Sargento leva garrafada ao prender agressor de mulher em Lagarto

Cidades

 

Um sargento da Polí-
cia Militar ficou feri-
do na noite do último sábado, ao atender uma ocorrência de violência doméstica no povoado Colônia 13, em Lagarto (Centro-Sul). O militar, lotado no 7º Batalhão da PM, levou uma garrafada na cabeça ao tentar dominar um homem que foi flagrado espancando a própria irmã, durante uma briga na casa da vítima. O agressor foi preso em flagrante e o policial foi socorrido ao Hospital Universitário de Lagarto (HUL).
A equipe do 7º BPM foi acionada por vizinhos que ouviram gritos de uma casa no povoado e constataram que uma jovem estava sendo agredida. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram os envolvidos e viram que, mesmo com a presença deles, o criminoso continuou batendo na vítima. O sargento, então, deu-lhe voz de prisão e tentou algemá-lo, mas acabou surpreendido pelo agressor, que derrubou o PM no chão, armou-se com uma garrafa e quebrou-a na cabeça dele, provocando um profundo corte no couro cabeludo da vítima. 
O espancador ainda tentou fugir, mas foi derrubado pelo outro policial e algemado, antes de ser levado para a Delegacia Regional de Lagarto. Ele irá responder por dois crimes: violência doméstica (contra a irmã) e tentativa de homicídio (contra o sargento), podendo ser condenado a até 20 anos de cadeia. O sargento, por sua vez, foi atendido primeiro pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e ao ser levado ao HUL, passou por uma cirurgia de sutura e recebeu sete pontos na cabeça, que teve que ser parcialmente raspada. O policial passa bem e foi liberado na manhã seguinte.  

Um sargento da Polí- cia Militar ficou feri- do na noite do último sábado, ao atender uma ocorrência de violência doméstica no povoado Colônia 13, em Lagarto (Centro-Sul). O militar, lotado no 7º Batalhão da PM, levou uma garrafada na cabeça ao tentar dominar um homem que foi flagrado espancando a própria irmã, durante uma briga na casa da vítima. O agressor foi preso em flagrante e o policial foi socorrido ao Hospital Universitário de Lagarto (HUL).
A equipe do 7º BPM foi acionada por vizinhos que ouviram gritos de uma casa no povoado e constataram que uma jovem estava sendo agredida. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram os envolvidos e viram que, mesmo com a presença deles, o criminoso continuou batendo na vítima. O sargento, então, deu-lhe voz de prisão e tentou algemá-lo, mas acabou surpreendido pelo agressor, que derrubou o PM no chão, armou-se com uma garrafa e quebrou-a na cabeça dele, provocando um profundo corte no couro cabeludo da vítima. 
O espancador ainda tentou fugir, mas foi derrubado pelo outro policial e algemado, antes de ser levado para a Delegacia Regional de Lagarto. Ele irá responder por dois crimes: violência doméstica (contra a irmã) e tentativa de homicídio (contra o sargento), podendo ser condenado a até 20 anos de cadeia. O sargento, por sua vez, foi atendido primeiro pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e ao ser levado ao HUL, passou por uma cirurgia de sutura e recebeu sete pontos na cabeça, que teve que ser parcialmente raspada. O policial passa bem e foi liberado na manhã seguinte.  

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS