Ex-prefeito e deputados são acusados de fazer propaganda antecipada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/06/2012 às 11:19:00

Após ofício enviado pela Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE), a promotoria da Barra dos Coqueiros moveu uma representação contra o ex-prefeito.  Airton Martins, e os deputados estaduais Francisco Gualberto e Garibalde Mendonça. No dia 27 de abril deste ano, um evento foi realizado ilegalmente para promover a candidatura de Airton Martins à prefeitura da cidade.
A partir de diligência realizada pelo MPE, ficou constatado que houve um verdadeiro comício de lançamento da pré-candidatura de Airton Martins no Colégio Estadual Carlos Firpo, antes do período permitido. O evento, inclusive, foi anunciado antecipadamente através de um carro de som que circulou pela cidade convidando toda a população a ir para o "grande lançamento da pré-candidatura à Prefeitura da Barra dos Coqueiros com Airton Sampaio Martins e Alisson e seus pré-candidatos a vereador".
 Imagem - A procuradora regional eleitoral, Lívia Nascimento Tinôco, explica que os políticos ao promoverem a sua imagem em momento inoportuno obtêm de maneira ilegal uma posição de vantagem em relação aos demais candidatos, desequilibrando o pleito. A propaganda eleitoral só é permitida a partir do dia 6 de julho de 2012.
A promotora que assina a representação, Juliana Carballal, pede que os representados sejam condenados a pagar multa de R$ 5 a R$ 25 mil.