Bombeiros registram 127 ocorrências no Carnaval

Geral


  • Bombeiros em forma no posto da praia de Aralaia

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) registrou, no período carnavalesco, entre os dias 22 e 25, um total de 127 ocorrências atendidas em todo o estado, das quais 58 foram solucionadas pelo efetivo extra empregado para eventos carnavalescos em Aracaju, Barra dos Coqueiros, Porto da Folha, Campo do Brito, Estância, Itaporanga D'Ajuda, Canindé do São Francisco, Nossa Senhora do Socorro, Telha e Amparo do São Francisco.
Além de sinalizar e patrulhar as áreas de risco nas praias, balneários, barragens e margens do Rio São Francisco, os bombeiros orientaram banhistas quanto aos riscos de afogamento. De acordo com o diretor operacional do CBMSE, tenente coronel Fábio Cardoso, foram escalados 180 militares para desenvolver os serviços de guarda-vidas em 17 locais desses 10 municípios, contando com o apoio de 98 guarda-vidas civis contratados pelos municípios.
"Não houve registro de óbitos durante a prevenção nas praias, rios, açudes e barragens. Houve um caso de afogamento grau 1, em que a vítima foi retirada consciente da água, com tosse e sem espuma na boca e nariz, porém necessitando de atendimento médico. O maior número de ocorrências no carnaval foi resgate, com 37 registros, a exemplo de retiradas de banhista de local perigoso, em que ele não conseguia sair sozinho, precisando de ajuda para escapar de uma vala ou valão. Tivemos ainda seis ocorrências de atendimento pré-hospitalar, nove de crianças perdidas e cinco de outras naturezas", explica o diretor. 
Nos quartéis, o efetivo operacional foi de 220 bombeiros militares, que atenderam, neste mesmo período, 13 incêndios, nove acidentes de trânsito, seis atendimentos pré-hospitalares, 26 casos de busca e salvamento e 15 orientações por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). 

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) registrou, no período carnavalesco, entre os dias 22 e 25, um total de 127 ocorrências atendidas em todo o estado, das quais 58 foram solucionadas pelo efetivo extra empregado para eventos carnavalescos em Aracaju, Barra dos Coqueiros, Porto da Folha, Campo do Brito, Estância, Itaporanga D'Ajuda, Canindé do São Francisco, Nossa Senhora do Socorro, Telha e Amparo do São Francisco.
Além de sinalizar e patrulhar as áreas de risco nas praias, balneários, barragens e margens do Rio São Francisco, os bombeiros orientaram banhistas quanto aos riscos de afogamento. De acordo com o diretor operacional do CBMSE, tenente coronel Fábio Cardoso, foram escalados 180 militares para desenvolver os serviços de guarda-vidas em 17 locais desses 10 municípios, contando com o apoio de 98 guarda-vidas civis contratados pelos municípios.
"Não houve registro de óbitos durante a prevenção nas praias, rios, açudes e barragens. Houve um caso de afogamento grau 1, em que a vítima foi retirada consciente da água, com tosse e sem espuma na boca e nariz, porém necessitando de atendimento médico. O maior número de ocorrências no carnaval foi resgate, com 37 registros, a exemplo de retiradas de banhista de local perigoso, em que ele não conseguia sair sozinho, precisando de ajuda para escapar de uma vala ou valão. Tivemos ainda seis ocorrências de atendimento pré-hospitalar, nove de crianças perdidas e cinco de outras naturezas", explica o diretor. 
Nos quartéis, o efetivo operacional foi de 220 bombeiros militares, que atenderam, neste mesmo período, 13 incêndios, nove acidentes de trânsito, seis atendimentos pré-hospitalares, 26 casos de busca e salvamento e 15 orientações por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp). 

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS