Ministério da Justiça demarca terras indígenas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/04/2013 às 15:48:00

Agência Brasil

Brasília - O Ministério da Justiça publicou ontem (22), no Diário Oficial da União, portarias para a demarcação de três terras indígenas: Tremembé de Queimadas, no município de Acaraú, no Ceará, do povo tremembé, com 767 hectares; Cué Cué Marabitanas, no município de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, dos povos baré, baniwa, warekena, desano, tukano, kuripako, tariana, pira-tapuya e tuyuka, com 808 mil hectares; e Guanabara, no município de Benjamin Constant, também no Amazonas, do povo kokama, com mais de 15 mil hectares.

As portarias foram assinadas pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante cerimônia na última sexta-feira (19), que reuniu os ministros do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário; a presidenta da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marta Azevedo e índios de várias etnias.