Parque dos Atletas ainda abriga exposição e atividades sobre desenvolvimento sustentável

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/06/2012 às 14:35:00

Paulo Virgilio
Agência Brasil

Rio de Janeiro - Mesmo com o encerramento, sexta-feira (22), da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, o público ainda pode visitar, neste fim de semana, o Parque dos Atletas, vizinho ao Riocentro, que sediou por dez dias a reunião da ONU. Com entrada gratuita, das 10h às 20h, o visitante tem a chance de conhecer um pouco mais sobre o desenvolvimento sustentável, percorrendo os 44 pavilhões de mais de 50 países, estados e cidades brasileiras, de empresas, órgãos públicos, organizações não governamentais e agências das Nações Unidas.
De acordo com a assessoria de imprensa do Parque dos Atletas, a previsão é que se mantenha nestes dois dias depois da conferência a mesma média de público que o espaço recebeu desde o dia 13 - cerca de 12 mil pessoas diariamente. O balanço parcial soma 140 mil visitantes. A liberação do estacionamento do Riocentro, que esteve fechado durante os dez dias da Rio+20, facilita o acesso ao vizinho Parque dos Atletas, já que o centro de convenções oferece 7 mil vagas para carros.
 
Atrações - A exibição, em sessões contínuas, do filme O Paraíso Perdido da África, no pavilhão da Rio Convention, é uma atração especial do fim de semana no Parque dos Atletas. O filme aborda o projeto de restauração de uma área ambiental de 4 mil quilômetros quadrados em Moçambique, o Parque Gorongosa, notável pela riqueza de sua fauna.
Um dos estandes empresariais que mais têm despertado o interesse do público desde a abertura da exposição no Parque dos Atletas é o da Eletrobras Furnas, onde o visitante pode conhecer diversas formas de geração de energia limpa e renovável. Neste sábado, dezenas de pessoas já formam filas para percorrer o túnel, com direito a estímulos sensoriais de água e vento, e conhecer mais sobre as energias hidrelétrica e eólica. Outra atração é um carro elétrico para entrega e coleta de correspondência e encomendas, mostrado no estande dos Correios.  
No pavilhão do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), o visitante tem a oportunidade de participar do jogo interativo Rio Forward+50 e decidir como vai querer a cidade do Rio de Janeiro daqui a 50 anos. De caráter educativo, o jogo procura mostrar como as práticas sustentáveis têm efeito sobre o meio ambiente e como são importantes as decisões tomadas de forma coletiva e consciente.