O PARTIDÃO

Opinião

 

* Jorge Saade
Depois de matar dez dos 29 diri-
gentes do PCB Partido Comu-
nista Brasileiro entre 1974 e 1976, a ditadura liquidou o comitê central do PCdoB em 1976, a Chacina da Lapa comandada pelo DOI-CODI de SP. Com este massacre mais os assassinatos de Marighela em 1969, Lamarca em 1971e o extermínio da guerrilha do Araguaia em 1974a ditadura deu por concluída a tarefa de liquidar o comunismo no Brasil. O PCB durou até 1992. Claro que a perseguição a qualquer cheiro de comunismo ou comunista continua sempre ainda mais agora com governo fascista.
Tive acesso a uma brochura confidencial do Ministério da Guerra onde estavam claras as instruções para todo e qualquer membro das Forças Armadas a obrigatoriedade de eliminar qualquer foco ou pessoa suspeita de confessar ou propagar o comunismo através de qualquer meio que fosse. Claro que esta orientação foi passada pela CIA aos instrutores brasileiros.
Em 1945 após a deposição de Vargas, o fim do Estado Novo e a libertação dos presos comunistas o PCB reuniu no Pacaembu mais de 150.000 pessoas em comício para homenagear o líder Luiz Carlos Prestes recém saído da cadeia. O poeta senador chileno Pablo Neruda compareceu para apresentar uma poesia dedicada ao PCB e a Prestes. O partido estava enraizado entre os trabalhadores comandado a maioria dos sindicatos que na época eram os motores das greves de reivindicações.
Na mesma época na Europa os comunistas lutavam na clandestinidade para libertar seus países do domínio nazista. Graças `a Resistência aos PCs espanhol, italiano, francês, holandês os alemães sofriam perdas pelas ações de guerrilha dos comunistas.  Terminada a guerra os PCIe PCF tornaram-se os mais influentes nas políticas de Itália e França. Até hoje junto ao PCP, Partido Comunista Português, são fortes correntes de bloqueio ao capitalismo desenfreado.
Depois do fracasso da tentativa de tomada do poder em 1935 o PCB entrou em conflito teórico a respeito de sua proposta revolucionaria. Novo levante, luta armada, luta democrática, alianças com outros partidos, aliança com a burguesia progressista. Este conflito provocou rachas e baixas nos quadros do partido durante anos. A maior cisão se deu em 1958 quando alguns dirigentes não aceitaram as orientações de kruschevs e retiraram fundando o PCdoB atuante até hoje.
O PCdoB elegeu em 2018 01 governador 09 deputados federais, 21 estaduais, 46 prefeitos. Comanda e ou participa da CTB, CGTB, UJS, JPL, UBM, CBM, Unegro, Conam, UNALGBT, UNE, UBES.Destaque, é o partido com maior participação de mulheres. Lider de bancada Jandira Feghali, deputadas federais Perpétua Almeida, Profa Marcivânia, Alice Portugal, candidata a Vice Presidente Manuela D´Avila, deputada estadual Leci Brandão, vice governadora e presidente do partido Luciana Santos.
