Prefeito de São Cristóvão visita obras e cobra celeridade às construtoras

Geral


  • O prefeito Marcos Santana inspeciona obras em São Cristóvão

  • MARCOS SANTANA DURANTE INSPEÇÃO DE OBRAS

 

O prefeito Marcos 
Santana esteve, na 
manhã dessa quarta-feira (8), visitando uma série de obras em andamento no município. Acompanhado de técnicos da secretaria municipal de Infraestrutura, ele aproveitou para cobrar celeridade nas obras que mais impactam a vida do cidadão sancristovense.
Durante a visita, o prefeito esclareceu que há muitas obras sendo executadas no município, além de algumas ordem de serviço já assinadas, mas que ainda há muito a fazer. "Precisamos e queremos fazer muito mais, porém existem barreiras orçamentárias, burocráticas e até legais. Dentro do possível e seguindo toda a legislação, vamos nos empenhar a fazer  mais ainda", explica Santana. 
A primeira obra a ser visitada foi a da Rua A do bairro Madre Paulina. Lá o prefeito solicitou que, após o término da obra do primeiro trecho da rua, seja feito o paisagismo de um dos lados da rua, com plantação de árvores, colocação de grama e bancos.
A topografia para fazer o projeto das obras na continuação da rua A e nas ruas B, D e E já foi realizada. A próxima etapa, após os projetos prontos, é a licitação das obras.
Rosa Elze - Na Rua Elpídio Batista Neri no bairro Rosa Elze, que antes não tinha nenhuma pavimentação, foi constatado que a obra está adiantada, com quase 50% dela concluída, e dentro de poucos dias uma nova equipe já inicia os trabalhos na Rua Vereador José Gomes, no mesmo bairro.
No novo pórtico da divisa do município de Aracaju com o de São Cristóvão, os operários já estão retirando a estrutura de madeira usada na concretagem. A próxima etapa é de acabamento com a colocação de granito, granito cerâmico e a pintura. O prefeito pediu cuidado e atenção com a iluminação e com o letreiro informativo.
Rosa do Oeste - A pavimentação da Rua R2 do Loteamento Rosa Oeste, que é a espinha dorsal do loteamento, está com 30% das obras concluídas. O morador Cosme Soares elogiou o trabalho que vem sendo feito no local. "O povo gosta que se faça o que os outros não fizeram, está é a realidade da vida. Agora o município está olhando por nós", destacou.
Tijuquinha - As obras no Tijuquinha são estruturantes e já mudaram completamente a paisagem do bairro. Ao mesmo tempo que algumas ruas estão com a pavimentação a ser concluída, outras já estão na fase de drenagem e escoamento de águas.
Marcos Santana aproveitou a oportunidade para visitar o Centro de Saúde Antônio Florêncio de Matos e conversou rapidamente com a equipe sobre o trabalho desenvolvido lá. A unidade está realizando, apenas, atendimento de urgência por conta da pandemia do coronavírus. 
Ponte de Camboatá - Outra obra visitada pelo prefeito foi da ponte do Camboatá. Neste momento os operários estão tirando a estrutura de madeira colocada para a concretagem. Ainda essa semana começam a chegar as caçambas com a areia para a terraplanagem de uma das cabeçeiras, além do material para os gabiões.
Problemas com duas empresas vencedoras da licitação atrasaram a obra, mas agora as etapas estão sendo concluídas como esperado. "As placas de neoprene que servem para amortecer a construção quando da passagem de veículos já estão no local, agora vamos iniciar o trabalho nas cabeçeiras e concluir a obra", diz Vicente Maia, diretor de obras da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra). 
Alto da Divineia - A última visita do prefeito foi na obra da Rua Valdir de Matos no Alto da Divineia. Lá foi concluído que as obras tem andado num ritmo lento e que ainda falta muito a ser feito. A topografia da rua é uma dificuldade para a conclusão das obras, precisando de muito empenho da engenharia. A distribuição de água e o escoamento e drenagem são outros problemas que precisam ser tratados com muito cuidado. Tudo isso faz com que a obra não ande num ritmo satisfatório. Marcos Santana se disse preocupado: "não estou vendo uma solução no curto prazo porque os problemas de engenharia são muito grandes".
O prefeito Marcos Santana disse que algumas obras estão atrasadas, mas que em outras sente que há uma resposta positiva.  "Principalmente no Tijuquinha que eu estava preocupado. Percebi que há uma resposta bastante positiva da população, mesmo de quem ainda não está beneficiado. No Rosa Elze também", analisa o prefeito.
No último mês de junho o prefeito assinou a ordem de serviço para pavimentação de 15 ruas no bairro.

O prefeito Marcos  Santana esteve, na  manhã dessa quarta-feira (8), visitando uma série de obras em andamento no município. Acompanhado de técnicos da secretaria municipal de Infraestrutura, ele aproveitou para cobrar celeridade nas obras que mais impactam a vida do cidadão sancristovense.
Durante a visita, o prefeito esclareceu que há muitas obras sendo executadas no município, além de algumas ordem de serviço já assinadas, mas que ainda há muito a fazer. "Precisamos e queremos fazer muito mais, porém existem barreiras orçamentárias, burocráticas e até legais. Dentro do possível e seguindo toda a legislação, vamos nos empenhar a fazer  mais ainda", explica Santana. 
A primeira obra a ser visitada foi a da Rua A do bairro Madre Paulina. Lá o prefeito solicitou que, após o término da obra do primeiro trecho da rua, seja feito o paisagismo de um dos lados da rua, com plantação de árvores, colocação de grama e bancos.
A topografia para fazer o projeto das obras na continuação da rua A e nas ruas B, D e E já foi realizada. A próxima etapa, após os projetos prontos, é a licitação das obras.

Rosa Elze - Na Rua Elpídio Batista Neri no bairro Rosa Elze, que antes não tinha nenhuma pavimentação, foi constatado que a obra está adiantada, com quase 50% dela concluída, e dentro de poucos dias uma nova equipe já inicia os trabalhos na Rua Vereador José Gomes, no mesmo bairro.
No novo pórtico da divisa do município de Aracaju com o de São Cristóvão, os operários já estão retirando a estrutura de madeira usada na concretagem. A próxima etapa é de acabamento com a colocação de granito, granito cerâmico e a pintura. O prefeito pediu cuidado e atenção com a iluminação e com o letreiro informativo.

Rosa do Oeste - A pavimentação da Rua R2 do Loteamento Rosa Oeste, que é a espinha dorsal do loteamento, está com 30% das obras concluídas. O morador Cosme Soares elogiou o trabalho que vem sendo feito no local. "O povo gosta que se faça o que os outros não fizeram, está é a realidade da vida. Agora o município está olhando por nós", destacou.

Tijuquinha - As obras no Tijuquinha são estruturantes e já mudaram completamente a paisagem do bairro. Ao mesmo tempo que algumas ruas estão com a pavimentação a ser concluída, outras já estão na fase de drenagem e escoamento de águas.
Marcos Santana aproveitou a oportunidade para visitar o Centro de Saúde Antônio Florêncio de Matos e conversou rapidamente com a equipe sobre o trabalho desenvolvido lá. A unidade está realizando, apenas, atendimento de urgência por conta da pandemia do coronavírus. 

Ponte de Camboatá - Outra obra visitada pelo prefeito foi da ponte do Camboatá. Neste momento os operários estão tirando a estrutura de madeira colocada para a concretagem. Ainda essa semana começam a chegar as caçambas com a areia para a terraplanagem de uma das cabeçeiras, além do material para os gabiões.
Problemas com duas empresas vencedoras da licitação atrasaram a obra, mas agora as etapas estão sendo concluídas como esperado. "As placas de neoprene que servem para amortecer a construção quando da passagem de veículos já estão no local, agora vamos iniciar o trabalho nas cabeçeiras e concluir a obra", diz Vicente Maia, diretor de obras da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra). 

Alto da Divineia - A última visita do prefeito foi na obra da Rua Valdir de Matos no Alto da Divineia. Lá foi concluído que as obras tem andado num ritmo lento e que ainda falta muito a ser feito. A topografia da rua é uma dificuldade para a conclusão das obras, precisando de muito empenho da engenharia. A distribuição de água e o escoamento e drenagem são outros problemas que precisam ser tratados com muito cuidado. Tudo isso faz com que a obra não ande num ritmo satisfatório. Marcos Santana se disse preocupado: "não estou vendo uma solução no curto prazo porque os problemas de engenharia são muito grandes".
O prefeito Marcos Santana disse que algumas obras estão atrasadas, mas que em outras sente que há uma resposta positiva.  "Principalmente no Tijuquinha que eu estava preocupado. Percebi que há uma resposta bastante positiva da população, mesmo de quem ainda não está beneficiado. No Rosa Elze também", analisa o prefeito.
No último mês de junho o prefeito assinou a ordem de serviço para pavimentação de 15 ruas no bairro.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS