Sindicato acionará justiça contra VCA

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/08/2013 às 03:09:00

Kátia Azevedo
katiaazevedo@jornaldodiase.com.br

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Município de Aracaju (Sintra) está mobilizando motoristas e cobradores que estão sendo demitidos pelo grupo Viação Cidade de Aracaju (VCA) a acionarem a justiça para garantirem o cumprimento do pagamento de verbas rescisórias.

Em assembleia realizada na manhã de ontem na porta da empresa, os rodoviários discutiram encaminhamento do processo de desligamento, pendências trabalhistas da VCA que precisam ser resolvidas e a migração para a nova empresa.
"O sindicato está acompanhando e dando celeridade ao processo de desligamento com a baixa na carteira junto à empresa para que a categoria possa garantir a participação nas vagas de trabalho que estão sendo abertas agora com a Atalaia Transportes. Sobre o cumprimento das verbas trabalhistas envolvendo as demissões, o sindicato está orientando que os trabalhadores recorram à justiça através de ações coletivas ou individualmente para que todos os direitos da categoria sejam assegurados", explicou Miguel Belarmino da Paixão, presidente do Sinttra.

Ele informou que a nova empresa está cumprindo com as contratações previstas para os motoristas e cobradores das empresas Cidade Histórica e São Pedro, permissionárias da VCA.

De acordo com informações da direção do sindicato, o cadastro vem acontecendo como o previsto, mas nem todos os trabalhadores poderão ser incorporados ao quadro funcional agora.

O presidente do Sinttra explicou ainda que desde esta semana, 31, a nova empresa está realizando seleção, cadastro e treinamento com ex-funcionários da VCA e que muitos já começam a trabalhar na Atalaia Transportes a partir deste sábado, quando o grupo pernambucano começa a atuar no sistema metropolitano da Grande Aracaju.

Também foi ressaltado pelo presidente do sindicato que motoristas, cobradores e uma parte do setor administrativo que atuavam na VCA têm prioridade confirmada pelo grupo pernambucano no novo quadro funcional da empresa. Uma decisão da justiça baseada em problemas operacionais enfrentados pelo grupo VCA impede que a empresa continue operando no sistema.

A categoria também aguarda o pagamento dos tickets alimentação e dos salários de julho, que estão em atraso.

Miguel Belarmino informou ainda que desde a última quarta-feira, a nova empresa está realizando o cadastro e dando inicio a seleção, e que inclusive muitos motoristas e cobradores já receberam a farda para trabalhar neste sábado nos oito novos ônibus que entram em operação.