Prefeito de Dores permanece no cargo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito de Dores, Fernando Lima da Costa
O prefeito de Dores, Fernando Lima da Costa

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/05/2013 às 02:52:00

Milton Alves Júnior
miltonalvesjunior@jornaldodiase.com.br

Após ter sido notificado judicialmente para se afastar do cargo por descumprir decisão judicial relacionada a direitos de servidores, o prefeito do município de Nossa Senhora das Dores, Fernando Lima da Costa (PDT), conseguiu na tarde de ontem que o juiz da Comarca, Antônio Henrique de Almeida, revogasse a decisão e até segunda ordem permaneça administrando a cidade. De acordo com a decisão anterior, o prefeito deveria ficar afastado da administração pública até que a Prefeitura cumprisse com o que foi determinado pela Justiça, enquanto isso o vice-prefeito José Marcelo Leite (PSC) iria assumir como chefe interino do executivo municipal.

Pegos de surpresa, muitos moradores disseram não acreditar no afastamento. Esse foi o caso de Antônio Firmino dos Santos que achou ser mais um boato sem fundamento. "Essa semana já fomos surpreendidos com a história que o Governo Federal iria acabar com o Bolsa Família. Diante de tanta informação falsa, logo no início não acreditei que esse afastamento seria verdadeiro. Eu fui um dos eleitores dele, mas se está errado tem que ser retirado do poder mesmo", disse. Antes mesmo de tomar conhecimento quanto a revogação aprovada por Antônio Henrique, muitos opositores chegaram a comemorar a primeira medida judicial.
"Eu fui notificado para me afastar do cargo para que José Marcelo assumisse, ao meio-dia de ontem. O juiz entendeu que eu não tinha cumprido uma decisão judicial para que fizesse uma incorporação ao salário de um funcionário da prefeitura, mas eu não desobedeci. Orientado pelos meus advogados, eu só protelei", disse. Questionado quanto ao cumprimento da determinação judicial, o prefeito concluiu: "Nós cumprimos a decisão por volta das 14h e com isso o juiz Antônio Henrique revogou a decisão judicial e eu continuo no cargo de prefeito de Nossa Senhora das Dores".

Apesar de estar temporariamente livre do afastamento, Fernando Lima da Costa permanece citado na CPI - Comissão Parlamentar de Inquérito -aprovada pela Câmara Municipal de Nossa Senhora das Dores. Esta comissão foi instalada há quase dois meses com o objetivo de apurar o motivo da liberação de máquinas pertencentes ao município para realizar no início desse ano serviços na fazenda do deputado federal José Almeida Lima (PMDB). Segundo informações de alguns vereadores do município, a CPI ainda está em fase de apuração através de depoimentos.