Ministro aprova a duplicação da BR-235

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O governador Marcelo Déda e secretários com o ministro dos Transportes
O governador Marcelo Déda e secretários com o ministro dos Transportes

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/02/2013 às 02:34:00

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, garantiu ao governador Marcelo Déda que sua pasta encaminhará parecer favorável à duplicação da BR-235. Em audiência na terça, 19, em Brasília, o governador expôs as argumentações técnicas que justificam a obra. Para o ministro, a obra "já está atrasada".

O governador lembrou ao ministro que o fluxo de veículos no trecho entre Itabaiana e Aracaju já ultrapassou o limite técnico estabelecido pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), o que, por si só, já justifica a duplicação. Ao mesmo tempo, Déda descreveu ao ministro os investimentos do Governo Estadual antecipando-se aos gargalos da rodovia.

Como exemplo, citou a criação de nova entrada de Aracaju (Avenida Santa Gleide e BR-235). Também o novo projeto da Rota do Agreste para integrar a BR-235 com o trecho Sul da BR-101 (altura de Itaporanga D'Ajuda), escoando parte do tráfego que utilizava a BR-235. Entretanto, mesmo com estes investimentos, diz o governador, "teremos sobrecarga excessiva, em especial entre Itabaiana e Aracaju".

Diante da exposição, Sérgio Passos colocou-se à disposição do governador para realizar estudos que possam subsidiar a decisão da presidenta Dilma Rousseff. "Este tema será apresentado pelo Governo de Sergipe e pela bancada federal como um dos pleitos estratégicos do Estado", adiantou Déda.

Por fim, o governador destacou que o asfaltamento do trecho baiano da BR-235 (entre Juazeiro e a divisa Bahia-Sergipe) e a continuação das obras desta rodovia até o Piauí abrirão grandes oportunidades para a economia sergipana. "O que pode viabilizar, inclusive, investimentos na ampliação do porto do Estado".
De acordo com Déda, o porto de Sergipe poderá se qualificar como terminal de exportação da produção da fruticultura irrigada do São Francisco. "A duplicação, assim, torna-se prioridade, não só de Sergipe, mas do desenvolvimento econômico do Nordeste".

BR-101 - Na mesma audiência, o governador fez relatos das obras de duplicação da BR-101, tanto do trecho Sul, mais adiantado, quanto do trecho Norte. De acordo com o diretor-geral do Dnit, Jorge Fraxe, na busca por maior agilidade na execução da obra, já foi lançada licitação de trechos que estavam sob responsabilidade do Exército. Para Fraxe, é provável que, já no primeiro semestre, as obras no trecho Norte sejam retomadas.

Déda também debateu com o ministro a duplicação do último trecho da BR-101, de 53km, entre Estância e a divisa de Sergipe com a Bahia. Tanto o projeto executivo, concluído em outubro de 2012, quanto os projetos complementares, referentes às pontes da rodovia, concluídos em janeiro de 2013, já foram encaminhados à superintendência do Dnit em Sergipe. Deste modo, Déda solicitou à autarquia que agilize, junto ao Ibama, o licenciamento ambiental para o início das obras.

O ministro assumiu o compromisso, junto com a equipe técnica do Dnit, da agilização dos contatos com o Ibama. De acordo com Passos, 30 dias devem ser suficientes para que a licença seja concedida.

Nova ponte - O terceiro tema abordado pelo governador foi a construção de nova ponte sobre o Rio São Francisco. A obra, complementar à BR-101, que ligará Propriá (SE) a Colégio (AL), já teve o edital lançado e, no máximo no segundo semestre, deverá ter sua obra iniciada. A ponte atual, paralela, ficará restrita ao uso ferroviário e de pedestres.