Morre aos 69 anos o cerimonialista Almir Garcez

Geral


  • Almir Garcez era professor e cerimonialista

 

Morre aos 69 anos o cerimonialista Almir Garcez
Morreu na manhã deste sábado, aos 69 anos, o professor e cerimonialista Almir Andrade Garcez, que era chefe de cerimonial da Secretaria de Estado da Educação, Esporte e Cultura (Seduc). Ele foi internado há 25 dias em um hospital de Aracaju, com sintomas da covid-19. Segundo informações da família, ele chegou a ser curado da doença e receber alta, mas sofreu complicações posteriores em seu quadro de saúde e uma delas veio a provocar sua morte. 
Almir era odontólogo de formação, mas atuou principalmente como professor, cerimonialista e servidor da Seduc. Ao todo, foram mais de 40 anos de carreira na Educação Estadual. Por muitos anos, ele foi coordenador das festividades oficiais da Semana da Pátria, que incluem o tradicional Desfile Cívico-Militar da Avenida Barão de Maruim, realizado no feriado de 7 de setembro,  e, atualmente, atuava como chefe do cerimonial da Secretaria. 
"Ao longo da sua trajetória profissional Almir contribuiu, com maestria, na formação da identidade dos sergipanos através do seu profissionalismo na condução de eventos, em especial, nos inúmeros desfiles cívicos que coordenou", diz a Seduc, ao lamentar a morte do servidor, em nota oficial. O velório aconteceu por todo o sábado no Velatório Osaf, no Centro, e o corpo foi sepultado ao fim da tarde no Cemitério Colina da Saudade, no Santa Lúcia (zona oeste).

Morreu na manhã deste sábado, aos 69 anos, o professor e cerimonialista Almir Andrade Garcez, que era chefe de cerimonial da Secretaria de Estado da Educação, Esporte e Cultura (Seduc). Ele foi internado há 25 dias em um hospital de Aracaju, com sintomas da covid-19. Segundo informações da família, ele chegou a ser curado da doença e receber alta, mas sofreu complicações posteriores em seu quadro de saúde e uma delas veio a provocar sua morte. 
Almir era odontólogo de formação, mas atuou principalmente como professor, cerimonialista e servidor da Seduc. Ao todo, foram mais de 40 anos de carreira na Educação Estadual. Por muitos anos, ele foi coordenador das festividades oficiais da Semana da Pátria, que incluem o tradicional Desfile Cívico-Militar da Avenida Barão de Maruim, realizado no feriado de 7 de setembro,  e, atualmente, atuava como chefe do cerimonial da Secretaria. 
"Ao longo da sua trajetória profissional Almir contribuiu, com maestria, na formação da identidade dos sergipanos através do seu profissionalismo na condução de eventos, em especial, nos inúmeros desfiles cívicos que coordenou", diz a Seduc, ao lamentar a morte do servidor, em nota oficial. O velório aconteceu por todo o sábado no Velatório Osaf, no Centro, e o corpo foi sepultado ao fim da tarde no Cemitério Colina da Saudade, no Santa Lúcia (zona oeste).

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS