Crea discute aspectos da fiscalização de trios elétricos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/02/2013 às 09:55:00

A Câmara Especializada de Engenharia Mecânica e Metalúrgica do Crea-SE realizou ontem, 15, uma reunião extraordinária com os conselheiros regionais e a gerência de fiscalização. Foram discutidos os principais aspectos que devem constar na Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) de trios elétricos.

Até o final da próxima semana será divulgada uma Nota Técnica para orientar os profissionais sobre os aspectos técnicos a serem observados na inspeção de trios elétricos e nortear os demais órgãos fiscalizadores sobre o que pode ser observado durante a realização de um evento.
Atualmente, não há legislação específica para trios elétricos e a iniciativa do Crea-SE visa mitigar riscos relacionados ao uso desse tipo de veículo.

Os principais assuntos na pauta foram o peso total da estrutura, capacidade de geradores, estruturas metálicas, extintores de incêndio, dimensões, especificidades do trajeto, modalidades profissionais capacitadas, entre outros pontos de interesse que devem constar na Nota Técnica.
O documento será enviado para o Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Ministério Público, Detran/SE e Associação Sergipana de Blocos e Trios para que todas as entidades possam contribuir para aumentar a segurança da sociedade.

O Crea-SE é responsável por regulamentar e fiscalizar o exercício profissional, de acordo com a lei 5.194/66. O Conselho não realiza vistorias nem emite laudos ou autorizações de funcionamento. Em suas visitas a empresas, onde há obras ou serviços, o fiscal solicita a apresentação da ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), um documento que define os responsáveis técnicos pelo empreendimento de atividades nas áreas da Engenharia e da Agronomia contempladas pelo Sistema Confea/Crea.