Reunião com governador foi adiada

Esporte


  • Milton Dantas entregou oficio dirigido ao prefeito de Itabaiana

 

Givaldo Batista
Givaldobs@yahoo.com.br
O presidente da Fe
deração Sergipana 
de Futebol, Milton Dantas, está lutando junto com os presidentes de clube, na busca do retorno do futebol no estado de Sergipe. Esta semana eles já estiveram na prefeitura de Itabaiana, têm reunião com o prefeito de Frei Paulo ainda para esta semana e nesta quarta-feira o encontro seria com o com o governador Belivaldo Chagas. Segundo Milton Dantas, a reunião foi adiada para uma outra data. 
"Fui informado que o governador quer falar sobre o assunto, mas admite que o momento não é oportuno. O mundo atravessa o momento delicadoe ele só pretende falar sobre o retorno do futebol só no próximo mês", informou o presidente.
Milton Dantas disse ainda que aguarda um pronunciamento do prefeito Valmir de Francisquinho. "Lógico que ele vai ouvir seus assessores, para poder tomar uma decisão. Nos próximos dias visitaremos também o procurador Geral de Justiça, para termos um aval do Ministério Público Estadual (MPE) ", concluiu Milton Dantas.
Quanto ao governador Belivaldo Chagas, ele já deixou bem claro o seu posicionamento sobre o assunto. Em entrevista ao repórter Eron Ribeiro, Belivaldo adiantou que é contrário a volta do futebol sergipano nas atuais condições que o estado se encontra, apesar de estar aberto ao diálogo com o presidente da FSF.
- Conversaremos. Mas entendo que no caso específico daqui de Sergipe, claro que cada caso é um caso, eu não acredito que seja o melhor momento para falar em retomada do Campeonato Sergipano. Estamos com Aracaju crescendo cada vez mais o número de contaminados. Em Itabaiana também. E aí vamos pensar em Campeonato Sergipano agora? Não. Tenho muito respeito a Miltinho, respeito o futebol sergipano, mas acho que retomada do campeonato talvez seja mais prudente a gente pensar nisso a partir da segunda quinzena do mês de junho, desde que a gente tenha uma amostragem menor no número de casos- definiu o governador. Senãoa gente joga para o final de junho, depois bota para julho - definiu o governador.

Givaldo Batista

O presidente da Fe deração Sergipana  de Futebol, Milton Dantas, está lutando junto com os presidentes de clube, na busca do retorno do futebol no estado de Sergipe. Esta semana eles já estiveram na prefeitura de Itabaiana, têm reunião com o prefeito de Frei Paulo ainda para esta semana e nesta quarta-feira o encontro seria com o com o governador Belivaldo Chagas. Segundo Milton Dantas, a reunião foi adiada para uma outra data. 
"Fui informado que o governador quer falar sobre o assunto, mas admite que o momento não é oportuno. O mundo atravessa o momento delicadoe ele só pretende falar sobre o retorno do futebol só no próximo mês", informou o presidente.
Milton Dantas disse ainda que aguarda um pronunciamento do prefeito Valmir de Francisquinho. "Lógico que ele vai ouvir seus assessores, para poder tomar uma decisão. Nos próximos dias visitaremos também o procurador Geral de Justiça, para termos um aval do Ministério Público Estadual (MPE) ", concluiu Milton Dantas.
Quanto ao governador Belivaldo Chagas, ele já deixou bem claro o seu posicionamento sobre o assunto. Em entrevista ao repórter Eron Ribeiro, Belivaldo adiantou que é contrário a volta do futebol sergipano nas atuais condições que o estado se encontra, apesar de estar aberto ao diálogo com o presidente da FSF.
- Conversaremos. Mas entendo que no caso específico daqui de Sergipe, claro que cada caso é um caso, eu não acredito que seja o melhor momento para falar em retomada do Campeonato Sergipano. Estamos com Aracaju crescendo cada vez mais o número de contaminados. Em Itabaiana também. E aí vamos pensar em Campeonato Sergipano agora? Não. Tenho muito respeito a Miltinho, respeito o futebol sergipano, mas acho que retomada do campeonato talvez seja mais prudente a gente pensar nisso a partir da segunda quinzena do mês de junho, desde que a gente tenha uma amostragem menor no número de casos- definiu o governador. Senãoa gente joga para o final de junho, depois bota para julho - definiu o governador.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS