No caminho certo

Rita Oliveira


 

A Fundação Renascer, presidida por Wellington Mangueira, não está inerte com relação a crise do coronavírus. Conseguiu o apoio do Tribunal de Justiça de Sergipe para liberação de uma verba para compra de material de higiene paras as unidades sócio educativas. Com isso, vai dispor de R$ 18.300,00 (recursos de penas alternativas) para prevenção e combate ao vírus.
O diretor administrativo e financeiro da Renascer, Said Schoucair, comemora a liberação desses recursos. Assim como as doações de álcool gel 70 por conta do bom relacionamento com a UFS e  com as Secretarias de Estado da Saúde e da Fazenda, e o fato de não haver nas cinco unidades de recolhimento dos menores infratores nenhum caso suspeito de coronavírus. "É a fundação em novos tempos", comemora Said.

A Fundação Renascer, presidida por Wellington Mangueira, não está inerte com relação a crise do coronavírus. Conseguiu o apoio do Tribunal de Justiça de Sergipe para liberação de uma verba para compra de material de higiene paras as unidades sócio educativas. Com isso, vai dispor de R$ 18.300,00 (recursos de penas alternativas) para prevenção e combate ao vírus.
O diretor administrativo e financeiro da Renascer, Said Schoucair, comemora a liberação desses recursos. Assim como as doações de álcool gel 70 por conta do bom relacionamento com a UFS e  com as Secretarias de Estado da Saúde e da Fazenda, e o fato de não haver nas cinco unidades de recolhimento dos menores infratores nenhum caso suspeito de coronavírus. "É a fundação em novos tempos", comemora Said.

 

No caminho certo

Na manhã de ontem o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) assinou novo decreto prorrogando até o próximo dia 17 de abril as medidas estabelecidas no primeiro decreto visando evitar a disseminação da pandemia do novo coronavírus em Aracaju.

O decreto mantém o fechamento das escolas, centro comercial, teatros, cinemas, casa de shows, entre outras atividades que aglomeram pessoas na capital.

Como o decreto anterior, que vence hoje, o novo decreto também mantém a redução da frota do transporte coletivo em 30%, durante a semana, e 50% aos fins de semana. Ele não trata das feiras livres que estão suspensas.

O próprio Edvaldo informou ontem que até o próximo dia 6 de abril adota novas medidas sobre as feiras livres.  Antecipa que irá reduzir a quantidade de feiras e barracas, estabelecendo que nelas sejam comercializadas, apenas,  gêneros alimentícios.

Esse novo decreto tem a mesma validade do último decreto baixado pelo governador Belivaldo Chagas (PSD), em 24 de março, estabelecendo a continuidade da suspensão das escolas e universidades; proibição de eventos, missas e cultos, excursões e entrada de novos hóspedes no setor hoteleiro; fechamento  do comércio, bares, restaurantes, academias, shoppings, salões de beleza, entre outros; circulação de transporte interestadual, público e privado; atracação de navio ou qualquer outra embarcação com origem em estados e países com circulação confirmada do coronavírus. E, ainda, o fechamento das repartições públicas estaduais que prestam serviços não essenci ais.

São essas medidas do prefeito e do governador, diferente da defendida pelo presidente Jair Bolsonaro, que estão fazendo com que não ocorra a propagação da pandemia em Sergipe. O quadro no estado e em Aracaju é de estabilidade, com o registro de 22 casos até o início da noite de ontem e nenhuma morte confirmada pelo coronavírus.

Que Edvaldo e Belivaldo continuem agindo dessa forma, que é a recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), por ser isolamento social a única maneira de conter a propagação do coronavírus, que já matou no mundo  mais de 35 mil pessoas e no Brasil 241 até  às 20h de ontem.

Tenho dito: a economia pode ser ressuscitada, uma vida não!

Vídeo nordestino 1

Os governadores do Nordeste continuam peitando o presidente Jair Bolsonaro na questão do isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus, uma vez que ele defende o fim desse isolamento. Produziram um vídeo mostrando as razões das medidas adotadas por para conter o vírus que, inclusive, foi publicado pelo governador Belivaldo Chagas (PSD) em seu instagram.

Vídeo nordestino 2

O vídeo diz o que o país deve escolher agora: a vida ou a economia? E responde: os dois. Mostra que um não vive sem o outro e que o mundo está mostrando isso. Cita Milão, na Itália, destacando que quando a cidade estava no mesmo estágio do coronavírus hoje no Brasil eles optaram por não fazerem o isolamento.

Vídeo nordestino 3

Destaca o vídeo: "Ao contrário, fizeram campanha de incentivo: Milão não pode parar. As pessoas foram às ruas. Depois de duas semanas a conta chegou,  com o coronavírus se espalhando de forma agressiva por toda região com milhares de mortes, independente de idade. Hoje, por lá, não tem ninguém contando o lucros. Só o governo contando os corpos. Na Itália, agora, a quarentena vai durar muito mais tempo e custar mais dinheiro.  Não respeitar o isolamento matou um número muito maior de pessoas e dizimou a economia".

Vídeo nordestino 4

Finaliza o vídeo dizendo que os governadores do Nordeste estão agora decidindo qual o caminho a seguir. "Podemos cometer o erro da Itália, Alemanha e Estados Unidos ou começar, desde já, o isolamento para salvar milhares de vida e a nossa economia ou voltar para as ruas e levar o Brasil ao colapso e as mortes. Nós preferimos manter as pessoas e a economia vivas, afinal, para quer manter a economia se não para o bem estar das pessoas?  Fique em casa".  

A briga continua 1

Bolsonaro não deixou por menos. Ontem, horas depois de fazer um discurso em que defendeu "união" e "cooperação",  compartilhou um vídeo fake news nas redes sociais com críticas aos governadores. O vídeo mostra um desabastecimento na Cea sa de Mi nas Gerais e pessoas dizendo que fome também mata e que a culpa do caos é dos governadores, porque o presidente da República está brigando incessantemente para que haja uma paralisação responsável. É colocado que os governadores buscam "ganhar nome e projeção política".

A briga continua 2

O próprio Bolsonaro chegou a postar no twitter: "Não é um desentendimento entre o presidente e alguns governadores e alguns prefeitos. São fatos e realidades que devem ser mostradas. Depois da destruição não interessa mostrar culpados".

Finalmente

Somente ontem no final da tarde o presidente Bolsonaro sancionou o projeto que garante auxílio emergencial de R$ 600,00 a trabalhadores informais e de R$ 1.200,00 para mães responsáveis pelo sustento da família. Mas ainda não estabeleceu quando esse dinheiro será pago aos beneficiados.

Cobrança 1

Os senadores de Sergipe Alessandro Vieira (Cidadania) e Rogério Carvalho (PT) criticaram muito o presidente pela demora na sansão do projeto aprovado na última segunda-feira pelo Senado. "Bolsonaro não entendeu ainda a gravidade da situação, o problema é que não tem mais tempo para ele entender. Temos um presidente despreparado, sem condições para liderar esse país. O povo está passando fome hoje! O que Bolsonaro está esperando para sancionar a renda básica emergencial?", chegou a declarar Rogério nessa quarta-feira.

Cobrança 2

Chegou a declarar Alessandro: "O presidente Bolsonaro escolheu não fazer a sanção imediata da lei do auxílio emergencial. Isso atrasa o atendimento aos que mais precisam e impede o CN de fazer correções e ampliações urgentes. É criminoso fazer economia com vidas. Pior ainda tentar transferir responsabilidades. Vão seguir mentindo para o povo e retardando o pagamento do auxílio emergencial até quando? As pessoas estão passando fome! Não falta lei nem dinheiro. Falta coragem, realismo e empatia com quem sofre. Adiante vamos retomar o ajuste fiscal, a hora é de salvar vidas".

Muito tumulto

Fecha amanhã a janela partidária para que vereadores que desejam trocar de partido para disputar a reeleição ou mandato de prefeito nas eleições deste ano deixem suas legendas sem o risco de perda do mandato por infidelidade partidária. Por conta disso, muitas conversas e reviravoltas nessa reta final.

Reviravolta no PDT 1

A coluna recebeu informações de que hoje o vereador Jason Neto, que é do PDT, e os vereadores Isac (PCdoB), Seu Marcos (PHS) e Anderson de Tuca (PRTB), que já estavam fechados para se filiarem ao PDT, vão conversar com o ex-deputado estadual Robson Viana (PSD). Vão discutir a filiação dos quatro no Pros, que tem o comando do ex-parlamentar.

Reviravolta no PDT 2

A razão de deixarem o PDT, que ainda é presidido em Aracaju por Jason Neto, é a filiação do vereador Vinícius Porto (ex-DEM), via conferência, ao partido sem uma conversa com eles. Nada pessoal contra Vinícius, que é o líder do prefeito na Câmara Municipal, mas contra a sua densidade eleitoral.

Acordo político

Desde o ano passado foi firmado um acordo entre os vereadores Jason Neto, Isac, Anderson de Tuca, Seu Marcos e Thiaguinho Batalha (MDB) visando o ingresso dos quatro no PDT.  Bateram o martelo que não aceitariam mais ninguém com mandato, para não inviabilizar a reeleição deles.

Outros caminhos

Agora Thiaguinho Batalha vai se filiar ao PSC e os outros quatros podem se filiar ao PROS, a depender da conversa hoje com Robson Viana, que tem seu nome cogitado para ser vice do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) junto com Jorginho Araújo (PSD), filho do ex-deputado estadual Jorge Araújo (PSD).

Confusão no PSC

Confusão também no PSC. Os pré-candidatos a vereador pelo partido não estão satisfeitos com a filiação à legenda dos vereadores Thiaguinho Batalha (PMB) e Carlito Alves (Republicanos). A chateação é em razão de Clóvis Silveira ter se comprometido que só filiaria a sigla um vereador com mandato, que é Fábio Meireles (Cidadania), e agora já são três com mandato.

Dificuldade

A coluna também tem informações de que o DEM comandado pelo deputado federal José Carlos Machado está com dificuldade de montar uma chapa competitiva de vereador em Aracaju, assim como o PSDB do ex-senador Eduardo Amorim e o PSB do ex-senador Valadares.   

Veja essa ...

Do presidente Bolsonaro em entrevista ontem ao "Brasil Urgente", da TV Bandeirantes, sobre o coronavírus: "O vírus é igual a uma chuva. Ela vem e você vai se molhar, mas não vai morrer afogado". "Tem essas pessoas mais fracas. Às vezes a pessoa vive pobre, fraca por natureza, dada a falta de uma alimentação mais adequada. Então essas pessoas são quem sofre mais."

Curtas

O ex-deputado estadual Fabiano Oliveira ainda está discutindo com familiares e agrupamento político qual partido se filiará para disputar mandato de vereador em Aracaju.

A coluna tem informações de que Robson Viana vai comandar a Secretaria Municipal da Juventude e Esporte. Indicará para o cargo de secretário o ex-presidente da Emsetur, Ariosvaldo Leite.  

Nesse período de quarentena do coronavírus a Câmara Municipal de Aracaju e a Assembleia Legislativa trabalham para realização de sessões plenárias on-line já a partir deste mês. No Congresso Nacional as sessões já estão ocorrendo, através de videoconferência.

Do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), após Bolsonaro compartilhar -e depois apagar- um vídeo com uma fake news sobre um suposto desabastecimento do Ceasa de Minas Gerais, menos de 12 horas depois de pedir um pacto nacional em pronunciamento ao país: "O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vai do céu ao inferno e do inferno ao céu em questão de horas".

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS