Venâncio assume presidência da Unale

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O deputado Venâncio Fonseca discursa durante a cerimônia de posse
O deputado Venâncio Fonseca discursa durante a cerimônia de posse

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/05/2013 às 02:38:00

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP/SE) foi eleito, por aclamação, e empossado no final da manhã de ontem (24), como presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale). Ele chega com o discurso de continuidade, além de garantir total transparência em sua gestão. Venâncio tem como grande desafio para sua gestão a reinvenção de um novo Pacto Federativo. O deputado Sérgio Leite (PT/PE) é o 1º vice-presidente. José Luís Tchê (PDT/AC) será o secretário geral na gestão. Artagão Junior será o tesoureiro geral da entidade.
"A nossa gestão será guiada pelo espírito de continuidade de um trabalho bem feito e que vem rendendo resultados ao País", disse Venâncio. Ele relembrou que, quando presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, há 17 anos, estava cotado para assumir o comando da Unale, mas viu seu projeto ser adiado por não ter sido reeleito. "Como o tempo dá voltas. Hoje, aqui no Recife, no mesmo lugar onde houve um encontro naquela época, eu chego à presidência da Unale. É uma realização para mim e para o meu Estado".

Venâncio Fonseca enfatizou que sua atuação parlamentar sempre foi destacada pela transparência e que não será diferente na presidência da Unale. "Nossa gestão será transparente igual a um aquário. Essa eleição é dividida por região e eu teria direito a um mandato de um ano. Mas a Unale é uma entidade que defende os interesses dos Legisladores e Legislativos Estaduais. Eu vi nascer, vi crescer e participei de todos os momentos de minha vida política na Unale".

Presenças - Além de todos os deputados estaduais que foram prestigiar a posse de Venâncio Fonseca no Congresso da Unale, também foram o ex-governador Albano Franco; o prefeito João Alves; auxiliares do governo Déda como Mardoqueu Bodano (Cohidro), Valmor Barbosa (Infraestrutura) e Antônio Vasconcelos (DER); o vice-prefeito José Carlos Machado; o advogado Pedrinho Barreto; os deputados federais André Moura (PSC) e Laércio Oliveira (PR); o senador Eduardo Amorim (PSC); dentre outros.