JOGO PERIGOSO

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/07/2013 às 02:45:00

1- Mesmo com a atração da grande presença no Brasil do Papa Francisco, para a Jornada Mundial da Juventude, o jogo de hoje decisivo da Taça sul-americana, tornou-se a atenção dos desportistas, com o Estádio completamente lotado torcendo pelo Atlético, tentando a recuperação frente ao Olímpia, agremiação paraguaia que venceu o time brasileiro na primeira partida em Assunção por dois a zero, placar que obriga a representação mineira, a vencer por mais dois gols de diferença, deixando patente que o Atlético vem ultrapassando barreiras na base do sacrifício como foi contra o Tijuana e Independente Santa Fé. Hoje será mais um jogo difícil de conquistar a taça pela primeira vez na história do clube de Minas Gerais, estado onde acontece a partida. O Olímpia já conquistou por três vezes a taça e já participou de sete finais da Libertadores.

2- Aqui, na "terrinha", além da torcida pelo Atlético, tem no domingo, no "Fernando França", a volta ao gramado do Sergipe enfrentando o CSA, que ainda não ganhou de ninguém e sua última derrota foi para o Juazeirense, time que os rubros venceram por 6 a 1. Como afirmam os "filósofos" do futebol, "que cada jogo é um jogo", não se pode ter resultado por antecipação, considerando-se que o time alagoano derrotado em Carmópolis por antecedência, fica desclassificado do Brasileiro, Série D. Depois dos 7 a 0 na Seleção de Aquidabã, o time sergipano vive momento de euforia, agregado à liderança do grupo, com dez pontos. Não pode e nem se deve dormir nos louros da vitória. Givanildo Sales é bastante experiente e inteligente, que objetivamente sabe que ainda não conquistou nada, estando o Botafogo e Vitória da Conquista colados na tabela e que a saída para a classificação é a vitória do Sergipe. Vai ser uma partida perigosa, que poderá marcar o novo tempo, colocando o Colorado como classificado. É só jogar forte.

Meio de Campo
 EU ACREDITO
 Apontado pelo técnico Cuca e pelos companheiros como o jogador para fazer a diferença na partida com o Olímpia, hoje, no Mineirão, que vale o título da Libertadores, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, que teve atuação apagada no jogo de ida em Assunção, demonstrou confiança na conquista inédita para o clube ao adotar o "eu acredito".

VALER A PENA
Enfrentar fila não é das tarefas mais agradáveis. Uma fila que dure duas semanas, torna o fardo ainda mais pesado, para qualquer mortal. Pior ainda se vier somado a horas seguidas sem banho, passando fome, frio e ainda tendo que aturar as chatices dos vizinhos, sem qualquer parede de proteção.  Só mesmo muito amor pelo time do coração para valer a pena.

Cartão Amarelo
Privatizar estádios públicos. Se o "modismo" pegar vai quebrar os clubes de futebol. Maracanã é uma prova.

Cartão Vermelho
Cancelar o torneio de Sub-15. Motivo: falta de campo futebol. E o Adolfo?

Gol de Placa
O trabalho constante de Ivaney Alves Lima, defendendo os árbitros sergipanos. Um líder, lutador e respeitador pelo direitos da categoria.