O vice de Edvaldo

Rita Oliveira


Na tarde de ontem o presidente do PT em Estância, Dominguinhos do PT, e o vereador Artur (PT) se reuniram com o vereador Pedro Benjamim (Cidadania) atendendo a um apelo do senador Rogério Carvalho.  As eleições 2020 e a possível filiação de Pedro Benjamim ao PT foram os assuntos principais da reunião.  O presidente do PT, Dominguinhos Machado e o vereador Artur marcaram para a próxima semana uma nova conversa com Pedro Benjamim para amadurecimento da ideia.

 

O vice de Edvaldo

 

É público e notório o acordo político 
do PSD com o prefeito Edvaldo No
gueira para que o partido indique o seu pré-candidato a vice. Esse entendimento foi que acabou levando o PT a romper politicamente com o aliado de décadas Edvaldo, por desejar indicar o vice, mantendo, assim, a dobradinha PT/PCdoB de várias eleições.
Ainda por conta desse entendimento político Edvaldo deixará de ter um vice com perfil de centro-esquerda e que agregaria muito no confronto com os adversários pela sua trajetória política como presidente da OAB e defensor dos direitos humanos. Henri Clay, que em 2018 foi o candidato a senador mais votado em Aracaju, já teve seu nome descartado como vice do prefeito pelo fato do PSD não abrir mão de fazer a indicação.
Dentro do PSD chegaram a ser cogitados como vice de Edvaldo o presidente da Câmara Municipal, vereador Nitinho Vitalle, que preferiu disputar a reeleição; e o secretário municipal de Governo, Jorginho Araújo.
Como o ex-governador Jackson Barreto (MDB) já decidindo apoiar a reeleição de Edvaldo e não o pré-candidato do PT Márcio Macedo, o nome que está hoje na mesa para ser o vice é o do ex-deputado estadual Robson Viana, que é filiado ao PSD do deputado federal Fábio Mitidieri. O ex-parlamentar é amigo pessoal de JB.
Robson é um nome que soma por sempre ter sido bem votado em Aracaju para vereador e deputado estadual, por ter seu envolvimento na área do esporte e ter resgatado o Rasgadinho, o maior bloco de carnaval da capital. Ele, inclusive, já teve conversas com Edvaldo e Fábio Mitidieri. E terá um encontro com o governador Belivaldo Chagas (PSD) ainda esta semana.
Caso não seja batido o martelo com Robson para vice, o nome que deve compor a chapa com Edvaldo Nogueira é o da deputada estadual Maísa Mitidieri, irmão de Fábio Mitidieri. Isso não desagradaria Jackson Barreto pelo fato de Robson, como primeiro suplente da coligação, assumir sua vaga na Assembleia Legislativa no caso da reeleição do prefeito.
Segundo um aliado de JB, não sendo Robson Viana o vice de Edvaldo o ex-governador apoiará sua reeleição, mas não gastará muita sola de sapato...
Isso é uma coisa que precisa ser muito bem analisada, pois JB sabe fazer política como ninguém. E, inclusive, sabe onde as cobras dormem...
Trocando em miúdos, a sua força política não pode ser desprezada por nenhum aliado...

É público e notório o acordo político  do PSD com o prefeito Edvaldo No gueira para que o partido indique o seu pré-candidato a vice. Esse entendimento foi que acabou levando o PT a romper politicamente com o aliado de décadas Edvaldo, por desejar indicar o vice, mantendo, assim, a dobradinha PT/PCdoB de várias eleições.
Ainda por conta desse entendimento político Edvaldo deixará de ter um vice com perfil de centro-esquerda e que agregaria muito no confronto com os adversários pela sua trajetória política como presidente da OAB e defensor dos direitos humanos. Henri Clay, que em 2018 foi o candidato a senador mais votado em Aracaju, já teve seu nome descartado como vice do prefeito pelo fato do PSD não abrir mão de fazer a indicação.
Dentro do PSD chegaram a ser cogitados como vice de Edvaldo o presidente da Câmara Municipal, vereador Nitinho Vitalle, que preferiu disputar a reeleição; e o secretário municipal de Governo, Jorginho Araújo.
Como o ex-governador Jackson Barreto (MDB) já decidindo apoiar a reeleição de Edvaldo e não o pré-candidato do PT Márcio Macedo, o nome que está hoje na mesa para ser o vice é o do ex-deputado estadual Robson Viana, que é filiado ao PSD do deputado federal Fábio Mitidieri. O ex-parlamentar é amigo pessoal de JB.
Robson é um nome que soma por sempre ter sido bem votado em Aracaju para vereador e deputado estadual, por ter seu envolvimento na área do esporte e ter resgatado o Rasgadinho, o maior bloco de carnaval da capital. Ele, inclusive, já teve conversas com Edvaldo e Fábio Mitidieri. E terá um encontro com o governador Belivaldo Chagas (PSD) ainda esta semana.
Caso não seja batido o martelo com Robson para vice, o nome que deve compor a chapa com Edvaldo Nogueira é o da deputada estadual Maísa Mitidieri, irmão de Fábio Mitidieri. Isso não desagradaria Jackson Barreto pelo fato de Robson, como primeiro suplente da coligação, assumir sua vaga na Assembleia Legislativa no caso da reeleição do prefeito.
Segundo um aliado de JB, não sendo Robson Viana o vice de Edvaldo o ex-governador apoiará sua reeleição, mas não gastará muita sola de sapato...
Isso é uma coisa que precisa ser muito bem analisada, pois JB sabe fazer política como ninguém. E, inclusive, sabe onde as cobras dormem...
Trocando em miúdos, a sua força política não pode ser desprezada por nenhum aliado...

