TUDOCOMEÇA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/06/2013 às 11:52:00

1 - Felipão vem deitando e rolando no comando da seleção brasileira após a "carta branca" recebida do presidente da CBF, Marin, que depois proporcionou mudança considerável na formação do time e no agir da Delegação. Tudo começou com o isolamento da Seleção em Goiânia, ficando longe da torcida, criando verdadeiro cordão de isolamento. Na era Mano Menezes a rédea era mais curta. O presidente da CBF chegou a exigir publicamente, ver a lista de convocados com antecedência, colocando o antigo treinador em uma sai justa. Hoje, o presidente afirma que  "os problemas da Seleção quem conhece é Felipão, portanto, ele é quem resolve". Cheio de moral. Se Felipão perder a Copa, será que cai?

2 - Nota-se a recuperação da auto estima na Seleção Brasileira, principalmente depois da vitória sobre a França e pelo espírito aguerrido de Felipão. Espera-se agora, a confiança do torcedor ainda sem aquela tradicional vibração, entra na Copa das Confederações sem a necessária certeza de levantar a taça como a Seleção já fez por quatro vezes. O jogo de sábado, em Brasília, contra o Japão, a primeira seleção a se classificar para a Copa do Mundo no Brasil, em 2014. O Japão é parada dura. Não é mais aquela moleza do passado. O Brasil entra bem formado e na esperança que Neymar volte jogar bem. Tudo começa sábado. E também a esperança do Brasil a ser o bom no futebol, saindo da 22º colocação da FIFA.

Meio de Campo
VITÓRIA QUER FREFORÇOS
Um dos melhores times da Série A, o Vitória aproveita a parada para a Copa das Confederações, para mexer em seu elenco. A diretoria promete buscar algumas contratações e até cinco nomes são vislumbrados, para reforçar o time de Caio Junior para o restante do Campeonato Brasileiro.

SELEÇÃO FRUSTRA
A seleção brasileira chegou a Brasília e frustrou a expectativa de torcedores, que aguardavam o time, tanto no aeroporto, quanto no hotel onde a equipe ficará hospedada, até o jogo de abertura da Copa das Confederações contra o Japão, no estádio Mané Garrincha.

COMETER LOUCURAS
Sem técnico e casa fixa, o Flamengo sonha com acordos com Mano Menezes e Maracanã, respectivamente. Segundo o vice de marketing, Batista, o Rubro-negro não pretende cometer loucuras em ambas as negociações. No caso do treinador, por exemplo, a intenção é chegar a um denominador comum, sem fugir da realidade.

Cartão Amarelo
Dúvida cruel. A Diretória do Sergipe ainda não deu a palavra final, se joga no Presidente Médici ou no Fernando França. 

Cartão Vermelho
Dirigentes de Clubes da Segunda Divisão na bronca. Exigências da FSF só inscrevendo para as disputadas agremiações que tenham estádios dentro das normas para a prática do futebol. FSF tá certa.

Gol de Placa
Secretário Mauricio Pimentel no pé. Conforme o prometido começaram ontem,  as obras de reforma do Batistão.