Começa nesta segunda a Semana do MEI promovida pelo Sebrae

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/08/2013 às 03:11:00

Mais uma "Semana do Micro Empreendedor Individual" será realizada em Aracaju, no período 05 a 10 de agosto, na Praça General Valadão, horário comercial. Além de prestar orientação empresarial, o evento também disponibiliza capacitações gratuitas a todos aqueles que já deixaram a informalidade.

Serão disponibilizadas diariamente duas oficinas do programa Sebrae para o Empreendedor Individual (SEI) sobre temas relacionados à compras, vendas, finanças, associativismo,empreendedorismo, administração e planejamento. Além das capacitações, os técnicos da entidade também estarão promovendo a formalização daqueles que desejarem legalizar os seus negócios.

Para Lauro Vasconcelos, superintendente do Sebrae, para se ter sucesso no negócio é fundamental investir em capacitação e novos conhecimentos. "Estamos colocando à disposição dos pequenos empresários um conjunto de informações que são fundamentais para a gestão do empreendimento. É uma excelente oportunidade para eles verificarem como corrigir as falhas e crescer de forma continuada", destaca o superintendente.

Em 2012, mais de dois mil cidadãos foram atendidos durante a Semana do MEI, sendo registradas 420 formalizações. Cidadão como Everton dos Santos, que trabalhava na informalidade como segurança eletrônica. "Quero expandir meu negócio, poder atender empresas e emitir nota fiscal. Além do acesso a aposentadoria e aos outros benefícios garantidos aos empreendedores que são formalizados", explicou Everton. De acordo com dados da Receita Federal, mais de 21 mil sergipanos já foram cadastrados como Microempreendedores Individuais (MEI).

O Micro Empreendedor Individual uma categoria jurídica direcionada as pessoas que trabalham por conta própria, faturam até R$ 60 mil ao ano, não possuem participação em outras empresas como sócio ou titular e empregam no máximo um funcionário recebendo o salário mínimo ou o piso da categoria.  Mediante o pagamento de uma taxa mensal de no máximo R$ 39,90, o trabalhador passa a contar com auxílio doença, salário maternidade, aposentadoria após 15 anos de serviço e pensão por morte. Outros benefícios importantes são poder vender para o governo, ter acesso facilitado aos serviços bancários e linhas de crédito. Atualmente mais de 500 atividades podem ser enquadradas como Microempreendedor Individual.