Desde sua fundação em 1922 e durante 70 anos foi o PCB o partido das classes trabalhadoras responsável pelas principais conquistas sociais e estruturais do país. Foi perseguido desde o seu nascimento. Não se conta o número de militantes presos, torturados e ou assassinados não só nas ditaduras de Vargas e a militar de 1964 como nos governos civis. As tréguas de legalidade foram poucas e curtas. 
Por ser um partido marxista leninista atraia o interesse de quantos possuíam algum grau de inteligência acima da média .Foi grande o número de estudantes, importantes intelectuais, figuras de destaque em todos ramos, ativistas, pessoas comuns que aderiam ou simpatizavam com o partido. A luta contra os horrores do capitalismo, a busca de justiça contra desigualdades, o combate à miséria, a torpeza e falsidade das religiões, o sonho do socialismo, o pensamento científico, a História como ciência, a atividade e ação através da militância constituíam motivos de sobra e razão para viver, existir sem medo e sem angústia. Para estas pessoas havia um ideal a ser atingido.
As aspirações e ideais do comunismo foram expressas em cantos imortais pelos poetas maiores Maiakovsky, Garcia Lorca, Pablo Neruda.
Os teatrólogos alemães Bertolt Brecht e Erwin Piscator colocaram em cena os dramas universais das sociedades explorada sem peças que revolucionaram o teatro.
Em Janeiro de 1992 o X Congresso do PCB decidiu mudar a orientação política, o nome, a sigla e símbolo do partido.O arquiteto Oscar Niemeyer membro desde a juventude se insurgiu. Decidiu junto a outros continuar mantendo a sigla PCB, a orientação e o símbolo da foice e martelo.
O comunismo revelou ao mundo e ao Brasil nomes preciosos entre partidários e simpatizantes.  Alguns nomes de destaque na literatura Jorge Amado, Graciliano, Ramos, Dyonélio Machado, Osvald de Andrade, Nelson Werneck Sodré, Rui Facó, Fernando de Morais, Florestan Fernandes, Sérgio Buarque, ... Nas artes Plásticas Portinari, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral,  Burle Marx, Carlos Scliar, Guignard, Pancetti, Santa Rosa, ... .Na arquitetura Oscar Niemeyer, Villanova Artigas, todos da escola Le Corbusier,... No jornalismo Vladimir Herzog, Lívio Abramo, Barão de Itararé, Mino Carta, Millor Fernandes, Paulo Francis ...
No teatro Dias Gomes, Augusto Boal, Gianfrancesco Guarnieri, Vianinha, Juca de Oliveira, Mário Lago,...Mulheres Olga Benário, Maria Prestes, Patrícia Galvão  - Pagu, Laura Brandão, Elza Branco, Clara Charf, ....Na MPB Tom Zé, Vinicius de Moraes, Edu Lobo, Carlos Lyra, Beth Carvalho, Clara Nunes, Geraldo Vandré, Sérgio Ricardo, Capinam, .Francis Hime, Sidney Miller, Chico Buarque,..... No cinema Nelson Pereira dos Santos, Glauber Rocha, Eduardo Coutinho, Zelito Vianna, Ruy Guerra, Sylvyo Back, Silvio Tendler,...,...
Além de milhares de militantes e simpatizantes anônimos pelo Brasil. Homens e mulheres que lutaram pelo socialismo nestes quase 100 anos.
O embate CAPITALISMOxSOCIALISMO continua ad infinitum. 
A ignorância, a religião contribuem para que o sistema liberal explore e estimule o individualismo mantendo a expropriação e desigualdade.
* Jorge Saade, engenheiro e jornalista

* Jorge Saade

Depois de matar dez dos 29 diri- gentes do PCB Partido Comu- nista Brasileiro entre 1974 e 1976, a ditadura liquidou o comitê central do PCdoB em 1976, a Chacina da Lapa comandada pelo DOI-CODI de SP. Com este massacre mais os assassinatos de Marighela em 1969, Lamarca em 1971e o extermínio da guerrilha do Araguaia em 1974a ditadura deu por concluída a tarefa de liquidar o comunismo no Brasil. O PCB durou até 1992. Claro que a perseguição a qualquer cheiro de comunismo ou comunista continua sempre ainda mais agora com governo fascista.
Tive acesso a uma brochura confidencial do Ministério da Guerra onde estavam claras as instruções para todo e qualquer membro das Forças Armadas a obrigatoriedade de eliminar qualquer foco ou pessoa suspeita de confessar ou propagar o comunismo através de qualquer meio que fosse. Claro que esta orientação foi passada pela CIA aos instrutores brasileiros.
Em 1945 após a deposição de Vargas, o fim do Estado Novo e a libertação dos presos comunistas o PCB reuniu no Pacaembu mais de 150.000 pessoas em comício para homenagear o líder Luiz Carlos Prestes recém saído da cadeia. O poeta senador chileno Pablo Neruda compareceu para apresentar uma poesia dedicada ao PCB e a Prestes. O partido estava enraizado entre os trabalhadores comandado a maioria dos sindicatos que na época eram os motores das greves de reivindicações.
Na mesma época na Europa os comunistas lutavam na clandestinidade para libertar seus países do domínio nazista. Graças `a Resistência aos PCs espanhol, italiano, francês, holandês os alemães sofriam perdas pelas ações de guerrilha dos comunistas.  Terminada a guerra os PCIe PCF tornaram-se os mais influentes nas políticas de Itália e França. Até hoje junto ao PCP, Partido Comunista Português, são fortes correntes de bloqueio ao capitalismo desenfreado.
Depois do fracasso da tentativa de tomada do poder em 1935 o PCB entrou em conflito teórico a respeito de sua proposta revolucionaria. Novo levante, luta armada, luta democrática, alianças com outros partidos, aliança com a burguesia progressista. Este conflito provocou rachas e baixas nos quadros do partido durante anos. A maior cisão se deu em 1958 quando alguns dirigentes não aceitaram as orientações de kruschevs e retiraram fundando o PCdoB atuante até hoje.
O PCdoB elegeu em 2018 01 governador 09 deputados federais, 21 estaduais, 46 prefeitos. Comanda e ou participa da CTB, CGTB, UJS, JPL, UBM, CBM, Unegro, Conam, UNALGBT, UNE, UBES.Destaque, é o partido com maior participação de mulheres. Lider de bancada Jandira Feghali, deputadas federais Perpétua Almeida, Profa Marcivânia, Alice Portugal, candidata a Vice Presidente Manuela D´Avila, deputada estadual Leci Brandão, vice governadora e presidente do partido Luciana Santos.
Desde sua fundação em 1922 e durante 70 anos foi o PCB o partido das classes trabalhadoras responsável pelas principais conquistas sociais e estruturais do país. Foi perseguido desde o seu nascimento. Não se conta o número de militantes presos, torturados e ou assassinados não só nas ditaduras de Vargas e a militar de 1964 como nos governos civis. As tréguas de legalidade foram poucas e curtas. 
Por ser um partido marxista leninista atraia o interesse de quantos possuíam algum grau de inteligência acima da média .Foi grande o número de estudantes, importantes intelectuais, figuras de destaque em todos ramos, ativistas, pessoas comuns que aderiam ou simpatizavam com o partido. A luta contra os horrores do capitalismo, a busca de justiça contra desigualdades, o combate à miséria, a torpeza e falsidade das religiões, o sonho do socialismo, o pensamento científico, a História como ciência, a atividade e ação através da militância constituíam motivos de sobra e razão para viver, existir sem medo e sem angústia. Para estas pessoas havia um ideal a ser atingido.
As aspirações e ideais do comunismo foram expressas em cantos imortais pelos poetas maiores Maiakovsky, Garcia Lorca, Pablo Neruda.
Os teatrólogos alemães Bertolt Brecht e Erwin Piscator colocaram em cena os dramas universais das sociedades explorada sem peças que revolucionaram o teatro.
Em Janeiro de 1992 o X Congresso do PCB decidiu mudar a orientação política, o nome, a sigla e símbolo do partido.O arquiteto Oscar Niemeyer membro desde a juventude se insurgiu. Decidiu junto a outros continuar mantendo a sigla PCB, a orientação e o símbolo da foice e martelo.
O comunismo revelou ao mundo e ao Brasil nomes preciosos entre partidários e simpatizantes.  Alguns nomes de destaque na literatura Jorge Amado, Graciliano, Ramos, Dyonélio Machado, Osvald de Andrade, Nelson Werneck Sodré, Rui Facó, Fernando de Morais, Florestan Fernandes, Sérgio Buarque, ... Nas artes Plásticas Portinari, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral,  Burle Marx, Carlos Scliar, Guignard, Pancetti, Santa Rosa, ... .Na arquitetura Oscar Niemeyer, Villanova Artigas, todos da escola Le Corbusier,... No jornalismo Vladimir Herzog, Lívio Abramo, Barão de Itararé, Mino Carta, Millor Fernandes, Paulo Francis ...
No teatro Dias Gomes, Augusto Boal, Gianfrancesco Guarnieri, Vianinha, Juca de Oliveira, Mário Lago,...Mulheres Olga Benário, Maria Prestes, Patrícia Galvão  - Pagu, Laura Brandão, Elza Branco, Clara Charf, ....Na MPB Tom Zé, Vinicius de Moraes, Edu Lobo, Carlos Lyra, Beth Carvalho, Clara Nunes, Geraldo Vandré, Sérgio Ricardo, Capinam, .Francis Hime, Sidney Miller, Chico Buarque,..... No cinema Nelson Pereira dos Santos, Glauber Rocha, Eduardo Coutinho, Zelito Vianna, Ruy Guerra, Sylvyo Back, Silvio Tendler,...,...
Além de milhares de militantes e simpatizantes anônimos pelo Brasil. Homens e mulheres que lutaram pelo socialismo nestes quase 100 anos.
O embate CAPITALISMOxSOCIALISMO continua ad infinitum. 
A ignorância, a religião contribuem para que o sistema liberal explore e estimule o individualismo mantendo a expropriação e desigualdade.

* Jorge Saade, engenheiro e jornalista

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS