Oficina de Capacitação do Programa Água Doce é finalizada em Tobias Barreto

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Ailton Rocha fala no encerramento da oficina
Ailton Rocha fala no encerramento da oficina

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/07/2013 às 03:10:00

Uma equipe técnica formada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), e por algumas instituições do Estado, estiveram na comunidade Saquinho, povoado do município de Tobias Barreto, para aplicar os conhecimentos adquiridos durante a Oficina de Capacitação para realização de Diagnóstico Socioambiental e Técnico do Programa Água Doce (PAD) no Estado de Sergipe. A oficina vem sendo realizada desde a última quarta-feira, 24, na Sede da Embrapa de Aracaju.

O programa que foi instalado no povoado desde o ano de 2005, beneficia 45 famílias do povoado Saquinho e 15 famílias do povoado Tanque Novo, localizado na cidade de Riachão do Dantas, com o abastecimento de água doce e de boa qualidade através do processo de dessalinização.

De acordo com o técnico do MMA, Alexandre Saia, o PAD, é uma ação do Governo Federal coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), o qual visa o estabelecimento de uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano.
"Ele promove e disciplina a implantação, a recuperação e a gestão de sistemas de dessalinização ambiental e socialmente sustentáveis para atender, prioritariamente, as populações de baixa renda em comunidades localizadas do semiárido", disse.

Capacitação - Durante a realização da oficina de capacitação, houve ainda, a visita técnica e aplicação de um questionário para a realização do diagnóstico sócio ambiental nas comunidades. Esse diagnóstico tem por objetivo caracterizar as condições socioambientais e obter informações referentes aos sistemas de abastecimento de água das comunidades rurais do semiárido.
"São considerados no diagnóstico os aspectos sociais, ambientais e técnicos envolvidos na implantação, recuperação e gestão de sistemas coletivos de abastecimento de água. O diagnóstico é uma etapa fundamental para a definição da alternativa de abastecimento mais adequada e para a determinação do marco zero em cada comunidade", destacou a coordenadora do PAD em Sergipe, Ângela Nascimento.
Adilson de Jesus, disse que o PAD tem salvado a vida da população de Saquinho. "A comunidade de Saquinho está bastante feliz. Temos certeza de que iremos aprender muito nesse dia, já que qualquer

Governo só acerta se ouvir a voz do povo", destacou.
Representando o secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Genival Nunes, o superintendente de Recursos Hídricos da Semarh, Ailton Rocha, citou que com essa capacitação todos os envolvidos estarão criando um novo capítulo do PAD no Estado de Sergipe. "Através desse trabalho de compartilhamento, podemos construir de fato uma nova nação, aplicando assim o exercício da cidadania', finaliza.