Espetáculo de abertura da JMJ contou a história da evangelização do Brasil

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 26/07/2013 às 02:53:00

Flavia Villela
Agência Brasil

Rio de Janeiro - A chuva e o frio na Praia de Copacabana não foram obstáculos para os fiéis que acompanharam animadamente a Festa da Acolhida da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). A encenação que contou a história da evangelização católica no Brasil começou após o discurso de saudação do papa Francisco.
Ao som das Bachianas nº 5, de Heitor Villa-Lobos, atores e bailarinos, com coreografia de Carlinhos de Jesus, representaram o trabalho de evangelização da Igreja. Ao final da encenação, Carlinos de Jesus e o ator Marcos Frota levaram até o papa uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, que Francisco benzeu e depois foi colocada no lado esquerdo do palco.
Carlinhos, que ficou emocionado com a benção que recebeu do papa, e Marcos Frota interpretaram pescadores no espetáculo que retratou as festas religiosas das cinco regiões brasileiras, como o Círio de Nazaré e a Festa de Aparecida. Sentado no centro do palco, Francisco acompanhou toda a apresentação.
A multidão que acompanhou a Festa da Acolhida se estendeu por todo o calçadão e a areia da Praia de Copacabana, desde o palco, no Leme, até a altura da Rua Figueiredo de Magalhães, em uma extensão de cerca de 2 quilômetros.