Call Center vai atender clientes da Claro e NET

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/05/2013 às 11:13:00

Milton Alves Júnior

Na tentativa de qualificar o serviço de atendimento ao consumidor (SAC), as empresas Claro e NET inauguraram na última quinta-feira, 02, em Aracaju, o primeiro call center do estado de Sergipe, operada pela empresa italiana Almaviva. Promovendo a contratação de mais de quatro mil profissionais, a meta das empresas junto com o Governo do Estado é aquecer a economia local e aumentar o número de clientes.

Com um progresso superior a 30% em um ano, atualmente a Claro possui 400 mil clientes, cinco mil pontos de venda e tem como meta para 2013 alcançar 160 mil residências em Aracaju com o serviço da NET.

Em entrevista coletiva concedida na manhã de ontem, Altivo Oliveira, diretor nacional de atendimento, disse que uma conversa informal com o governador Marcelo Déda foi essencial para a criação dos novos empregos. "Estávamos em um evento na Itália quando Déda disse estar interessado em instalar um call center em Aracaju. O debate fluiu positivamente e em menos de oito meses apresentamos o projeto completo e construímos esse espaço", disse. Questionado sobre o vasto número de reclamações, o gestor afirmou que a expectativa é que o número de queixas caia.

Segundo dados da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/SE), as empresas de telefonia e internet lideram o ranking de reclamações. Para Altivo, as novas contratações irão contribuir para que a empresa registre um menor número de queixas. "Não desejamos apenas reduzir as reclamações, e sim acabar com elas. O trabalho de qualificação do nosso call center está sendo realizado frequentemente desde o ano passado com o propósito de alcançar a excelência, e nós vamos conseguir", pontuou.

Satisfeito com a mão de obra encontrada, o grupo empresarial italiano disse que Aracaju é uma cidade universitária e proporciona bons resultados. Essa foi a avaliação feita por Roberto Afonso Ribeiro e Celso Tonet, diretor comercial da empresa Almaviva, e diretor de call center da NET, respectivamente.

Entre os funcionários já contratados, mais de 40% fazem parte do programa federal que ajuda aos jovens a conquistar o primeiro emprego. "Assim que viemos a Aracaju para conversar com o governador e o secretário Saumínio Nascimento, percebemos que os jovens estão concluindo o ensino médio ou estudando um curso de graduação. Isso é bom para nós, e claro, para Sergipe", afirmou Tonet.

A fim de promover um treinamento específico antes de o funcionário iniciar as devidas atividades, o grupo disponibiliza um intensivo curso de aperfeiçoamento de postura institucional e vocal. "O fato de o cidadão possuir um sotaque carregado não quer dizer que este não seja do nosso perfil. Muito pelo contrario, desejamos que ele acima de tudo saiba atender bem o cliente. O sorriso na voz é a nossa obrigação", declarou Dax Oliveira, diretor regional da Claro Bahia/Sergipe.