Monitorado por equipe médica, Netinho chega a hospital em SP

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O cantor Netinho foi transferido para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo
O cantor Netinho foi transferido para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/05/2013 às 01:05:00

O cantor Netinho foi transferido do Hospital Aliança, em Salvador, para o Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (10) por um jatinho adaptado. "A transferência foi um sucesso! Netinho já se encontra no Hospital Sírio Libanês em São Paulo aos cuidados do Dr. Roberto Kalil e sua equipe", informou a assessoria do cantor, que também agradeceu o carinho e orações dos fãs.

Apenas depois da realização de exames para determinar seu estado de saúde é que o hospital divulgará o primeiro boletim médico do cantor em São Paulo. Segundo a assessoria de Netinho, seu estado de saúde permanece grave.

No dia 18 de abril, Netinho foi internado em Salvador com psoíte (inflamação do músculo psoas), após sentir fortes dores na coxa durante um ensaio com a banda, e foi liberado no dia seguinte. No entanto, as fortes dores passaram para o abdômen e foi constatado que uma artéria havia estourado. Netinho passou por uma cirurgia no dia 24, na qual foi descoberto um tumor benigno no fígado, chamado de adenoma hepático.
No dia 5 de maio, ele precisou passar por uma drenagem cirúrgica para remover um abscesso, que apareceu no fígado, provavelmente causado por uma bactéria. Desde então, permaneceu na UTI em estado considerado grave e respirando com a ajuda de aparelhos.

De acordo com o boletim divulgado na quinta pela assessoria do cantor, ele dará "continuidade ao tratamento a que vinha sendo submetido na capital baiana e ficará sob os cuidados da equipe do Dr. Roberto Kalil", médico pessoal da presidente Dilma Rousseff. A equipe do cardiologista foi a Salvador para avaliar o estado de saúde do cantor antes da transferência para São Paulo.

A nota diz que o quadro clínico do paciente se manteve estável, apesar da gravidade. Ainda na quinta-feira, a assessora Cris Freire afirmou ao UOL que Netinho continuava respirando com a ajuda de aparelhos na UTI, apesar de apresentar melhoras.
"A melhora foi em taxas de enzimas do fígado e também de todo o organismo. Segundo os médicos, há uma melhora gradativa", disse a assessora na quarta-feira.