ESPANHA NA FINAL

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 28/06/2013 às 11:19:00

1 - Após as vitórias seguidas na Copa das Confederações o treinador Felipão tem tido nas suas entrevistas dois básicos comportamentos - o seu 'namoro com o torcedor e suas piadas e ironias com a mídia. Sempre bem-humorado, descontraído, Felipão tem surpreendido em seu encontros pelas palestras, "causos" e lições.  Num tom ufanista Felipão, além de elogiar o papel da torcida, convoca para continuar apoiando a nossa Seleção. O Brasil vai bem com Felipão e tenta amanhã, domingo, às 19 horas, no Maracanã, ganhar a Copa das Confederações pela quarta vez, agora contra a Espanha que apesar de campeã do mundo nunca ganhou esta competição.

2 - O Brasil vai levando a vantagem do desgaste da prorrogação envolvendo Itália e Espanha num calor de 29 graus em Fortaleza. A Seleção adversária não anda com aquele preparo físico, mas é perigosa pelo conjunto e bons valores dos seus atletas. No jogo contra a Itália, a Espanha não teve o tradicional continuado "tic-tac", com o controle da pelota caindo bastante. Foi uma partida bem disputada no tempo normal e na prorrogação pelas duas seleções, as últimas campeãs do mundo. Hoje, Seleções campeãs se enfrentam e a torcida verde-amarela sai com a vitória. O primeiro empate na Copa das Confederações, porém na cobrança de pênaltis ganhou a Espanha por 7 a 6. Final Brasil x Espanha.

Meio de Campo
JÚLIO CESAR
Decisivo na vitória sobre o Uruguai, ao defender um pênalti no início do jogo, Júlio César revelou a conversa que teve com Diego Forlan. O uruguaio cobrou a penalidade no canto esquerdo do goleiro. "Eu joguei com ele na Inter. Fiz uma brincadeira com o Forlan. Disse que ele ia bater forte no meio. Acho que ele acabou se entregando, porque deu uma risadinha. Tirei uma opção dele. Foi mais uma coisa para desestabilizar ele", contou Júlio César.

CPI DA COPA
O deputado Izalci começou a recolher na Câmara e no Senado, assinaturas para pedir a instalação de uma CPI mista sobre as obras da Copa do Mundo de 2014. São necessárias 171 assinaturas de deputados e 27 de senadores. Até agora ele obteve 14 no Senado e 93 na Câmara.

FRED ARTILHEIRO
O atacante Fred marcou um dos gols da vitória do Brasil por 2 a 1 sobre o Uruguai pelas semifinais da Copa das Confederações e se igualou a Neymar e outros quatro jogadores na terceira posição na tabela de artilharia, todos com três gols, dois a menos que o líder Fernando Torres, da Espanha.

Cartão Amarelo
Sergipe caminha para o prejuízo no seu jogo das faixas contra o Vitória, no "Fernando França". A torcida rubra não vem prestigiando. Sem dinheiro não tem time bom.

Cartão Vermelho
Não é uma boa a posição do Confiança desfazendo de Jeferson, que já deixou de ser promessa para o próximo campeonato.

Gol de Placa
Atuação do desportista Valter Duarte, no boxe. Seleção Sergipana de boxe olímpico adulta elite conquista segunda colocação no Nordeste.