Saúde em pauta

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Tonhão, Toinho de Dorinha e Fábio Henrique
Tonhão, Toinho de Dorinha e Fábio Henrique

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/08/2013 às 03:10:00

Prefeitos e secretários de Saúde de diversos municípios sergipanos estão se reunindo hoje (2), no Aease, para analisar quais medidas serão tomadas para reaver junto ao Governo do Estado verbas relacionadas à área. Se não bastasse o caos que o serviço público enfrenta, os gestores ainda alegam que há mais de 24 meses o Estado não tem feito o repasse oriundo do Ministério da Saúde, dinheiro este que, em parte, seria destinado à Assistência Farmacêutica e aos Centros de Atenção Psicossocial (Caps).

Esses recursos não "salvariam a pátria", mas, sem dúvida alguma, ajudariam a minimizar os problemas enfrentados pelos municípios. Não é segredo para ninguém que as prefeituras estão no vermelho, com uma enorme dificuldade para colocar em andamento projetos e ações que poderiam melhorar a qualidade de vida do povo.

Isso tudo é reflexo da queda nos repasses, em especial o do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). "É uma dívida que os Estado tem e que não podemos deixar passar", disse o presidente da Federação dos Municípios de Sergipe (Fames) e prefeito de Monte Alegre, Antônio Rodrigues, o Tonhão. Na reunião, os gestores e secretários municipais vão discutir quais as possibilidades de receber esses valores.

Eles defendem que a melhoria do serviço oferecido nos municípios pode até desafogar o atendimento feito nos hospitais estaduais, e que o interior do Estado deve receber a mesma atenção que a capital. "Aracaju vem recebendo esses recursos, mas os municípios não. Tem cidade com mais de R$ 300 mil a receber. Por isso, vamos fazer o devido levantamento para poder mostrar ao governador esse problema, que implica no atendimento à população", afirma.

NOTA DE PESAR
O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) emitiu nota de pesar pela morte do ex-prefeito e ex-deputado estadual, Francisco Modesto dos Passos ocorrida nesta quarta-feira, dia 31. "É com sentimento de pesar que recebo a notícia do falecimento de Francisco Modesto dos Passos, um dos ícones da política sergipana, principalmente, para o povo do agreste, onde passou a maior parte de seus dias", disse Eduardo Amorim. "O município de Ribeirópolis foi sua preocupação constante a quem teve total dedicação em sua existência. Lembro, ainda, a figura humana, o cidadão inteligente e afetuoso, um homem por quem eu tinha uma grande estima e amizade", completou o parlamentar. "Aos familiares, amigos e admiradores, deixo as minhas condolências e homenagens a este grande sergipano", finalizou.

AVALIAÇÃO I
Na manhã de ontem (1º), a Câmara Municipal de Itabaiana retomou os trabalhos do segundo semestre do período legislativo de 2013. A convocação foi feita pela mesa diretora da casa, na pessoa do presidente José Roberto Oliveira dos Santos. A sessão contou com a presença dos secretários Moacir Santana (Obras) e Anderson Christian de Souza (Comunicação), além do prefeito Valmir de Francisquinho, que ouviu a oposição e respondeu aos questionamentos feitos. O gestor aproveitou a oportunidade para fazer uma leve retrospectiva dos seus sete meses de mandato, citando as obras que foram paralisadas há quatro anos, quando a ex-prefeita, Maria Mendonça, encerrou seu mandato.

AVALIAÇÃO II
Ele falou também das obras iniciadas na gestão passada que, sem motivos, foram paralisadas, e frisou o uso das redes sociais pela juventude e pela oposição. O anuncio feito pelo prefeito que mais agradou aos presentes foi de que ele planeja gratificar os garis e margaridas, adicionando R$ 200 ao salário dos mesmos. Lembrou também dos que trabalham na coleta de lixo do município, que já recebem R$ 400 em gratificações mensais. Valmir anunciou que no aniversário da cidade vai promover dois dias de festa na avenida, sem contar com as exposições da Feira Agroshow, uma das maiores do Nordeste na área da agricultura. O presidente da casa, o vereador José Roberto Imperador, disse que a atitude inédita do prefeito em prestigiar a abertura do segundo semestre dos trabalhos legislativos indica renovação e abertura ao diálogo. "Valmir está mostrando uma nova era, uma nova cara na nossa cidade. Espero que a juventude esteja entendendo isso", afirmou.