As rações pelo PRTB 1

O pré-candidato a prefeito de Aracaju, ex-senador Almeida Lima, revela à coluna que decidiu se filiar ao PRTB por ser um partido cujas lideranças - o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e o presidente nacional da legenda e ex-presidenciável Levy Fidelix -   terão condições de garantir sua candidatura pelo perfil que têm. A filiação de Almeida e comando da sigla em Sergipe ocorreu nessa última terça-feira, em São Paulo, após reunião com a cúpula.

As razões pelo PRTB 2

"O papel ridículo dos dirigentes do PV em Sergipe [recuar de conceder legenda para disputar a Prefeitura de Aracaju] me levou a uma decisão diferente. Não queria mais administrar partido. Passei 15 anos administrando o PDT. Na condição de filiado ao PV recebi rasteira de pessoas sem estrutura suficiente para sustentar sua palavra. Não sei a proposta que levou a caírem no canto da sereia. A rasteira partiu de quem tem poder político e econômico", disse à coluna Almeida.

As razões pelo PRTB 3

Para Lima, a rasteira a sua pré-candidatura a prefeito pelo PV ocorreu após ter antecipado quatro ações que faria como prefeito: desprivatização da prefeitura, abertura da caixa preta da planilha de custo do transporte público, realização do plano diretor e gastar 40% a menos do que é gasto hoje para fazer a limpeza da cidade. "Só no PRTB de Mourão e Levy terei a garantia de candidatura com um programa desse nível", declara.

Preparando para as eleições

Já no comando do PRTB no estado, Almeida disse que já iniciou as conversas para o fortalecimento do partido e, consequentemente, formação de uma boa chapa de vereador. O presidente do Diretório Municipal em Aracaju é o médico Luis Eduardo Prado.

Mais uma vez

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) adiou o julgamento marcado para ontem da representação feita pela defesa do deputado federal Valdevan Noventa (PSC) pela acusação de captação ilícita de sufrágio nas eleições 2018 feita pela Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe. A relatora é a juíza Sandra Regina Câmara Conceição.

Aparecida

O presidente da Câmara Municipal de Nossa Senhora Aparecida, o vereador empresário Marquinhos Pereira (MDB), vem despontando como o favorito para ser o escolhido pela prefeita Vera como pré-candidato a sua sucessão pelo agrupamento político. Ele já visita as comunidades e povoados de Aparecida, participa de eventos externos visando aprimorar as práticas administrativas e se reúne constantemente com a prefeita para tratar do seu futuro político.

Homenagem a Déda 1

Companheiros e aliados do ex-governador Marcelo Déda, morto em dezembro de 2013 vítima de um câncer de pâncreas, o homenagearam ontem pelas redes sociais por ser a data que completaria 60 anos se vivo estivesse. O senador Rogério Carvalho (PT) chegou a declarar que ele é eterno, que é no meio do povo a melhor lembrança que tem do amigo e que foi com seus ensinamentos que entende como a política é um instrumento de defesa dos  direitos e da liberdade.

Homenagem a Déda 2

O vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo, destacou que há 60 anos nascia um dos políticos mais brilhantes de Sergipe, um estadista.  Ressaltou seus feitos como parlamentar, prefeito de Aracaju e governador. Disse que a sua presença faz muita falta, mas a sua estrela sempre brilha e o seu legado jamais será esquecido.

Homenagem a Déda 3

O prefeito Edvaldo Nogueira externou a saudade do amigo e companheiro Déda desde a universidade, a quem se referiu com um "político diferenciado e grande orador: um irmão e um amigo de muitas lutas e sonhos". Já o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD)?se referiu a Déda como eterno governador, um homem que honrou o estado de Sergipe sempre pensando no povo. Fez esse registro, inclusive, no plenário da Câmara.

Contra 1

Um grupo de deputados e senadores, liderado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), enviará uma carta para o presidente Jair Bolsonaro pedindo a retirada de pauta do projeto que trata da regulamentação do orçamento impositivo (PLN 4/2020).  O projeto, que tem sido motivo de polêmica no Congresso,  permitirá que mais de R$ 15 bilhões do orçamento da União sejam controlados por alguns parlamentares.

Contra 2

Alessandro Vieira apresentou um voto em separado para o projeto, anunciou a intenção de obstruir a votação em Plenário e destacou que espera que o presidente exerça o que tem falado nas redes sociais e retire o projeto de pauta, uma vez que tem o poder para isso, como autor. "É uma forma de chamar o presidente à sua responsabilidade. Isso aqui não é brincadeira, isso aqui é uma coisa séria", declarou.

Como votou a bancada

O Congresso Nacional derrubou o veto do presidente Bolsonaro à proposta que amplia a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC). O projeto lei 3055/97, do Senado, aumenta de 1/4 de salário mínimo, para meio salário mínimo o limite da renda familiar per capita para idosos e pessoas com deficiência terem acesso ao BPC. Foram 137 votos a favor do veto na Câmara, contra 302 votos contrários.  Votaram contra os deputados federais Fábio Reis (MDB), Fábio Henrique (PDT), Fábio Mitidieri (PSD), João Daniel (PT) e Valdevan Noventa (PSC).  Votaram a favor Bosco Costa (PL) e Laércio Oliveira (PP). "O Governo Bolsonaro havia vetado esse aumento e nós, deputados federais, conseguimos derrubar o veto, legislando em favor dos mais pobres", comemora Fábio Henrique.

Ponto de vista 1

Do ex-presidente da OAB/SE, Henri Clay: "É grave a crise do capitalismo financeiro globalizado. O momento é muito delicado, e requer moderação e polidez políticas. No Brasil, o abalo econômico tem sido ainda mais grave. A política extremada do governo brasileiro provoca instabilidades, e isso tem gerado desconfiança e insegurança dos grandes investidores mundiais com o nosso País. O obscurantismo e a política de destruição da floresta amazônica adotadas pelo governo Bolsonaro têm degradado a imagem do Brasil".

Ponto de vista 2

Prossegue Henri Clay: "Os índices de queda da bolsa de valores, o aumento do dólar e da perda das ações da Petrobras são estarrecedores, sendo o Brasil um dos países mais afetados no mundo. Enquanto isso, o deputado federal Eduardo Bolsonaro convoca boicote a Drauzio Varela por ter abraçado uma transexual na cadeia; o vereador Carlos Bolsonaro diz que a sua missão é demitir Regina Duarte, recém empossada na secretaria da cultura e, Bolsonaro, o pai de ambos, conclama a população para manifestação no próximo domingo contra o poder legislativo e o poder judiciário. É mole ou quer mais? Quando o nosso País vai acordar desse pesadelo abismal?!". Pelo visto só quando acabar esse desgoverno.

Veja essa ...

A pedido do senador Eduardo Girão (Podemos-CE) a Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR) aprovou requerimento de informações ao ministro da Cidadania, Onix Lorenzoni, sobre a redução da concessão do Bolsa Família para beneficiários do Nordeste, região que deu a menor votação a Bolsonaro em 2018. Levantamento do jornal O Estado de S. Paulo mostra que a região teve apenas 3% de novos beneficiários contra 75% do Sudeste.

Curtas

O deputado federal Fábio Reis despachou ontem com o ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) visando garantir recursos para que obras em execução em Sergipe não parem.  Abordou a Adutora do Piauitinga, o Sistema de Água Alto Sertão e o Sistema de Esgotamento Sanitário de Aracaju. "São obras de extrema importância que precisam de tratamento célere!", afirma.

No próximo dia 19 de março a Assembleia Legislativa de Sergipe realizará sessão plenária itinerante em Estância, em comemoração aos 200 anos da Emancipação Política de Sergipe. Ocorrerá às 9h30, no Fórum Ministro Heitor de Souza.

Será inaugurada amanhã a obra de pavimentação da Av. José Gualberto Rocha, ligando a sede de São Cristóvão ao povoado Caípe Velho. O nome da avenida homenageia o pai do deputado estadual Francisco Gualberto, atual vice-presidente da Alese, e que nasceu no Caípe Velho.

A solenidade, que contará com as presenças de Gualberto, do prefeito Marcos Santana e do governador Belivaldo Chagas, dentre outras autoridades e comunidade, acontecerá às 9h no próprio povoado.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS