Polícia prende oito acusados por roubos de veículos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/06/2012 às 15:59:00

Uma operação da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV) com apoio da Companhia de Polícia Rodoviária Estadual (CPRv) desarticulou ontem uma quadrilha de roubos e furtos de veículos que agia na capital sergipana há pelo menos oito meses. Ao todo, foram presas oito pessoas, sendo cinco homens, uma mulher e dois adolescentes. O grupo já era investigado há algum tempo e, segundo o delegado Thiago Leandro Oliveira, responsável pela unidade, seria preso em uma operação marcada para a madrugada de hoje.
Os planos, no entanto, foram antecipados no início da manhã por uma abordagem de rotina da PM no bairro Santos Dumont (zona norte de Aracaju), onde três integrantes da quadrilha foram presos. Segundo o capitão Gilmar Santana, comandante da CPRV, os policiais abordaram um Fiat Uno com três ocupantes e dentro deles havia um que era procurado pela Justiça. "Quando checamos os dados dos passageiros verificamos que um deles tinha um mandado de prisão em aberto por roubo de carro e que o Fiat Uno que trio conduzia havia sido roubado lá mesmo no Santos Dumont", informou o capitão Gilmar.
Nesta abordagem, foi preso Gilson de Jesus Silva Barbosa, 18 anos, e dois adolescentes de 16 e 17 anos de idade foram apreendidos. Na DRFV, os militares foram informados pelo delegado Thiago Leandro de que havia uma operação montada para prender todos os integrantes da quadrilha, mas que ela tinha que ser antecipada. De imediato, os policiais juntaram os mandados de prisão já autorizados pela Justiça e foram aos locais mapeados. "Entre os homens há um deficiente físico que utilizava sua condição de cadeirante para não levantar suspeitas ao passar informações para o restante da quadrilha sobre os carros que deveriam ser roubados", explicou o delegado.
A partir das prisões, os policiais descobriram que os carros roubados na capital eram levados para depósitos de desmanches, disfarçados de oficinas mecânicas, que funcionavam na Avenida Euclides Figueiredo, (zona oeste). "Quando chegamos aqui, encontramos dois veículos inteiros prontos para serem depenados e outros dois veículos já inteiramente desmontados", disse o delegado. Um dos veículos, parcialmente destruídos trata-se de um Gol roubado no último dia 18 de junho na Avenida Gonçalo Prado Rollemberg (zona sul).
Enquanto parte dos policiais mapeavam as carcaças dos veículos encontrados nos depósitos, outras equipes policiais cumpriam mandados de prisões pela cidade. Um desses mandados é o de Adilson de Jesus Moura, que foi preso em sua residência no bairro 18 do Forte (zona norte) e é apontado como um dos responsáveis por furtar os veículos. Os nomes dos demais integrantes da quadrilha ainda serão confirmados pela Polícia Civil.

Modo de atuação - A Polícia Civil ainda não sabe quantos carros a quadrilha furtou e roubou em Aracaju, mas um levantamento será feito a fim de apontar os números exatos. Por enquanto, a polícia divulga que eles agiam de duas formas. "Ou desmanchavam o carro para vender as peças ou adulteravam o número do chassi para vender o veículo com um chassi falsificado", frisou Thiago Leandro. Outro ponto levantado até o momento é que o bando tem preferência por carros mais antigos e por veículos mais populares, tais como Gol e Fiat Uno.

Outros presos - Também no dia de ontem, em outra investigação da DRFV, os policiais civis prenderam mais dois acusados de furtar motonetas, motos e ciclomotores. Marcondes da Conceição Aragão, 30, e Samuel Santos Pereira, 23, foram localizados em uma casa na Barra dos Coqueiros (Grande Aracaju), onde foram apreendidas uma motoneta tipo Shineray com o chassi raspado, e uma motocicleta Honda Twister CBX 250, cor vermelha, além de uma pequena quantidade de crack.
Os suspeitos foram localizados após uma denúncia anônima. De acordo com o delegado Leandro, Marcondes já tem passagem pela polícia pelo mesmo crime. Os acusados já foram reconhecidos por várias vítimas. A motocicleta Honda já foi periciada e devolvida ao proprietário.