Lula Ribeiro homenageia Luiz Melodia

Geral


  • Música popular de primeira grandeza

 

O Projeto "Lula Ribei-
ro convida", agora 
está também no Instagram, onde o cantor e compositor Lula Ribeiro, se apresenta em uma Live toda sexta-feira, a partir das 19h, sempre com um convidado especial. 
No show, Lula Ribeiro fará uma homenagem a Luiz Melodia, pelo terceiro ano da sua morte, interpretando músicas como: Magrelinha, Congênito, Pérola Negra, entre outras, e receberá o músico Renato Piau, que acompanhou e foi o grande parceiro do Melodia, e a bailarina Paula Davis, promovendo o encontro da música com a dança. 
Nas próximas semanas, Lula terá sempre um convidado da música e um outro da dança. Nessa sexta, dia 07 de agosto, as participações serão do músico Renato Piau e da bailarina Paula Davis, que dançará uma canção do Lula.
Nessa versão do Projeto apresentada desde abril, durante a quarentena, o Lula já contou com as participações dos amigos Kleiton Ramil, Marco Lobo, Zé Renato, Zeca Baleiro, Flavio Venturini, Celso Fonseca, João Suplicy, João Ventura, Claudio Nucci, Samba do Arnesto, Titane, Paula Santoro, entre outros.
O show é uma celebração musical, para o público vivenciar do aconchego dos seus lares, o momento especial da carreira desse artista sergipano, radicado há 34 anos nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.
Pérola negra - Nascido no Morro do Estácio, na zona central do Rio, em janeiro de 1951, Luiz Carlos dos Santos era filho do sambista Oswaldo Melodia e começou a carreira musical em 1964, quando formou a banda Os Instantâneos, ao lado dos amigos Manoel, Nazareno e Mizinho.
Tocando no morro, foi descoberto pelo poeta Wally Salomão, que o apresentou à cantora Gal Costa. Ela gravou a música 'Pérola Negra', de Melodia, no disco 'Gal a Todo Vapor', de 1972. Depois, Maria Bethania gravou 'Estácio, Holly Estácio' e Melodia lançou o primeiro disco, 'Pérola Negra', em 1973.
Entre as canções de sucesso de uma consolidada carreira no Brasil e no exterior, estão também Codinome Beija-Flor, Negro Gato, Juventude Transviada e Ébano. Em mais de 40 anos de carreira, gravou 16 discos e teve participação em trilhas sonoras de 15 novelas ou minisséries.
Em 2017, quando já lutava contra o câncer, Luiz Melodia lançou 'Zerima', seu último álbum. Fechou com chave de ouro uma carreira marcada por melodias, canções e poesia. Sua voz mansa, sua cadência musical e sua paixão pela música  o tornou referência da música brasileira no Brasil e no mundo.

O Projeto "Lula Ribei- ro convida", agora  está também no Instagram, onde o cantor e compositor Lula Ribeiro, se apresenta em uma Live toda sexta-feira, a partir das 19h, sempre com um convidado especial. 
No show, Lula Ribeiro fará uma homenagem a Luiz Melodia, pelo terceiro ano da sua morte, interpretando músicas como: Magrelinha, Congênito, Pérola Negra, entre outras, e receberá o músico Renato Piau, que acompanhou e foi o grande parceiro do Melodia, e a bailarina Paula Davis, promovendo o encontro da música com a dança. 
Nas próximas semanas, Lula terá sempre um convidado da música e um outro da dança. Nessa sexta, dia 07 de agosto, as participações serão do músico Renato Piau e da bailarina Paula Davis, que dançará uma canção do Lula.
Nessa versão do Projeto apresentada desde abril, durante a quarentena, o Lula já contou com as participações dos amigos Kleiton Ramil, Marco Lobo, Zé Renato, Zeca Baleiro, Flavio Venturini, Celso Fonseca, João Suplicy, João Ventura, Claudio Nucci, Samba do Arnesto, Titane, Paula Santoro, entre outros.
O show é uma celebração musical, para o público vivenciar do aconchego dos seus lares, o momento especial da carreira desse artista sergipano, radicado há 34 anos nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Pérola negra - Nascido no Morro do Estácio, na zona central do Rio, em janeiro de 1951, Luiz Carlos dos Santos era filho do sambista Oswaldo Melodia e começou a carreira musical em 1964, quando formou a banda Os Instantâneos, ao lado dos amigos Manoel, Nazareno e Mizinho.
Tocando no morro, foi descoberto pelo poeta Wally Salomão, que o apresentou à cantora Gal Costa. Ela gravou a música 'Pérola Negra', de Melodia, no disco 'Gal a Todo Vapor', de 1972. Depois, Maria Bethania gravou 'Estácio, Holly Estácio' e Melodia lançou o primeiro disco, 'Pérola Negra', em 1973.
Entre as canções de sucesso de uma consolidada carreira no Brasil e no exterior, estão também Codinome Beija-Flor, Negro Gato, Juventude Transviada e Ébano. Em mais de 40 anos de carreira, gravou 16 discos e teve participação em trilhas sonoras de 15 novelas ou minisséries.
Em 2017, quando já lutava contra o câncer, Luiz Melodia lançou 'Zerima', seu último álbum. Fechou com chave de ouro uma carreira marcada por melodias, canções e poesia. Sua voz mansa, sua cadência musical e sua paixão pela música  o tornou referência da música brasileira no Brasil e no mundo.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS