Gastos com pessoal atingem mais de 63% em São Cristóvão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/05/2013 às 11:18:00

Apesar de ter nomeado apenas 20% dos Cargos Comissionados para auxiliar na condução da máquina administrativa, e já ter realizado vários cortes de gratificações em todas as áreas, a prefeita de São Cristóvão, Rivanda Batalha, vai precisar reduzir parte de seu quadro funcional para diminuir ainda mais os gastos.

A medida, segundo a prefeita, será tomada porque o montante utilizado para pagamento de pessoal ainda ultrapassa o limite prudencial de 51,3%, chegando a 63,7%. Ou seja, dos R$ 6,4 milhões arrecadados pela prefeitura de São Cristóvão, R$ 4 milhões e 30 mil são destinados para a liquidação da folha. "Uma herança maldita da administração passada", pontua ela.

A reforma administrativa, que prevê ainda a extinção de algumas Secretarias e Assessorias, acontecerá na próxima semana, com o envio de projeto à Câmara Municipal de Vereadores. A prefeita se reuniu com todo secretariado e assessores no feriado de 1º maio - Dia do Trabalho - e em longa conversa transmitiu as medidas que adotará para enxugar a folha de pessoal.
"Vamos ter que fazer adequações com base na realidade financeira do município e para isso, infelizmente, teremos que reduzir as funções gratificadas. É a única maneira de evitar possíveis demissões dos servidores estáveis e não estáveis. Compatibilizaremos receita com despesa para, enfim, realizar mais ações em prol dos sancristovenses", explica Rivanda Batalha.