Lojistas reconhecem importância de fechar comércio para conter avanço do coronavírus

Geral


  • COMÉRCIO E SHOPPINGS CONTINUAM FECHADOS; PERÍODO DE QUARENTENA VAI DEPENDER DO AVANÇO DO CORONAVÍRUS; ONTEM, OS CALÇADÕES ESTAVAM DESERTOS

  • No calçadão da João Pessoa, apenas fiscais da PMA

 

Para conter a proliferação do coronavírus (covid-19) na capital sergipana, a Prefeitura de Aracaju e o Governo do Estado estão adotando medidas restritivas que visam evitar aglomerações e a saída da população de suas casas, como os decretos municipal e estadual que determinam o fechamento dos shoppings e comércio em geral.
Com a nova medida, estabelecimentos que não são essenciais para manter as necessidades básicas da população, como alimentação e saúde, por exemplo, devem ficar fechados por um período inicial de 7 dias, contado a partir do 21 de março.
No mesmo dia, a Prefeitura de Aracaju, por meio do decreto municipal nº 6.100, determinou que a suspensão do funcionamento dos shoppings centers a partir do dia 22 de março, pelo prazo de 15 dias, exceto estabelecimentos do ramo alimentício que realizem o serviço de entrega a domicílio (delivery) e supermercados, que funcionem nos shoppings centers".
Embora muitos lojistas dependam do rendimento de seus estabelecimentos comerciais, a decisão tomada pelo poder público para conter o avanço da covid-19 em Aracaju é reconhecida pelo presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL), Brenno Barreto, como o mais indicado a se fazer no momento.

Para conter a proliferação do coronavírus (covid-19) na capital sergipana, a Prefeitura de Aracaju e o Governo do Estado estão adotando medidas restritivas que visam evitar aglomerações e a saída da população de suas casas, como os decretos municipal e estadual que determinam o fechamento dos shoppings e comércio em geral.
Com a nova medida, estabelecimentos que não são essenciais para manter as necessidades básicas da população, como alimentação e saúde, por exemplo, devem ficar fechados por um período inicial de 7 dias, contado a partir do 21 de março.
No mesmo dia, a Prefeitura de Aracaju, por meio do decreto municipal nº 6.100, determinou que a suspensão do funcionamento dos shoppings centers a partir do dia 22 de março, pelo prazo de 15 dias, exceto estabelecimentos do ramo alimentício que realizem o serviço de entrega a domicílio (delivery) e supermercados, que funcionem nos shoppings centers".
Embora muitos lojistas dependam do rendimento de seus estabelecimentos comerciais, a decisão tomada pelo poder público para conter o avanço da covid-19 em Aracaju é reconhecida pelo presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL), Brenno Barreto, como o mais indicado a se fazer no momento.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS