Home wedding é a apostade casais querem celebrar a união no isolamento

Variedades


 

Home wedding é a aposta
de casais querem celebrar a união no isolamento
Casamentos, formaturas, viagens. A pandemia causada pelo novo coronavírus colocou em segundo plano muitos momentos especiais planejados há muito tempo. O cenário, porém, fez crescer a busca por modalidades alternativas de comemoração, como os drive-in e os chamados Home Wedding, na tradução, "casamento em casa".
Caracterizado por uma celebração com poucos convidados, esse tipo de evento tem aumentado a demanda do jovem celebrante Marco Aurélio, famoso nas redes sociais por seus discursos de casamento. "Essa é uma opção que já vinha ganhando força, principalmente entre noivas minimalistas. O cenário apenas fez com que as pessoas readaptassem a celebração para esse novo momento", comenta.
Se os amigos e familiares não podem estar presentes, o carinho e afago vem por meio das palavras. "Nos discursos de casamento a história daquele casal já é o centro. No contexto pandêmico, a união dos dois e o momento se torna ainda mais importante, pois ressignifica. Não é mais 'o dia seria nosso casamento', e sim 'o dia em que nos unimos em nosso íntimo' e é isso que tento trazer ao realizar os casamentos nesse momento", conta o celebrante que faz mais de 100 casamentos por ano.
No caso do administrador Diego Sarmento, 33, e a empresária Jéssica Fernandes, 28, já havia data marcada para a festa de casamento: 16 de maio. Com a pandemia, os planos tiveram que ser alterados - ao invés de uma comemoração lotada de amigos e parentes, uma cerimônia simples e de apenas quatro pessoas foi opção do casal.
O empresário Diego conta que o momento da quarentena estava muito difícil e eles optaram pelo serviço para ressignificar o dia. "Era muito triste, para nós, ter que postergar o casamento e repensar todos os planos. A cerimônia civil foi uma maneira de conseguirmos sair um pouco dessa bolha e ter um momento de felicidade para sacramentar nossa união", canta.

Casamentos, formaturas, viagens. A pandemia causada pelo novo coronavírus colocou em segundo plano muitos momentos especiais planejados há muito tempo. O cenário, porém, fez crescer a busca por modalidades alternativas de comemoração, como os drive-in e os chamados Home Wedding, na tradução, "casamento em casa".
Caracterizado por uma celebração com poucos convidados, esse tipo de evento tem aumentado a demanda do jovem celebrante Marco Aurélio, famoso nas redes sociais por seus discursos de casamento. "Essa é uma opção que já vinha ganhando força, principalmente entre noivas minimalistas. O cenário apenas fez com que as pessoas readaptassem a celebração para esse novo momento", comenta.
Se os amigos e familiares não podem estar presentes, o carinho e afago vem por meio das palavras. "Nos discursos de casamento a história daquele casal já é o centro. No contexto pandêmico, a união dos dois e o momento se torna ainda mais importante, pois ressignifica. Não é mais 'o dia seria nosso casamento', e sim 'o dia em que nos unimos em nosso íntimo' e é isso que tento trazer ao realizar os casamentos nesse momento", conta o celebrante que faz mais de 100 casamentos por ano.
No caso do administrador Diego Sarmento, 33, e a empresária Jéssica Fernandes, 28, já havia data marcada para a festa de casamento: 16 de maio. Com a pandemia, os planos tiveram que ser alterados - ao invés de uma comemoração lotada de amigos e parentes, uma cerimônia simples e de apenas quatro pessoas foi opção do casal.
O empresário Diego conta que o momento da quarentena estava muito difícil e eles optaram pelo serviço para ressignificar o dia. "Era muito triste, para nós, ter que postergar o casamento e repensar todos os planos. A cerimônia civil foi uma maneira de conseguirmos sair um pouco dessa bolha e ter um momento de felicidade para sacramentar nossa união", canta.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS