Governo do Estado monitora barragem do rio Poxim e descarta risco de rompimento

Geral


  • DESO DIZ QUE BARRAGEM NÃO PROVOCARÁ ALAGAMENTO, MAS PMA COMEÇA A REMOVER MORADORES DO LARGO APARECIDA

 

Desde o inicio das chuvas, na madrugada desta quarta-feira,o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e da Defesa Civil, monitora o barragem do Rio Poxim, que atende a Grande Aracaju. Os órgãos fiscalizadores descartam risco de rompimento.
No momento, a Barragem do Poxim está com 99 % de sua capacidade e deverá verter, como vem ocorrendo nos últimos anos.
Segundo a Deso, a Barragem do Poxim passa por constantes vistorias de auditores independentes que atestam sua integridade estrutural e que a mesma foi concebida para operar em períodos de chuvas e cheias, como o atual.
"Nossas barragens não apresentam risco de rompimentos e isso se dá pelo trabalho que o Governo vem realizando periodicamente de monitoramento e ações preventivas. Esse trabalho é continuo e fundamental, não apenas no período de fortes chuvas", explica o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Ubirajara Barreto. 
O Departamento de Defesa Civil do Estado emitiu recomendação para coordenações municipais de Defesa Civil da grande Aracaju para que as providências sejam tomadas no bairros Jabotina, na zona Sul da capital, Rosa Elze, em São Cristóvão, e Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro, caso os índices pluviométricos se intensifiquem.

Desde o inicio das chuvas, na madrugada desta quarta-feira,o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e da Defesa Civil, monitora o barragem do Rio Poxim, que atende a Grande Aracaju. Os órgãos fiscalizadores descartam risco de rompimento.No momento, a Barragem do Poxim está com 99 % de sua capacidade e deverá verter, como vem ocorrendo nos últimos anos.
Segundo a Deso, a Barragem do Poxim passa por constantes vistorias de auditores independentes que atestam sua integridade estrutural e que a mesma foi concebida para operar em períodos de chuvas e cheias, como o atual.
"Nossas barragens não apresentam risco de rompimentos e isso se dá pelo trabalho que o Governo vem realizando periodicamente de monitoramento e ações preventivas. Esse trabalho é continuo e fundamental, não apenas no período de fortes chuvas", explica o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Ubirajara Barreto. 
O Departamento de Defesa Civil do Estado emitiu recomendação para coordenações municipais de Defesa Civil da grande Aracaju para que as providências sejam tomadas no bairros Jabotina, na zona Sul da capital, Rosa Elze, em São Cristóvão, e Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro, caso os índices pluviométricos se intensifiquem.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS