População do Bugio recebe mutirão de combate ao Aedes aegypti

Geral


  • Mutirão contra a dengue foi realizado no Conjunto Bugio

 

População do Bugio recebe mutirão de combate ao Aedes aegypti
Mesmo com a pandemia do novo coronavírus, as ações de combate ao Aedes aegypti na capital, seguem sendo desenvolvidas. Neste sábado, a Prefeitura de Aracaju realizou o mutirão de ações de combate ao mosquito no bairro Bugio, o ponto de partida da equipe foi a Unidade Básica de Saúde (UBS) Fernando Sampaio.
A ação precisou ser adaptada, se antes os agentes municipais de endemias entravam nas residências para identificar e eliminar possíveis focos do mosquito, hoje esse trabalho depende muito mais da própria população. A ação contou com apoio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e da Secretaria do Meio Ambiente. 
De acordo com o gerente do Programa de Controle do Aedes aegypti da SMS, Jeferson Santana, diante da nova realidade de distanciamento social, o trabalho dos agentes de endemias no combate ao Aedes aegypti foi modificado. 
Dados - A escolha do Bugio foi de acordo com o levantamento dos casos notificados por bairro. O Bugio apresenta o total de 57 casos notificados de dengue, 21 casos de chikungunya, e nenhum de zika. Dessa forma, as ações desenvolvidas se tornam mais necessárias, e o apoio da população é fundamental
Os serviços constantes de limpeza do bairro realizados pela Prefeitura também foram intensificados nesta manhã. Os agentes da Emsurb contribuíram no combate ao Aedes através da roçagem, capinação, varrição e coleta de materiais descartados irregularmente. 

Mesmo com a pandemia do novo coronavírus, as ações de combate ao Aedes aegypti na capital, seguem sendo desenvolvidas. Neste sábado, a Prefeitura de Aracaju realizou o mutirão de ações de combate ao mosquito no bairro Bugio, o ponto de partida da equipe foi a Unidade Básica de Saúde (UBS) Fernando Sampaio.
A ação precisou ser adaptada, se antes os agentes municipais de endemias entravam nas residências para identificar e eliminar possíveis focos do mosquito, hoje esse trabalho depende muito mais da própria população. A ação contou com apoio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) e da Secretaria do Meio Ambiente. De acordo com o gerente do Programa de Controle do Aedes aegypti da SMS, Jeferson Santana, diante da nova realidade de distanciamento social, o trabalho dos agentes de endemias no combate ao Aedes aegypti foi modificado. 

Dados - A escolha do Bugio foi de acordo com o levantamento dos casos notificados por bairro. O Bugio apresenta o total de 57 casos notificados de dengue, 21 casos de chikungunya, e nenhum de zika. Dessa forma, as ações desenvolvidas se tornam mais necessárias, e o apoio da população é fundamental
Os serviços constantes de limpeza do bairro realizados pela Prefeitura também foram intensificados nesta manhã. Os agentes da Emsurb contribuíram no combate ao Aedes através da roçagem, capinação, varrição e coleta de materiais descartados irregularmente. 

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS