qualquer reforma da previdência. E que na ausência de posição da direção estadual é válida a posição do "Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores".
Alegaram ainda que como a direção do PT estadual e nem sua bancada estadual de parlamentares tomaram posição oficial sobre a reforma, os deputados deveriam seguir a resolução nacional contra a reforma de Bolsonaro.
É mais uma reação contraditória da Articulação de Esquerda, em razão do PT integrar e apoiar o governo Belivaldo Chagas (PSD), que, inclusive, tem como vice a petista Eliane Aquino.
Ela só referenda que o maior adversário do PT é o próprio PT...

Quando liderada por Ana Lúcia  Menezes e Iran Barbosa, a cor- rente do PT Articulação de Esquerda, braço direito do Sintese, sempre fez oposição ao governo petista Marcelo Déda.
No segundo governo Déda, logo no primeiro ano, a corrente chegou a fazer uma cartilha detonando a gestão petista. Não só criticou a aliança política que Déda tinha feito em 2010 com o agrupamento dos irmãos Amorim como detonou o primeiro ano do seu segundo governo, em 2011.
A coluna chegou a divulgar o teor da cartilha e foi duramente criticada em discurso na Assembleia Legislativa pela então deputada estadual Ana Lúcia, que era membro da Articulação de Esquerda.  Ela chegou a acusar a coluna de querer fazer discórdia, quando foi a corrente que pegou pesado com o governo e líder do seu partido.    
Em 2012, após dois meses de greve do Sintese pela construção do reajuste do piso de 22,22% para todos os níveis do magistério, foi feito em praça pública o enterro simbólico de Marcelo Déda com o apoio da então deputada Ana Lúcia, líder da Articulação de Esquerdada. Ironicamente em dezembro de 2013 Déda faleceu vítima de um câncer.  
Hoje um grupo ligado a Articulação de Esquerda, já liderada pelo professor Dudu, presidente da CUT, impetrou representação junto a Comissão de Ética do PT contra o deputado estadual Francisco Gualberto por ter votado a favor da reforma da previdência estadual proposta pelo governador Belivaldo Chagas e já aprovada pela Assembleia Legislativa no final de 2019.
O grupo alega que o petista Gualberto foi presidente da CUT/SE, mas traiu a classe trabalhadora sergipana e descumpriu deliberação do Diretório Nacional do PT, de 22 de março de 2019, votando pela aprovação na reforma da previdência estadual que amplia a retirada de direitos feita pela reforma da previdência federal.
Colocaram na justificativa que a resolução do PT Nacional determinou que as bancadas parlamentares na Câmara e no Senado Federal rejeitassem toda e qualquer reforma da previdência. E que na ausência de posição da direção estadual é válida a posição do "Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores".
Alegaram ainda que como a direção do PT estadual e nem sua bancada estadual de parlamentares tomaram posição oficial sobre a reforma, os deputados deveriam seguir a resolução nacional contra a reforma de Bolsonaro.
É mais uma reação contraditória da Articulação de Esquerda, em razão do PT integrar e apoiar o governo Belivaldo Chagas (PSD), que, inclusive, tem como vice a petista Eliane Aquino.
Ela só referenda que o maior adversário do PT é o próprio PT...

Apoio

Ameaçado de ser expulso do PT, vários parlamentares estão se manifestando solidário ao deputado estadual e vice-presidente da Assembleia Legislativa, Francisco Gualberto. Estão até o convidando para filiação em seus partidos.

Convite 1

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) foi um que se solidarizou ontem com o petista Gualberto. Disse que ele era um homem "sério, leal, honesto". "É um quadro que nos honraria muito em ter. As portas do PSD estão escancaradas para ele", declarou.

Convite 2

O presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo (MDB), também declarou apoio a Gualberto e colocou seu partido à disposição do colega parlamentar para sua filiação. Demonstrou indignação peço tratamento dispensado por uma ala radical do PT, chegando a declarar que se for para expulsar Gualberto, tem de expulsar Lula e o governador da Bahia, Rui Costa.

Questionamento

Por sempre ser criticado pelas correntes mais radicais do PT, incluindo a Articulação de Esquerda, alguns aliados do ex-governador Jackson Barreto (MDB) questionam hoje se ele seria capaz de apoiar um candidato petista a prefeito de Aracaju. Eles, inclusive, acham que JB poderia ter sido eleito senador em 2018 se os petistas tivessem votado nele e em Rogério Carvalho, que eram os candidatos da coligação encabeçada por Belivaldo Chagas (PSD).

Com Lula

Sobre as eleições municipais, diz que na hora na hora que o PT quiser conversar estará à disposição. Com relação a 2022 Jackson afirmou que tem a pretensão de disputar mandato de deputado federal, mas só se for ao lado do ex-presidente Lula.

É isso

Do ex-governador ao ser questionado por que morre de amores pelo Partido dos Trabalhadores, mesmo tendo alguns militantes mais radicais que o rejeitam: "Não morro de amores pelo PT, mas respeito e admiro Lula. Não faço análise do PT local pelo nacional. Não estou preocupado com a questão do PT local, só nacional".

Ponto de vista

Para Jackson está muito claro que querem destruir o ex-presidente Lula. "A destruição de Lula é a destruição da esquerda no país. Não aceito isso", diz ele, que comemora resultado de pesquisa de instituto nacional e local que mostra o crescimento do líder petista em todas as classes sociais.

Centro-esquerda

Até o momento o ex-governador Jackson Barreto só sentou para conversar sobre as eleições deste ano com o ex-presidente da OAB, Henri Clay, que deseja ser pré-candidato a prefeito de Aracaju e caminha para ir para a disputa pelo PSOL. JB quer apoiar um candidato com perfil de centro-esquerda.

Nas redes sociais 1

Um áudio do folclórico vereador de Itabaiana, Vardo da Lotéria (PTB), viralizou ontem nas redes sociais. No áudio, ele perde as estribeiras quando inicia um discurso no plenário da Câmara Municipal dizendo que é com muita "participação que se encontra hoje com essa multidão de gente". Ele também não conseguiu pronunciar corretamente a palavra sessão solene, repetindo algumas vezes sem sucesso, o que provocou risada dos presentes e reação imediata dele.

Nas redes sociais 2

Reagiu Vardo: "Peraí, vocês não tão vendo nenhum paiaço aqui. Esse cidadão que tá gritando aí é paiaço e pilantra. Quem tá dizendo sou eu. Respeite para ter o respeito meu. Eu não como corda de ninguém pra ninguém vir com pacotizinho fazer macacada aqui dentro não, senão eu chamo a poliça e mando recolher". Não faltou quem vaiasse.  

Novo debate 1

No próximo dia 7 de fevereiro ocorrerá uma audiência pública para discussão da PEC 108/2019, que tramita na Câmara dos Deputados e propõe alterar a natureza jurídica dos conselhos e ordens de classe transformando-os em entidades privadas e determinando o fim da obrigatoriedade de registro dos profissionais junto a essas instituições. A audiência, que ocorrerá no plenário da Assembleia Legislativa, a partir das 9h, será conduzida pelo deputado estadual Luciano Pimentel (PSB).

Novo debate 2

"Estamos falando de entidades que atuam não só na defesa das categorias, mas também da sociedade. É o trabalho que elas realizam, de atualização e fiscalização profissional, que assegura a qualidade dos serviços prestados à população. Neste contexto, é fundamental que a PEC 108 seja amplamente debatida e as pessoas possam compreender o quão prejudicial é essa proposta", considera Luciano Pimentel.

Registro 1

Do ano passado até o início deste ano, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou atrás pelo menos 10 vezes em decisões e declarações, que repercutiram mal. A mais recente foi a decisão de recontratar o secretário-executivo da Casa Civil, José Vicente Santini, após demissão por ter utilizado avião da FAB para se deslocar de Brasília à Davos, na Suíça, e, em seguida, para a Índia.

Registro 2

Também em janeiro deste ano, o presidente anunciou por meio de uma live que cogitava separar a pasta da Segurança Pública do Ministério da Justiça sob o comando de Sergio Moro. Ele afirmou que, com a mudança, Moro permaneceria sob o comando da Justiça. Dois dias depois, voltou atrás, descartando a possibilidade de separação das pastas após pressão de aliados do ex-juiz.

Veja essa ...

A China, epicentro da crise causada pelo coronavírus, está construindo um hospital com mil leitos em apenas seis dias, na cidade de Wuhan. O hospital, que deve ser inaugurado neste final de semana, é um símbolo de como o país contorna obstáculos técnicos e burocráticos, avançando velozmente em direção a seus objetivos. No caso, assegurar tratamento a todos os doentes de Wuhan, sem precisar trasladá-los para outras localidades, o que eleva o risco de transportar o coronavírus a novas províncias. Em Sergipe, já se vão 10 anos para construir o Hospital do Câncer e mais de 20 anos para conclusão das obras de duplicação de cerca de 200 km d a BR - 101. Coisas do Brasil...  

Curtas

Está agendado para o dia 4 de fevereiro, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE), o julgamento da justificativa de desfiliação do PSC do deputado estadual Gilmar Carvalho. O relator é o juiz Leonardo Souza Santana Almeida.

Gilmar quer deixar o PSC sem correr o risco de ter mandato cassado por infidelidade partidária e se filiar a uma outra legenda para disputar a prefeitura de Aracaju.  Caminha para ser o DEM.

Ontem o escritor, cantor e compositor Chico Buarque afirmou em vídeo encaminhado à cineasta Petra Costa, diretora do filme "Democracia em Vertigem", indicado ao Oscar, que o Brasil é atualmente governador por "loucos".

Ressaltou Chico que  Petra soube captar, no calor da hora, os bastidores do processo de impeachment de Dilma Rousseff.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS