Amorim destaca projetos que beneficiam caminhoneiros

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Eduardo Amorim discursa na tribuna do Senado
Eduardo Amorim discursa na tribuna do Senado

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 12/06/2013 às 02:50:00

O senador Eduardo Amorim destacou, em Plenário, dois projetos de sua autoria que enaltecem a profissão de caminhoneiro. O primeiro dará a cidade de Itabaiana, localizada a 51 Km de Aracaju, o título de 'Capital Nacional do Caminhão'; já o segundo determina que os caminhoneiros profissionais realizem avaliação de saúde anual para continuar exercendo a atividade. "Nossas homenagens a esses bravos profissionais, que carregam em suas mãos o desenvolvimento do país", destacou Amorim.

Na justificativa o senador argumenta sobre a posição estratégica, no que diz respeito ao transporte de cargas para a Região do Nordeste. Segundo ele, Itabaiana já se consagrou popularmente como a capital nacional do caminhão, e possui o maior percentual desse transporte por pessoa do país. "São cinco mil emplacados, além de mais de quatro mil caminhões que foram registrados em outros Estados, totalizando aproximadamente 10 mil caminhões, na cidade que conta com cem mil habitantes", informou Eduardo Amorim. A produção agrícola de Itabaiana é um dos principais fatores que influenciam a forte concentração desse meio de transporte no Município, por ser um grande produtor de cereais, frutas e verduras, graças aos perímetros irrigados, tornou-se um importante exportador regional. "Temos uma das mais tradicionais feiras livres do Nordeste, que remonta ao ano de 1888, foi crescendo exponencialmente por mais de um século e hoje é considerada o celeiro de Sergipe", disse o senador itabaianense.

Renda - Uma das principais rendas dos itabaianenses vem dos fretes dos caminhões, uma atividade celebrada anualmente com uma grandiosa festa. "Recebemos todos os anos caminhoneiros de todo o Brasil, denominada Festa do Caminhoneiro, ocasião em que as artes e o entretenimento se somam às riquezas trazidas pelos caminhões, contribuindo, assim, para o progresso socioeconômico da cidade", disse o senador.
"Pretendemos com a proposta legalizar o que de fato já se encontra consolidado. Itabaiana merece e faz jus a este título, e, com ele reafirmamos o propósito de, simultaneamente, celebrar a profissão do caminhoneiro e da necessidade de existir políticas públicas que favoreçam esse tão importante meio de transporte, que é o caminhão, para nosso país", afirmou Amorim.

Saúde dos caminhoneiros - O líder do PSC no Senado destacou também a importância do Projeto de Lei do Senado 407/12 que favorece a saúde dos profissionais da estrada. O parlamentar argumenta que os caminhoneiros autônomos ficam desassistidos, pois não têm vínculo empregatício e não conseguem atendimento médico ligado à saúde ocupacional. Ele afirma que esses trabalhadores submetem-se a condições desumanas, "dirigindo ininterruptamente por horas a fio, sem repouso".

Para o senador, a obrigatoriedade da avaliação médica periódica dos caminhoneiros autônomos, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), pode melhorar a qualidade de vida deles. Indiretamente, diz, toda a sociedade será beneficiada pela medida, pois "trará mais segurança às rodovias e melhorará a qualidade do transporte de cargas no país".